Porque comida apimentada faz o nariz escorrer?

Por , em 11.08.2010

É possível que você não compreenda a pergunta do título. É claro, colocar duas gotinhas daquela pimenta que se compra em supermercados não fará seu nariz escorrer como se você estivesse gripado. Mas experimente uma dessas pimentinhas exóticas da Ásia Oriental, que se encontram em um restaurante indiano, por exemplo. Tente comer algo acompanhado pela Bhut Jolokia, pimenta mais ardida do mundo, segundo o Livro Guiness dos Recordes. Aí não há escapatória, seu nariz irá escorrer. Mas por quê?

A pimenta pertence ao gênero Capsicum, que tem como característica produzir um composto químico chamado capsaicina. Devido à sua alta capacidade de irritação dos tecidos animais, a capsaicina tem a função de proteger a planta dos mamíferos com fome. Os famosos sprays de pimenta, aliás, são na verdade apenas “essência de capsaicina”, e são mais irritantes que o gás lacrimogêneo, segundo um relatório tecnológico da União Europeia.

Além da capsaicina, a pimenta dispõe de outro composto irritante, o Isotiocianato de alila, que estende o seu poder de ardência a outros alimentos, tais como wasabi (a “raiz-forte” japonesa. Não recomentdamos), rabanete e mostarda. É tão agressivo que também se usa em fungicidas e inseticidas domésticos e de plantações.

Este casal da pesada (Isotiocianato de alila e capsaicina) é o responsável pelo seu nariz escorrer ao ingerir algo muito apimentado. Eles irritam as mucosas que protegem seus pulmões e narinas de agentes infecciosos, tais como fungos, bactérias e vírus. Irritadas, as mucosas do nariz produzem o muco nasal, conhecido pela comunidade não-médica como catarro, ou mias vulgarmente, ranho. Em situações normais, o muco só é produzido quando há reações alérgicas à poeira e outros corpos indesejáveis, mas a pimenta forja esses processos artificialmente.

Mas se você é aficionados por pimentas e não gosta de ficar com o nariz escorrendo quando for comer, temos uma dica simples: como bebida para acompanhar a refeição “quente”, substitua a água, suco ou cerveja, por leite. Como a capsaicina é oleosa, não se mistura com a água, que fica incapacitada de anular qualquer efeito indesejável da pimenta. O leite, por sua vez, contém uma proteína chamada caseína, que é lipossolúvel. Assim, reage com a capsaicina e ameniza a irritação aos tecidos.

Os indianos, pródigos nas pimentas agressivas, provavelmente já sabem disso, porque o leite é largamente consumido no país (embora isso talvez se deva apenas ao fato de a vaca ser um animal sagrado por lá) para acompanhar as refeições. Se você acha esquisitíssimo almoçar bebendo leite, experimente beber um copo de água com 10% de açúcar antes de almoçar. Pesquisas recentes afirmam que a sacarose tem o mesmo efeito da caseína, ou seja, esse procedimento traz o mesmo resultado do leite. [Life’s Little Mysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • gloria:

    Eu ñ disse q pimenta é veneno,quem em sã consiencia comeria algo assim tão irritante ,só mesmo os indianos q vivem c/ diarréia , hemorróidas e gastrites, credo prefiro a morte a colocar pimenta no meu organismo p/ me sentir cheia de catarro e c/ as mucosas sapecadas de alergias! !

  • danubia:

    ah, a pimentinha da peste q eu tenho aqui faz qualquer nariz escorrer! maravilhosaaa!

  • vanilda:

    adoro pimenta,e bem ardida

  • ANILSON MARTINS:

    Gosto muito de pimenta !

  • Atilada!:

    Adoro pimenta! Às vezes coloco tanto que não consigo nem sentir o gosto da comida…

  • Daniel Iserhard:

    Iosotiocianato de alilO é o nome correto

Deixe seu comentário!