Google lança Grafo do Conhecimento, que permite buscas mais rápidas e específicas

Publicado em 22.05.2012

Taj Mahal é o nome de um fascinante templo na Índia. Mas também é o nome de um cantor e guitarrista de blues americano. Quem for fazer uma pesquisa no Google procurando por essa palavra agora vai encontrar resultados para seus vários significados. Isso pode ser bastante trabalhoso e deixar a pesquisa mais lenta. Mas finalmente o Google criou um mecanismo que vai evitar esse tipo de confusão: o Google Knowledge Graph (ou Grafo do Conhecimento, em português).

O Grafo do Conhecimento já é considerado o primeiro passo em direção a uma nova geração de pesquisas, e não é por menos. A nova pesquisa do Google permite que o usuário escolha entre o conjunto de resultados apenas os significados e interpretações que estiver procurando.

No caso do Taj Mahal, é só adicionar a palavra “músico” no final da pesquisa e o Google fará a busca apenas para esse significado do termo de maneira aprofundada. Com isso, o próprio Google monta sua pesquisa, não sendo necessário buscar dezenas de sites para encontrar o que você está procurando.

As buscas serão muito mais fáceis e completas com o Grafo do Conhecimento. Confira abaixo várias novidades que o Google oferece:

• Resumo sobre a busca: o Google mostrará automaticamente um resumo com fatos importantes sobre a pesquisa, que será visualizado na barra lateral da página de resultados. Por exemplo, se você estiver pesquisando por um local, vai aparecer o mapa e a relevância histórica da região. Se a pesquisa for sobre uma pessoa, uma pequena biografia dela será exibida junto com o resultado da busca. A ferramenta facilita pesquisas que não precisam ser aprofundadas e pode fazer com que você descubra fatos interessantes rapidamente.

• Grupos de resultados: Procurando por um bar chamado “Hora Extra”, mas só aparecem resultados sobre direitos trabalhistas e valor das horas extras nas páginas iniciais de resultados? O Grafo do Conhecimento irá criar grupos diferentes de resultados com base nos diversos significados de cada termo de pesquisa. Com isso, você seleciona apenas o que interessa na sua busca.

• Wikipédia: As informações que o Google exibir nas caixas de informações são em grande parte da Wikipédia. Normalmente as informações estão corretas, mas não se esqueça que qualquer um pode editar a Wikipédia – o que pode gerar erros ou informações incompletas. Por isso, use o Grafo do Conhecimento como uma referência rápida, mas não abandone a pesquisa com várias fontes.

Por enquanto, o novo tipo de pesquisa está sendo testado apenas na versão americana do site. Ainda não há previsão para chegar ao nosso país, de acordo com a assessoria de imprensa do Google Brasil. Quem mais está ansioso para que essa nova versão do Google chegue por aqui? [BBC/LiveScience/Google Discovery]

Confira abaixo o vídeo que introduz esse incrível tipo de pesquisa:

Autor: Stephanie D’Ornelas

É estudante de jornalismo, adora um café e um bom livro. Curte ciência, arte, culturas e escrever, mesmo que sejam poesias para guardar na gaveta.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. O Gooood, opa, Google, tem muitas ferramentas ótimas já à disposição e outras ainda melhores, como essa da reportagem, à caminho. Mas a que mais gostei e usei até hoje foi o Google Acadêmico, simplesmente perfeito. Encontro livros, artigos acadêmicos e periódicos numa pesquisa muito mais efetiva através dele.

    Thumb up 9

Envie um comentário

Leia o post anterior:
_57876215_1182872-high_res-how-sex-works
Como é ser assexuado?

Pessoas denominadas ...

Fechar