MitoQ: creme descoberto por acidente que poderia reverter o envelhecimento

Muitas descobertas médicas, por exemplo o Viagra e o Botox, foram feitas acidentalmente, enquanto os cientistas estavam procurando a cura para uma doença totalmente diferente.

Recentemente, isso aconteceu novamente. Desta vez, pesquisadores da Universidade de Cambridge (Reino Unido) estavam procurando uma cura para a lesão hepática quando, acidentalmente, criaram um creme que pode se tornar um produto antienvelhecimento poderoso.

MitoQ”, que supostamente amacia a pele e reverte os sinais de envelhecimento, é uma mistura de ingredientes únicos patenteada pelos cientistas Mike Murphy e Rob Smith.

O trabalho do par culminou na descoberta de um sistema de entrega que leva células cheias de antioxidantes – moléculas que inibem a oxigenação das células – diretamente para a mitocôndria, uma fonte de radicais livres que é responsável pelo envelhecimento e danos nos nossos tecidos.

O sistema de penetração eletrostática visa as mitocôndrias e efetivamente entrega CoQ, um componente ativo do sistema antioxidante orgânico dos nossos corpos, direto dentro da célula em níveis que nunca foram atingidos.

article-2368352-1ADF0799000005DC-114_634x361

“As mitocôndrias são como as baterias que fornecem a energia que todas as nossas células precisam para funcionar e se manter saudáveis, incluindo as células da pele. Infelizmente, este processo também libera radicais livres, o que danifica nossas células”, explica o Dr. Michael Murphy. “Os antioxidantes são mecanismos de defesa natural do corpo para combater os radicais livres, mas o envelhecimento acontece porque à medida que envelhecemos, nossos corpos produzem menos antioxidantes e não podem combater os radicais livres de forma tão eficaz. Isto é o que faz com que as rugas e linhas apareçam”.

A equipe afirma que seu sistema é um grande avanço científico que aumenta a nossa capacidade antioxidante natural para restaurar em nossas células uma função ideal – daí seu poder antienvelhecimento.

A equipe testou seu produto em ratos com resultados mais do que estéticos.

Segundo os pesquisadores, a disfunção mitocondrial e estresse oxidativo contribuem para a progressão de doenças como o Alzheimer. Mas MitoQ conseguiu evitar essas patologias em ratas jovens que receberam a substância antioxidante durante 5 meses. O produto impediu o declínio cognitivo nos animais, bem como o estresse oxidativo, o que sugere um papel central da mitocôndria na neurodegeneração e fornece evidências que suportam o uso de terapias que as tenham como alvo para doenças que envolvem estresse oxidativo e insuficiência metabólica.

Para ler mais sobre o estudo (em inglês) publicado no The Journal of Neuroscience, clique aqui. Além dessa pesquisa com ratos, a potência da MitoQ para eliminar o dano oxidativo causado pelos radicais livres foi analisada mais vezes e artigos também foram revisados e publicados em revistas cientificas como Annals of the New York Academy of Sciences e Journal of Biological Chemistry. [DailyMail, Cambridge]

Por: Natasha RomanzotiEm: 21.07.2013 | Em Bem-estar, Principal  | Tags: , ,  
Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

6 respostas para “MitoQ: creme descoberto por acidente que poderia reverter o envelhecimento”

  1. Não é possível levar células para a mitocôndria pois ela é uma organela e sendo assim ela é interna à célula, ela não pertence ao espaço intercelular. Não se leva uma célula para dentro de outra. O texto precisa ser corrigido. Além disto existem muitos produtos antioxidativos e não acredito que esta proteção por si só seja um grande avanço, é mais marketing do fabricante do que ciência de fato.

    • Acho que eles quiseram dizer moléculas.. aí passam pela bicamada lipídica

Deixe uma resposta