Novo carro elétrico da Ford terá sistema de bateria moderno

Publicado em 9.09.2010

A Ford gosta de se destacar quando se trata da tecnologia mais recente. Uma de suas últimas novidades é um variante elétrico da próxima geração do Ford Focus.

A produção do Focus Electric começará ano que vem e o veículo estará disponível ao público no final de 2011. Seu preço deve ficar entre os R$56.561 (antes de um crédito de imposto federal de R$12.940) do Nissan Leaf, e os R$70.740 antes do crédito fiscal do Chevrolet Volt.

O novo Focus Electric vai usar uma bateria avançada de lítio-íon. Essa bateria funciona como um líquido ativo de refrigeração para ajudar a manter as células à temperatura de funcionamento perfeito; no caso, resfriá-las no verão e aquecê-las no inverno.

A média de condução do Focus Electric será de 160 quilômetros a cada recarga. Esse valor é idêntico ao Nissan Leaf, mas o Focus pode ter melhor desempenho em temperaturas extremas devido ao sistema de arrefecimento ativo.

O impacto da temperatura na vida de uma bateria e no seu desempenho é grande, por isso é crucial ter um sistema eficaz de refrigeração e aquecimento, que a regule.

O sistema de arrefecimento ativo líquido também será usado para regular a bateria durante o seu carregamento. O sistema irá deixar as baterias na temperatura adequada automaticamente, antes de o processo de carregamento começar. Se as baterias já estiverem na temperatura ideal, o processo de carga começa imediatamente.

O Focus Eletric não é o único carro elétrico da Ford; a van comercial Transit Connect Eletric estará disponível ainda este ano. Esse veículo tem uma autonomia de cerca de 130 quilômetros entre recargas. [DailyTech]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

8 Comentários

  1. Ninguem quer pagar mais caro por um carro com limite de autonomia… Eis a questão!

    Os carros hibridos estão a disposição da população. Mas pouquíssimos compram pois são caros e menos práticos que os convencionais!

    Não é uma questão técnica. É uma questão econômica.

    E ao meu ver, melhor que subsidiar ou baixar impostos dos carros o melhor seria AUMENTAR os impostos dos carros e usar o dinheiro para investir em transporte público. Transporte individual, seja qual for, sempre demandará muito mais recursos naturais e será menos eficiente que o transporte público.

    Thumb up 1
  2. PORQUE NAO COLOCAO UM GERADOR DE ENERGIA NAS RODAS PARA AUMENTAR A AUTONOMIA DO VEICULO ESTOU CONSTRUIDO UM AUTOMOVEL ELETRICO ESTOU COLOCANDO QUATRO ALTERNADOR DECAMINHAO DE 24 VOLTIS X4 =100WOT PARA AUMENTAR AUTONOMIA DO VEICULO ESTOU TIRANDO OS REGULADORES DE VOLTAGEM ECOLOCANDO UM QUE EU ESTOU CRIANDO PARA MAIOR VOLTAGEM QUANTO MAIS ACELERO MAIS VOLTAGEM LIBERO QUEM SINTERESARPOR MINHAS IVENSOIS MEPROCURE

    Thumb up 6
    • Olá Sr. Antonio Velozo;
      Sua idéia não é muito nova; mas é eficaz… Já tinha visto bobinas sendo colocadas em rodas aro 17 para girar em torno de imãs para gerar energia extra; O Interessante é criar um sistema que inverta, torando um carro comum em hibrido!

      sistema relativamente fácil de construir e nos testes que vi, o motor à combustão funciona a todo momento, porém auxiliado pelo motor elétrico quando está acima de 40km/hora, ele deu uma economia de quase 30% no combustível com o sistema apenas nas duas doras trazeiras… Quando aciona o freio o sistema se inverte e a energia vai pra uma bateria, porém foi encontrado vários problemas, queima de reguladores de tensão (quando o carro excede os 100 km/h) e quase despercebida soma de carga na bateria.(ela não recarrega quase nada! Estamos apanhado da Eletrônica…

      Thumb up 0
  3. Os carros eléctricos têm um sistema de carregamento rápido (50 amperes – 400 watts) a instalar nas vias inter cidades que permite em 28 minutos obter 80% da carga total da bateria o que no NISSAN LEAF corresponde a 130 km de autonomia. Portanto é perfeitamente possível fazer viagens longas com estes carros assim que estes carregadores estejam disponíveis. Nõ esquecer que a NISSAN já deu indicações que lá para 2014/2015 a autonomia das baterias irá no mínimo duplicar (+ 300 km). Nessa altura troca-se a bateria e duplica-se a autonomia ;)

    Thumb up 1
  4. sempre tive uma duvida em relação a carros elétricos…
    Quanto tempo demoraria uma carga completa, e não seria um gasto muito alto na conta de energia elétrica uma carga completa de um carro assim

    Thumb up 0
  5. Assim como o Governo Federal baixou o IPI para 7% para os modelos de carros populares (o ICMS é outro assunto, converse com o seu deputado estadual), poderia ser feito o mesmo para carros híbridos e carros elétricos (parece que já existe algo do tipo para carros híbridos). Ou seja, se a população sinalizar aos seus deputados federais e estaduais, o imposto sobre estes bens pode baixar.

    Thumb up 1
  6. Mas ainda carros eletricos são meio que inviaveis . Imagina voce ter que fazer uma viagem de 300 km… na metade do caminho a bateria acaba e vc tem de recarregar… Mesmo com um sistema de auto carregamento por movimento . E outra baterias nao são para sempre ,a cada recarga a bateria diminui sua capacidade… e a troca dessa bateria não seria muito barato.
    Carros eletricos só seriam para quem tem um poder aquisitivo avantajado, talvez para o brasileiro essa tecnologia esteja distante de muitos “bolsos” por conta de impostos e etc .
    Ja no quisito puluição estes sao uma boa solução em parte.

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
mulhertocando
Roupa de artistas afeta a forma com que sua música é avaliada

Segundo uma nova pes...

Fechar