Novo remédio cura calvície em pessoas com alopecia areata

Utilizando uma droga normalmente voltada para o tratamento de doenças da medula óssea, cientistas conseguiram reverter completamente a perda de cabelo em três pessoas. Os pacientes sofriam com alopecia areata, doença pode causar calvície grave, irregular e de difícil tratamento.

Depois de cinco meses tomando o medicamento ruxolitinib, os três viram todo seu cabelo crescer novamente. As descobertas do Centro Médico da Universidade de Columbia (EUA) foram publicadas na revista “Nature Medicine”.

A alopecia areata afeta aproximadamente 1% a 2% da população e acredita-se que seja causada pelo ataque do sistema imunológico aos folículos pilosos – estrutura da pele que produz os pelos e cabelos. Os cientistas estadunidenses já haviam identificado um conjunto de células do sistema imunológico envolvidas na destruição do cabelo, e realizaram uma série de testes bem sucedidos em camundongos.

Eles, então, deram duas doses diárias de ruxolitinib a três pacientes com alopecia areata de moderada a grave. Este medicamento já é aprovado para o uso em doenças da medula óssea nos Estados Unidos e na União Europeia, mas não possui registro no Brasil. Os pacientes participantes da pesquisa tinham perdido pelo menos um terço de seu cabelo, mas tiveram um crescimento dramático dos fios dentro de cinco meses de terapia.

O principal pesquisador, Raphael Clynes, explica que os testes ainda estão apenas começando, mas, se esta droga continuar sendo bem sucedida e segura, teria um tremendo impacto positivo sobre a vida das pessoas afetadas pela doença. Os cientistas dizem que, agora, mais trabalho é necessário para ver se o tratamento pode ser oferecido de forma mais ampla.

“Existem poucas ferramentas no arsenal para o tratamento da alopecia areata que tenham demonstrado qualquer eficácia”, relata David Bickers, dermatologista da Universidade de Columbia (EUA) que tem tratado muitos pacientes com a doença. “Este é um grande passo em frente na melhoria do nível de cuidados dos pacientes que sofrem desta doença devastadora”.

A alopecia areata pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais frequentemente vista em adolescentes e jovens adultos – ela não está relacionada com a perda de cabelo padrão masculina, que acredita-se ter causas hormonais. Os cientistas dizem que os mecanismos por trás dessa condição são diferentes, e é menos provável que tal terapia seja eficaz para este problema mais comum. [BBC, Science Daily, Drauzio Varella]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

4 respostas para “Novo remédio cura calvície em pessoas com alopecia areata”

  1. É uma otima noticia! tenho alopecia Universal, e vejo que a uma luz no fim do tunil com essa nova descoberta! sera que vai ser liberada no Brasil? alguma novidade a respeito?

    • Olá bom dia Jessica gostaria de saber si esta fazendo algum tratamento sou Ricardo Lira eu tenho alopecia areata posso entra do seu contato

Deixe uma resposta