O horário em que você come é importante para emagrecer?

Publicado em 29.01.2013

lunch_time_1

Segundo um novo estudo do Brigham and Womens Hospital (BWH) em Boston (EUA), em colaboração com a Universidade de Múrcia (Espanha) e a Universidade de Tufts (EUA), quando se trata de dieta, não é simplesmente o que você come, mas também quando você come que pode te ajudar com a perda de peso.

A maioria dos programas de emagrecimento foca em um equilíbrio entre a ingestão calórica e o gasto energético, o que geralmente significa deixar de comer tudo o que você gosta e fazer exercícios físicos todos os dias.

No entanto, a nova pesquisa lança luz sobre um novo fator necessário para perder peso: a hora de comer.

“Este é o primeiro grande estudo a demonstrar que o horário das refeições prevê perda de peso com eficácia”, disse Frank Scheer, neurocientista da BWH, professor assistente de medicina em Harvard (EUA) e um dos autores do estudo.

O estudo

Para avaliar a influência do horário da alimentação na perda de peso, os pesquisadores acompanharam 420 participantes com excesso de peso que seguiram um programa de 20 semanas na Espanha.

Os participantes foram divididos em dois grupos: comedores precoces e comedores tardios, de acordo com o tempo autosselecionado por eles para fazer a refeição principal, que nesta população do Mediterrâneo era o almoço.

Todos seguiram uma dieta de estilo mediterrâneo, composta por proteínas magras, frutas, vegetais e gorduras saudáveis, como azeite de oliva. Durante a refeição principal, 40% do total de calorias diárias foram consumidas. Comedores precoces almoçaram a qualquer momento antes das 15h00, e os tardios depois das 15h00.

Os cientistas descobriram que os comedores tardios perderam significativamente menos peso do que os precoces, e exibiram um ritmo muito mais lento de perda de peso. Também tinham uma menor sensibilidade estimada à insulina, um fator de risco para o diabetes.

Durante as primeiras semanas do estudo, todos os participantes perderam peso basicamente na mesma taxa. A partir de cerca de cinco semanas, a perda de peso dos comedores tardios diminuiu e permaneceu menor. No final, eles perderam 22% menos peso do que os participantes que comeram a maior parte de suas calorias no início do dia.

Refeição principal

Os pesquisadores observaram que o horário das outras refeições menores (que não a principal) não desempenhou um papel no sucesso da perda de peso.

No entanto, os comedores tardios que perderam menos peso também consumiram menos calorias durante o café da manhã e estavam mais propensos a nem sequer tomar café da manhã.

Os pesquisadores também examinaram outros fatores tradicionais que desempenham um papel na perda de peso, como ingestão de calorias e gasto energético, hormônios do apetite leptina e grelina e duração do sono. Entre esses fatores, os pesquisadores não encontraram diferenças entre os dois grupos, o que sugere que o momento da refeição foi um fator importante e independente no sucesso da perda de peso.

Preciso comer cedo?

Por enquanto, os cientistas suspeitam que o resultado desta pesquisa se deve ao fato de que comer mais tarde desregula o sistema de “relógio interno” do corpo, conhecido como ritmo circadiano, e isso pode de alguma forma ter um efeito adverso sobre o metabolismo.

“O sistema circadiano é constituído por um relógio mestre no cérebro e relógios periféricos na maioria das células de todo o corpo. Normalmente, o relógio mestre sincroniza todos os relógios periféricos, semelhante ao maestro de uma orquestra. Quando o momento da refeição é anormal, isto conduz a uma ‘dessincronização’ entre os relógios diferentes, resultando numa cacofonia”, explicou Scheer.

No entanto, David Just, da Universidade de Cornell (EUA), acredita que os resultados deste estudo talvez não se apliquem a outras culturas, como a americana.

“Os espanhóis tendem a comer mais na refeição do meio-dia”, disse. “Mas, a partir do final do século XVIII, quando mais pessoas começaram a trabalhar em fábricas e não podiam almoçar em casa, os americanos começaram a mudar a sua refeição principal para o fim do dia, que é como a maioria de nós ainda tende a controlar nossa alimentação”, argumenta Just.

Sendo assim, ele suspeita que os americanos e outras culturas que comem menos na primeira parte do dia simplesmente comem mais à tarde para compensar. Seus próprios estudos com crianças americanas em idade escolar mostram que as que almoçam cedo tendem a pular café da manhã e lanches da tarde.

Ele também descobriu que crianças americanas que comem um almoço tardio muitas vezes desfrutam de um lanche da tarde leve, mas compensam essas calorias jantando mais. As crianças que comiam menos nos seus estudos eram as que regularmente almoçavam ao meio-dia.

Scheer também acredita que é muito cedo para relacionar os resultados de seu estudo ao estilo de vida americano. Mas ele acha que o momento de comer pode ser uma parte importante da perda de peso, que deve ser ajustada a dieta para um melhor resultado.

“Essas novas descobertas podem ajudar a desenvolver novas estratégias para otimizar ainda mais a perda de peso e terapias na batalha contra a obesidade”, conclui.[MedicalXpress, ABCNews]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

2 Comentários

    • Desculpem o comentário errado. A matéria ficou ótima. A correriq do mundo moderno e o compromisso excesivo com horarios rígidos, é prejudicial em todos os sentidos. Neste campo da alimentação não é diferente.

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
original
O que o Google faz quando um governo pede suas informações confidenciais?

Se você pensa que su...

Fechar