Por que algumas pessoas suam em excesso?

Publicado em 1.12.2013

sweating

Suar não é agradável para ninguém, mas é necessário, uma vez que o suor desempenha um papel fundamental em ajudar seu corpo a manter uma temperatura adequada.

No entanto, algumas pessoas suam mais do que outras, e sudorese excessiva pode indicar uma condição de saúde subjacente.

Seu corpo está sempre suando, mesmo se você não notar isso. Quando o suor evapora, esfria o corpo, dissipando o calor gerado pelo seu metabolismo. A “parte visível” da transpiração na pele só ocorre quando a saída de suor excede a taxa de evaporação – algo mais frequente quando o tempo está quente e úmido, durante a realização de exercícios físicos ou como uma resposta ao estresse. Sudorese excessiva nestas condições não é incomum e, geralmente, não é indicativa de um problema de saúde.

No entanto, algumas pessoas que sofrem de transpiração excessiva têm o que é conhecido como hiperidrose, condição que faz com que transpirem mais do que o necessário para regular a temperatura corporal. A hiperidrose pode ser generalizada, afetando todo o corpo, ou localizada em partes específicas do corpo.

Hiperidrose generalizada é muitas vezes um sintoma de um estado de saúde subjacente, incluindo distúrbios metabólicos (como o hipertireoidismo), diabetes, infecções ou tumores linfáticos. Vale a pena procurar um médico, se você acha que pode se enquadrar em um desses casos.

Transpiração excessiva também pode ser resultado de abuso ou abstinência de álcool, ou ainda pode ser causada por certos medicamentos, especialmente antidepressivos. Alterações nos hormônios trazidas pela menopausa, bem como ansiedade, também são fatores conhecidos por causar hiperidrose generalizada.

Hiperidrose localizada, por outro lado, não é geralmente um sintoma de outras condições de saúde. Cientistas acreditam que ela resulta de defeitos menores dentro do sistema nervoso. Também chamada de hiperidrose focal primária, a condição, que geralmente aparece nas palmas das mãos, axilas ou nas solas dos pés, pode ser hereditária.

Hiperidrose focal primária está estreitamente ligada à ansiedade e na maioria das vezes se manifesta na infância ou início da idade adulta. Enquanto a condição não costuma causar sérias complicações de saúde, pode ter efeitos prejudiciais sobre o bem-estar emocional e psicológico das pessoas. [LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

2 Comentários

  1. Ou tinha hiperidrose nas mãos e nos pés e fiz a cirurgia simpatectomia torácica para acabar com a sudorese nas mãos e não me arrependo.
    Porem é importante orientar as pessoas sobre toda a verdade.
    Essa cirurgia é feito por meio de uma aberturo abaixo dos braços e atrais dos pulmões, portanto é necessária a anestesia geral. Mas não há nada para se preocupar, pois se para nós parece algo abrupto, para os médicos esse procedimento é algo simples. Mas é claro, cirurgia é cirurgia.
    O objetivo é acessar o sistema nervoso secundário, que é o mesmo que controla a respiração e o batimento cardíaco, entre outras funções, e lá inutilizar o nervo que é responsável pelo suor.
    O que ocorre é que na maioria das vezes existe uma reação do corpo que é chamado de “efeito compensatório”, que pode ser o inicio de transpiração excessiva nas axilas, pernas ou no meu caso na barriga, peito e costas.
    No meu caso o suor é bem mais acentuado e chega a ser um grande problema. Porem como falei eu não me arrependo, pois transpirar pelas mãos é bem pior, pois usamos as mãos p/ quase tudo.
    Se pesquisar bem, verá que a maioria das pessoas se arrepende, pois acham que ficou pior.
    Mas no meu caso não, pois me adaptei, usando sempre uma camiseta regata debaixo de qualquer camisa que tenha que usar, pois dessa forma a regata absorve o suor (que não é pouco) e não passa p/ a de cima. Mas devo lembrar que no caso de uma mulher não funcionaria, pois a vestimenta é bem diferente.
    Mas é importante salientar que o efeito pode ser em outras partes do corpo ou então nem existir.
    Minha irmã por exemplo teve esse “efeito compensatório” na axila, e se vc comparar é uma região muito menor. E ela não se arrepende, mas concorda que criou outro problema.
    Outra coisa, minha cirurgia foi realizada a certa de 10 anos e isso tudo pode ter mudado, pois a ciência avança e muito.
    Não estou desencorajando, apenas explicando.
    Mais uma coisa hoje em dia existe produtos do tipo desodorante específico p/ esse problema, porem é importado e eu nunca usei.
    Quando eu comprar e usar vou falar se é bom.
    Na duvida pesquise, pois sei como é sofrer com esse problema.

    Thumb up 1
  2. Tive hiperidrose focal primária na região das axilas durante minha adolescência, suava bastante ao ponto de pingar suor. Tive consequências psicológicas, não me socializava, sentia incomodo, perdi várias camisas e desodorantes não tinham nenhum efeito. Resolvi procurar sobre o assunto e descobri que havia uma cirurgia que solucionava o problema, se chama simpatectomia torácica. É uma cirurgia bem simples, de baixo risco e pode ser realizada pelo SUS por se tratar de uma condição de saúde subjacente e estado psicológico afetado. Fica a dica pra quem sofre de hiperidrose.

    Thumb up 9

Envie um comentário

Leia o post anterior:
original
Cientistas descobrem superfície que mata automaticamente bactérias

Não seria maravilhos...

Fechar