Porque alguém implantaria um ímã na ponta do dedo

Já ouviu falar de implante de ímã na ponta do dedo? Sim, isso existe. E uma pessoa que já fez isso relatou suas experiências.

O homem optou por colocar o implante no dedinho da mão direita, já que era canhoto. O procedimento foi muito rápido, apesar do corte ser um pouco grande.

No começo, ele não conseguia usar todas as “possibilidades” de um imã, ficando limitado a pegar clipes de papel e outros pequenos objetos. Mas após um tempo, ele passou a experimentar o que as pessoas com implantes chamam de “sexto sentido”.

Ele sentia vibrações vindas de objetos como computadores e caixas, dependendo da distância do dedo. No começo era estranho e inconfortável, principalmente quando se colocava outro ímã próximo, e o de dentro se movia.

Mas depois, objetos metálicos e eletrônicos se tornaram interativos. Cada um possui um campo único, com força e “textura” diferentes.

Outra parte legal é descobrir campos magnéticos invisíveis. A primeira experiência que ele teve foi passando em uma rua algumas vezes, até perceber que o ímã do dedo se movia em um determinado ponto. Ele chegou a conclusão que provavelmente era um gerador ou ventilador gigante do metrô subterrâneo.

Pontos negativos

O implante não é tão forte a ponto de afetar sistemas eletrônicos ou monitores de computador. O único ponto realmente negativo é não poder fazer uma ressonância magnética sem retirar o implante.

No fim, ele diz até esquecer que possui o ímã. Serve mais como curiosidade do que para algum uso prático. Quando vê algum objeto “magnético”, ele gosta de passar o dedo em cima e calcular a força do campo.

Com o tempo o ímã ficou mais fraco, mas ainda assim ele se diverte interagindo com um “outro sentido”- mais uma extensão do tato do que algo inovador ao ser humano.

O que achou disso? Você faria um implante de ímã? [IamDann]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

28 respostas para “Porque alguém implantaria um ímã na ponta do dedo”

    • Não precisa de implante pra se livrar disso.
      Mande um email ou fale comigo pelo face e saiba uma forma saudável de poder acabar com esse sofrimento.

    • E assim podermos ver que a sua alimentação não está correta. Além de estar acima do peso, pode te causar algo mais grave. Procure um especialista em medicina alternativa. Beijinhos

    • Tá aí a solução pros velhinhos…
      Implanta um imã na ponta do bilau e outro no queixo do velho.
      (Fim da impotência).

  1. Cara, não creio que não apareceu nenhum músico, eletricista, relojoeiro ou qualquer profissão que use parafusos pequenos para comentar !

    Na boa, achei EXCELENTE a ideia !

    Seria perfeito se um dos meus dedos da mão esquerda ( o mínimo, de preferência ) fosse imantado ! Aliás, com um imã bem forte ! 😉

  2. Acho que a reportagem não quis dizer imã natural, uma vez que imãs de magnetita não perdem a capacidade. Se for um imã artificial, o campo magnético vai se gastando aos poucos, até acabar o seu efeito. Será que esse pouco tempo de diversão compença a dor de colocar um imão dentro do corpo?

    • Existem imãs de diferentes materiais. Os de neodímio demoram muito mais tempo para perder o magnetismo que uma pessoa para morrer…

    • Imãs podem facilitar o dia-a-dia de quem trabalha com clipes, parafusos e cabos, são invisíveis e removíveis, além de praticamente criar um sentido novo, enquanto tatuagens são tão úteis quanto mamilos em homem, sem contar que te fazer parecer que tem uma ferida, ou até acabou de sair da prisão.

    • Com o tempo um imã vai perdendo um pouco de seu magnetismo.
      Entretanto acho que o fator mais marcante é a reação com o corpo, que com o tempo vai degradando o imã.

    • Não há absorção do imã, caso houvesse ele geraria uma reação alérgica. O imã perde o magnetísmo em função do tempo (qualquer imã perde o magnetísmo com o decorrer do tempo) e essa perda é acelerada pelo calor humano (o calor acelera a perda de magnetísmo).

Deixe uma resposta