Quer um gato de estimação? Pense duas vezes

Publicado em 9.01.2012

ATENÇÃO AMANTES DOS ANIMAIS: Este artigo aborda simplesmente a perspectiva médica de ter um gato em casa e não promove o abandono de animais. Antes de criticar o artigo lembre-se que ele se baseia em fatos confirmados por anos de pesquisas.

Tentado a comprar aquele lindo gatinho do pet shop? Se você nunca teve um gato talvez queira pensar duas vezes, especialmente se você tem alguma alergia. Mas se você comprar mesmo assim, mantenha ele fora do seu quarto.

Ter um gato de estimação na infância pode até proteger contra futuras alergias, mas na vida adulta quase dobram as chances de desenvolver uma reação imunológica – o primeiro degrau antes de começar a espirrar e coçar.

Um novo estudo, realizado com milhares de adultos, descobriu que pessoas com outras alergias têm risco extra de reagir mal a um novo felino por perto.

“Nossos dados confirmam que adquirir um gato na vida adulta quase dobra o risco de desenvolver sensibilidade ao animal”, afirma Mario Olivieri, do Hospital Universitário de Verona. “Portanto, adultos deveriam considerar a ideia de evitar gatos, especialmente aqueles que já são alérgicos a outras coisas ou têm histórico de alergias”.

Para o estudo, os pesquisadores tiveram contato com mais de seis mil adultos europeus, duas vezes no período de nove anos, para tirar amostras de sangue. Nenhum dos participantes tinha anticorpos para gatos no começo, significando que eles não haviam sido afetados ainda.

A sensibilização não leva necessariamente aos sintomas da alergia, mas em muitos casos pode ser um precursor para ela.

Cerca de 3% das pessoas que não tiveram um gato em nenhum momento do estudo acabaram ficando com sensibilidade, comparado aos 5% daqueles que tiveram um. Quatro em cada dez dos novos afetados afirmaram ter experimentado sintomas de alergia quando estavam perto de animais, quatro vezes mais do que os que não desenvolveram anticorpos para esse caso. Também ficou confirmado que só ficaram sensibilizados aqueles que deixavam os gatos entrar no quarto.

“Se você é um adulto com asma ou alergias, deveria pensar duas vezes antes de ter um gato, e se o fizer, deixá-lo entrar no seu quarto”, afirma Andy Nish, um especialista que não esteve envolvido no estudo.

Os pesquisadores descobriram também que as pessoas que tiveram gatos na infância apresentaram um risco menor de sofrer os problemas. “Nós pensávamos que ter um gato na infância protegia apenas nesse período, mas o estudo parece indicar que a proteção se estende até a vida adulta”, comenta Nish.

E ele adiciona. “É notável que os que não deixaram os gatos no quarto não ficaram sensibilizados”. Para aqueles que têm um gato e ficaram alérgicos, ele recomenda encontrar uma nova casa para o animal, e depois mantê-lo fora de casa todas as horas.

“Se ele entrar ocasionalmente, o seu efeito vai se manter na casa por meses. Se o gato precisa ficar dentro, pelo menos o mantenha fora do quarto e considere lavá-lo pelo menos uma vez por semana”, finaliza.
[Reuters]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

101 Comentários

  1. Eu nunca tive gatos quando criança e agora depois de adulta tenho dois, detalhe tenho renite e sinusite, nunca tive problemas com eles… Mas acho que você sim esta fazendo campanha a toa! As doenças mais graves que você pode adquirir, contraísse de outros seres humanos, no ambiente,congênitas ou por práticas inadequadas de higiene (como a toxoplasmose, que é transmitida pelas fezes do gato… A alergia é causada pelos ácaros… Acho melhor você rever o seu artigo cientifico…

    Thumb up 0
  2. Cesar Grossmann, obrigada pela resposta
    Nunca tive muitos gatos, sempre tive 1 gato.
    Pq não imagino uma pessoa cuidando de 5 gatos e pensar que tem pessoas que tem 30 gatos.
    Não tem como cuidar de muitos animais, pq tem as vacinas, a higiene, veterinário, anti pulgas, produto carissimo para passar no pelo do gato no inverno.
    No inverno não pode dar banho no bichano então temos que usar Free & Clear , hidrata e remove sujilidades e detritos da pele e pelos.

    Thumb up 1
  3. Tenho 64 anos e meu primeiro gato ganhei quando estava com 4 anos, e nessa epoca não existia veterinário nem castração.
    Nunca dormiu na minha cama pq minha mãe não deixava, dizia que a gata andava pelo quintal, que era suja e se eu teimasse ela sumia com a gata, criança ameaçada de ficar sem seu bichinho obedece direitinho..rsrs..
    Hoje tá facil , pq temos veterinários e vacinas, resumindo, 60 anos com gatos e nunca tive doença nenhuma.

    Thumb up 0
    • Que bom, Cacilda, mas é importante notar que o SEU caso só se refere a VOCÊ e a SEUS GATOS. A maioria dos estudos tentam ser o mais genéricos possíveis, para atingir o maior número de pessoas, por isto são feitos com populações, ou amostras significativas de populações, e nelas o relato pessoal conta muito pouco, ou nada.

      Thumb up 1
  4. Só pega toxaplasmose donos porcos, pois só transmitem através das fezes e já é comprovado que o protozoário não fica alojado na língua e no pelo do gato, eles não sobrevivem. Então, a recomendação é sempre lavar a mão após mexer com a caixinha de areia do gato. E em relação a alergia do gato, também é comprovado que a maioria das alergias tem como ser evitada. Tenha o hábito de escovar os pelos do seu gatinho, lavar as mãos depois de pegar nele, se ele dorme na cama troque os lençóis sempre que possível. VETERINÁRIOS aconselham a dá banho a gatos que não saiem de casa no MÁXIMO uma vez por mês e se possível a seco. Felinos são mais propícios a doenças respiratórias. Dá banho no seu gato toda semana você estará assinando o atestado de óbito do bichano. Se caso ele sai,dá banho em 15 em 15 dias, vulgo duas vezes por mês, pois gato só sai de casa para ir atrás de bichos e outros gatos. Gato não precisa ficar tomando banho sempre como cachorro, vai de cada dono. Mas dá banho em uma em uma semana é “duensa”. Já tive uma gata, estou na segunda já. A primeira não tive nenhum tipo de alergia, mas como eu peguei essa já estando no tempo seco em Brasília veio a alergia, pois os vasos sangüíneos das narinas ficam mais frágeis nessa época do ano. Não é o gato que transmite doença, É O SER HUMANO QUE É PORCO.

    Thumb up 20
  5. O problema das pessoas é acreditar em tudo que todo mundo fala sem ao menos perquisar sobre o assunto ou nesse caso, as pessoas leem uma ou duas matérias sobre gatos e já acham que sabem de tudo.
    Muitas pessoas tem medo de ter gatos por serem ignorantes. Ter gatos não é difícil e não vai te matar, sim, existe pessoas que terão problemas alergicos com gatos, mas beleza, se não os ama não chegue perto deles, se os ama com certeza essa alergia não vai imperdir-lo te ter milhões(sabemos que milhões é brincaideira) de gatos.
    Se você não comer ou esfregar as feses de gato na sua cara ou qualquer parte do seu corpo e não lavar você não correrá risco de adquirir uma doença, mas se você gosta de fazer isso recomendo que vacine seu gato e sempre oberserve as partes do corpo do gato para ver se ele está com algum tipo de doença na pele causada por fungos.. Fazer isso é tão fácil quanto cuidar de uma planta.

    Thumb up 10
    • Laura, o papel higiênico dos gatos (e dos cachorros também, e acho que de todos os bichos) é a língua. Não sei até que ponto um gato que acabou de lamber o * e depois lambeu a tua cara não vai te transmitir alguma coisa, é possível que não, vai saber. Na minha família tem gente com toxoplasmose, e não é gente que esfregaria as fezes de gato no rosto ou coisa do tipo.

      Thumb up 6
  6. Eu acho que quem fez essa pesquisa, deveria ir procurar um emprego!! =PPPPPPPPP Foi tão útil descobrir isso quanto que o Lula só tem quatro dedos!!

    Thumb up 4
  7. Alguém entendeu esse parágrafo:
    Cerca de 3% das pessoas que não tiveram um gato em nenhum momento do estudo acabaram ficando com sensibilidade, comparado aos 5% daqueles que tiveram um. Quatro em cada dez dos novos afetados afirmaram ter experimentado sintomas de alergia quando estavam perto de animais, quatro vezes mais do que os que não desenvolveram anticorpos para esse caso. Também ficou confirmado que só ficaram sensibilizados aqueles que deixavam os gatos entrar no quarto.

    Engraçado que eu já li sobre pesquisas que dizem exatamente o oposto dessa divulgada agora.
    Eu tenho gato e moro em Brasília e só tenho reações alérgicas relacionadas ao clima. Entretanto, eu tomo o cuidado de sempre que abraço meus gatos lavar o rosto e as mãos. Isso basta para que eu não fique com reações alérgicas em relação a eles.

    Minha esposa tinha alergia, agora não tem mais.

    Bom, esse assunto é muito controverso e esse artigo incita o abandono de animais, embora digam o contrário no início do texto. Ridículo!

    Thumb up 5
  8. Bom, eu não sei pq, mas não me encaixo nessa pesquisa. Sempre tive alergia a gatos SEMPRE, mas recentemente adotamos um e no principio foi a mesma coisa : coriza,olhos lacrimejantes, espirros e mais espirros, até tosse alérgica eu tive. Só que depois de 3 ou 4 dias de convivência diária com o bicho, que dorme comigo, os sintomas desapareceram e eventualmente aparecem . Aparecem e nem sempre são relacionados diretamente ao gato….o que eu acredito e não tenho nenhum cunho cientifico pra comprovar é que, de alguma forma o organismo mesmo arranja um modo de combater a alergia , que a convivência pode ser prejudicial pra alguns alérgicos,porém não para todos. Não acho que seja regra, se for, acho q assim como eu,devam haver outras exceções!!!

    Thumb up 14
  9. Qualquer animal de estimação que tivermos correremos o risco de doenças e alergias. Gatos são mais suscetíveis porque ficam dentro de casa. Mesmo assim, tenho gato desde pequeno e nunca tive problemas. E conheço muitas pessoas com alergias, mas tem gatos. No mundo dos organismos invisíveis sempre haverá precauções. Gato, cachorro, banheiros, cozinha….esses organismos estarão lá, mas não precisamos ficar mais paranoicos por conta disto.

    Thumb up 7
  10. Tomem cuidado com os seus respectivos gatos, nunca deixem sair para a rua, caso isso ocorra fiquem atentos, pois, existem muitas pessoas que apreciam a carne do animal na panela ou ate mesmo em um churrasco.

    Thumb up 19
    • Mas é. Quem tem gato defende mesmo, porque sabemos que tem muitos mitos envolvendo eles e que por isso ainda são mal vistos. Quando há critica é como se estivesse propagando o mito.

      Quem tem gatos, principalmente criados sem acesso às ruas, sabe a delícia que é!! TUDO que falam sobre eles – traiçoeiros, não são carinhosos, nem companheiros- é mentira! A forma de amor dele é única e DIFERENTE da dos cães. Não existe tal comparação.
      Amo incondicionalmente meus três gatos (raro alguém ter apenas um rsrs)e TODOS OS DIAS dou risada, recebo carinho e atenção. Não sei o que seria de mim sem eles e, com certeza, não sei o que seria deles sem mim.

      Ps: quem quiser gatinhos, faça o favor de adotar. Depois cuide com responsabilidade castrando (machos também) pra evitar doenças e crias. Tele a casa ou apto.

      Thumb up 58
    • Geo, ninguém está perseguindo os gatos, só estamos querendo saber A VERDADE sobre eles. Ficar defendendo os gatos com argumentação apaixonada MAS SEM FATOS não ajuda em nada.

      Por exemplo, dizer que os pesquisadores estão esquecendo que o homem transmite doenças não faz com que tudo que tenha sido dito sobre gatos transmitirem doenças passe a ser mentira. Não estamos discutindo as doenças transmitidas pelos seres humanos, mas os gatos. Se tem alguma coisa ERRADA, tem que ser apontada usando FATOS.

      Outra coisa, uma evidência anedótica não estabelece um fato. Se alguém teve um olho arrancado por um gato, não significa que todos os gatos são violentos, não concorda? Da mesma forma, se alguém tem um gato que é muito carinhoso também não prova que todos os gatos sejam carinhosos. Estes são relatos de casos, ou seja, evidências anedóticas, e não servem para descrever TODOS os gatos.

      Bota o coração de lado e usa os olhos, veja o que TODOS os gatos fazem, o que acontece com a população humana que tem gatos EM GERAL. Não use exceções ou casos obscuros. Aí você ganha CREDIBILIDADE.

      Thumb up 19
    • É uma pena que os adoradores de gatos na verdade só queiram fortalecer seu ego. Ninguém entende que deve-se SIM pensar antes de adotar qualquer animal (no caso da reportagem, um gato) pois é uma responsabilidade de mais de 10 anos! Muitos esquecem de que tem gente que compra/adota um gato e depois larga na rua pq desenvolveu algum problema. Compreender e divulgar esse texto serve justamente para dar um aviso de que é bom pensar antes de adquirir um novo bichinho de estimação (algo óbvio, mas ignorado muitas vezes).
      Não li em momento algum qualquer menção de incentivo ao abandono de animais, por sinal. Mas vi muito “adorador” de gatos nos comentários deixando claro que permitem que os bichinhos tenham acesso livre à rua, em contrapartida.

      Thumb up 3
    • “Cerca de 3% das pessoas que não tiveram um gato em nenhum momento do estudo acabaram ficando com sensibilidade, comparado aos 5% daqueles que tiveram um”

      Uau!!! que absurdo!! ter gato na vida adulta fez com que 5% dos adultos tivessem alergia, contra 3% daqueles que nunca tiveram! UAAAUUUU!!! 2% de maior incidência! EPIDEMIA!!! ( sarcasmo).

      Que matéria sensacionalista amigão!

      Gosto muito de cachorros, mas os da minha irmã me davam alergia nos olhos, narinas, etc… E se fizerem esse tipo de pesquisa com qualquer tipo de animal doméstico, será que os gatos ainda sairão como grandes vilões?

      Você mesmo tenta reforçar a ideia de deixar a emoção de lado e prestar atenção nos dados. Pois bem, como eu disse acima, como “recomendar que pessoas adultas não tenha gatos”, de forma totalmente a causar comoção, sensacionalismo, não é apresentar a notícia de forma “emocional”?

      Sim, a diferença foi de 2%!!! deixa eu repetir… 2%!!!

      De 3% para 5%, “quase dobram” a ABSURDA taxa de alergia de 3%!! ( deixa eu ajudar, 5-3 = 2). 2% de diferença na incidência de alergia, de todos os adultos, deveria gerar uma recomendação como essa acima? Sério?

      Vamos deixar a “emoção” de lado, no caso de vocês, o desprezo por certo tipo de animal, pra apresentar dados VERDADEIRAMENTE relevantes?

      Thumb up 7
    • Cesar o que dá alergia é o ácaro e não o pelo do gato.
      O travesseiro que a pessoa usa durante anos tem uma porrada de ácaros, o tapete, a cortina, o sofá e tb tem ácaro no pelo do gato já que ele se esfrega em todos esses lugares.
      Graças a Deus que muitos médicos sabem de onde vem realmente a alergia, um tratamento homeopático funciona que é uma beleza, limpeza tb é bem eficiente.
      Não acredito em tudo que os pesquisadores falam pq eles precisam de publicações ou não recebem o dindim no final do mês, por isso existem tantas publicações contraditórias…

      Thumb up 8
    • GEO, qual seria a diferença entre um gato ”criado sem acesso as ruas” e um que sai para a rua? Tenho um cachorro e dois gatos, os dois passam grande parte do dia na rua, brincando e trazendo lagartixas para casa, mas de noite eles voltam! Sim, tenho conhecimentos das doenças que eles podem pegar na rua, mas desconheço a diferença afetiva. Eles me amam menos se eu deixar eles sairem para a rua?

      Thumb up 0
    • Cesar Grossman

      MESMO a reportagem sendo “baseada” em estudos “científicos”… a pratica quem tem animais de estimação mostra o contrário, eu tenho alergia a cães, minha esposa é alérgica a gatos, e adivinha ??? temos um cachorro e uma gata, conseguimos conviver normalmente com os dois, a renite não atrapalha “nossa qualidade de vida” em relação aos animais.

      desta vez, especificamente, digo que vocês foram infelizes nesta reportagem.

      como também seu comentário, quer argumentar ? sua postura principalmente não é para ser pessoal ? ok ?

      pesquisa e na pratica, não coincide…

      Thumb up 1
    • Richard, o problema da “prática” é o viés, ou melhor, todos os viéses que contaminam as conclusões. Veja o que já dizia Sir Francis Bacon, no seu “Novum Organum”:

      XLIX
      O intelecto humano não é luz pura, pois recebe influência da vontade e dos afetos, donde se poder gerar a ciência que se quer. Pois o homem se inclina a ter por verdade o que prefere. Em vista disso, rejeita as dificuldades, levado pela impaciência da investigação; a sobriedade, porque sofreia a esperança; os princípios supremos da natureza, em favor da superstição; a luz da experiência, em favor da arrogância e do orgulho, evitando parecer se ocupar de coisas vis e efêmeras; paradoxos, por respeito à opinião do vulgo. Enfim, inúmeras são as fórmulas pelas quais o sentimento, quase sempre imperceptivelmente, se insinua e afeta o intelecto.

      Além do mais, o que você está fazendo é usar um caso específico — você e sua esposa. O que acontece com vocês é o que acontece com todo mundo? Se fosse, então estes estudos científicos mostrariam o que você está afirmando. Se os estudos mostram coisa diferente, significa que seu caso não é a regra geral (ou então é, mas não é a única coisa que pode acontecer nesta situação).

      A diferença é que você fez uma amostragem muitíssimo limitada (apenas uma família), e não fez uma observação rigorosa (qual a metodologia?). Tudo isto importa.

      Thumb up 1
    • Rebeka, parabéns pelo gatinho!

      Leve ele para o veterinário e faça todas as vacinas, e castre seu bichinho, e seja feliz com ele. Pergunte para o veterinário se tem que vacinar novamente, e como deixá-lo feliz.

      Converse também com o veterinário sobre como fazer para ensinar o gatinho a fazer as necessidades num só lugar, arranje um cantinho para ele, e uma caminha, e nunca dê comida de gente para o gatinho, mas ração.

      Felicidades com teu bichinho!

      Thumb up 26
    • Além de tudo o que o Cesar Grossmann falou, é importante vocês não deixar ele ter acesso às ruas. Tela o muro, grades, janelas da tua casa (se for apto, mais fácil). Infelizmente isso de gato ser livre, hoje não pode. Há muitos riscos nas ruas (atropelamentos, envenenamentos, espancamentos, enfim maldades..) e ele não têm consciência disso. O “vizinho” que pôs veneno não é o culpado e sim quem o deixou nas ruas. A responsabilidade é de quem cuida. E sem essa de “meus vizinhos são bons, a rua é tranquila”. É o mesmo que deixa um bebê de dois anos na rua. Então mantenha-o dentro de casa seguro.

      Thumb up 21
  11. Tenho gato a mais de 10 anos. E tanto o primeiro ( que já morreu) como esse que tenho agora, não largam do meu pé e querem dormir no meu quarto …até agora não estou com alergia. Ainda bem.

    Thumb up 29
  12. A matéria poderia ter o título exatamente ao contrário se fosse focada nesse parágrafo – “Nós pensávamos que ter um gato na infância protegia apenas nesse período, mas o estudo parece indicar que a proteção se estende até a vida adulta”,

    Thumb up 39
  13. Esta reportagem sim é uma experiência científica!
    As pessoas defendem os felinos com unhas e dentes! E, na maioria das respostas, dá para notar q as pessoas q convivem com gatos, começaram com um e depois com dois, três… e no meu caso, já passam dos 30! Eles conseguem conquistar o ser humano profundamente e até nos dominam, independente de alergias e problemas q possam nos causar. Tentar entender o porquê disto sim, seria bem mais útil!

    Thumb up 23
  14. Pessoal isso é apenas uma pesquisa! Se os dados deram algo
    significativo, devem sim ser publicados!

    Agora o fato de gostar ou não, se apaixonar ou não por gatos
    fica a critério de cada um!

    Como estatístico, nunca deixarei de publicar resultados
    significativos de pesquisas por um simples romance
    de uma pessoa com um (gato, cachorro, papagaio, loro, periquito, etc.)

    Thumb up 6
  15. Bom, concordo com muitos comentários aqui de que o jornalista foi infeliz pela maneira que abordou o assunto. Realmente, também concordo com ele que gatos causam alergia e transmitem doenças, porém, nem todo mundo é vulnerável a estas zoonoses. Conheço dois casos aqui no meu distrito (5000 mil hab.) que tiveram problemas na visão devido a algum tipo de zoonose que não sei qual o nome. Aqui em casa, meu pai é fanático com gatos, eu também gosto, não ligo que aqui tenha os pobres animalzinhos, teve uma época que chegou a ter aqui em casa 14 gatinhos. Portanto pessoal, apesar de saber disso, devemos cuidar dos animais assim como nós nos cuidamos. Todos seres são dignos da vida.
    Abraços à todos!!!

    Thumb up 21
    • Essa zoonose é a toxoplasmose. Mas os gatos NÃO são os principais transmissores. Isso por que:

      1. Nem todo gato tem.
      2. Se tiver, ocorre somente UMA VEZ em toda a vida do animal num período de 15 dias..
      3. A pessoa só adquire a doença se, e somente se, tiver contato com as fezes do animal expostas no mínimo há três dias no ambiente. Ou seja, o gato fez a caca e você demora três dias pra limpar e depois não lava as mãos, consequentemente as levará até a boca quando for comer, por exemplo. E aí sim contrairá a doença. Pegar, ter contato com o pelo, saliva, arranhões NÃO transmitirá.
      4. Isso vale pra qualquer pessoa; grávida ou não!!! O fato das grávidas é por que há o bebê. Só! Mas a forma de transmissão é a mesma. O bebê não vai atrair telepaticamente o Toxoplasma ¬¬
      5. É quase 100% que o contágio seja por ingestão de verduras mal lavadas ou carne mal passadas. Ou ainda pessoas que mexem na terra e não lavam as mão. Gatos defecam e urinam na terra. E, como já foi dito, as fezes três dias expostas expelem “o bichinho”.
      6. Traduzindo e resumindo: Pode-se dizer que se pega a toxoplasmose através do gato se a pessoa comer o cocô dele ^^

      Thumb up 24
    • Vc e um monte de débeis mentais que não conhecem a si mesmos. Mesmo com sua estupidez, se estivesse na condição de salvar vc ou um gato, salvaria vc, ou qualquer outro ser humano, à qualquer animal. Talvez um vc consiga compreender quem vc é.

      Thumb up 0
    • Rogério, sinto muito, mas somente comentários em português aqui, por favor.

      Obrigado.

      Thumb up 0
  16. Eu não entendi porque apareceram tantas pessoas afirmando que a pesquisa é inútil, fútil, idiota, bla, bla, bla… Fútil são esses comentários que realmente não tem nada a acrescentar.
    Se não gostaram da matéria, ou do estudo, tente refuta-la, não ficar xingando, isso sim é inútil.
    Além do mais, não sei qual o motivo de tanta raiva, o estudo dele apenas indica que há a possibilidade de, or causa do gato, desenvolver alguma alergia, não é nada obrigando e nem induzindo as pessoas a não terem gatos. Vocês podem perfeitamente ter um gato,mas tterão que assumir o risco de, possivelmente, desenvolver uma alergia.

    Thumb up 7
    • Guilherme, o problema é a forma como é apresentada a matéria, de forma sensacionalista, que exibe uma clara tendência ao “ódio por um animal específico”, neste caso, o gato, por parte de quem escreveu.

      Refutar com argumentos, pois não:

      “Cerca de 3% das pessoas que não tiveram um gato em nenhum momento do estudo acabaram ficando com sensibilidade, comparado aos 5% daqueles que tiveram um”.

      Analisemos isso. 2% de aumento na taxa de alergia… contra APENAS 3% antes. “Quase dobrou” ou “evitem ter felinos”, quando a taxa de alergia é TÃO INSIGNIFICANTE? Sério?

      Thumb up 1
  17. A inveja é o que realmente mata! E neste caso o preconceito também. Eu e meu gatinho lindo (o atual) nos apaixonamos quando ele passou em meu muro e eu mexi com ele. Depois disso não nos desgrudamos mais, e ele até abandonou sua antiga “dona”. Se isto não é amor, não sei explicar o que é. Definitivamente nunca fui alérgica nem minha família, pois, sempre tivemos contato com animais de todos os tipos. Acredito que as chamadas destas reportagens devam ser pensadas com mais critérios!!!

    Thumb up 36
    • Eu sei explicar, você dá mais comida que a antiga dona.

      Thumb up 6
    • E Carinho. Marciana, minha flor. Tela o muro da tua casa ou janelas pra não dá acesso à rua. Os riscos são tantos e ele não tem noção da maldade humana (principalmente com gatos). Fora as doenças. Castra ele também.

      Thumb up 3
    • As pessoas preferem cães como animais de estimação por eles serem animais naturalmente sociais e com elevada obediência hierárquica, pois na maioria das vezes vêem o seu dono como o “líder da matilha”. Traduzindo, você pode não dar a comida de que ele necessita e até maltratar e bater nele , mas ainda assim ele vai fazer festa quando você chegar, abanar o rabo e lamber sua mão (o que também depende do temperamento do cão, experimente fazer isso com um mastim napolitano, um rottweiler gigante ou um pitbull mau-humorados para você ver!!). Os ancestrais selvagens do atual gato doméstico, na natureza, viviam solitários na vida adulta, apenas procurando sua espécie para procriar, assim como todas as espécies de felinos conhecidas, com exceção do leão. Sendo assim, por sua natureza é que o gato não se comporta como o cão, pois ele não vê o dono como líder de nada! Mas ainda assim eles se apegam, se você cuidar bem (e é lógico que isso inclui boa alimentação!) e der carinho, a ponto de seguir você, de gostar de estar perto, de ficar se enroscando em suas pernas para te agradar, e sim, também miar pedindo comida para você! E falo por experiência própria, pois tenho 7 gatos e 1 cão, e adoro todos! Enfim, são animais independentes e de vida solitária, sem o “senso de obediência” que os humanos adoram nos animais, geralmente para se aproveitarem deles de todas as maneiras possíveis (vide uma reportagem aqui mesmo do hype: “porque nem todos os animais podem ser domesticados?”), e o que as pessoas em geral enxergam como “falso”, “interesseiro” e “traiçoeiro” nada mais são do que regras de comportamento e sobrevivência, gravadas no genoma e moldadas pelo habitat, convívio com os pais e estilo de vida especifico de cada especie “irracional”, o “software” delas, ou seja, INSTINTO.

      Thumb up 10
  18. Gente voce tao por fora minha visnha perdeu um olho por causa de gatos no pelo dele tem um abacteria rara que come o olho, cai um pelo ai ela foi no oftologista ele dsse que tinha sido por causa do pelo, ela era so uma criaça de uns 13 anos lamentavel se voce gosta de seu filho nao crie gatos!
    achei otima a reportagem, e lamento as pessoa serem assim tao agressiva com a reportagem mas compreendo tem um apesquisa que diz que quem cria caes tambem sao pessoa sociavei os caes vivem em sociedade e quem cria gatos e uma pessoa neurotica, solitaria egoisa e interesseira como os gatos sao, nao abnadonem os animais na floresta porque tem um estudo cientifique que gatos sao um apraga ele numa floresta ele destroi o meio ambiente comoe os passarros, repteis pequenos mamiferos pequenos eles eu pouco tempo como uma praga se reproduzem como ratos e destrouem tudo existem muitos artigos cientificos sobre o assunto e crime ambiental, entreguem no centro de zoonozes de sua cidade!

    Thumb up 2
    • Quem deveria ser entregue na zoonose era esse “coelho mau” retardado, que nem sabe se expressar direito. Não parou para pensar ainda que a praga maior do planeta Terra somos nós, a humanidade?? Quase todas as outras espécies, inclusive gatos, são vítimas da imbecilidade humana!!

      Thumb up 22
    • Somos o resultado de nossa ignorância, mas talvez haja solução para nós. Talvez pudéssemos respeitar a limitação alheia, quando conhecendo-nos percebemos que também somos limitados, e essencialmente iguais uns ao outros. Então, se um paspalho de nós gosta de gatos, e outro paspalho de cachorros, essencialmente somos iguais, nosso sentimento pelos animais é comum a todos nós, partilhamos esse sentimento. Quando percebermos que nos desunimos graças a nossa ideia de individualidade, de crer-se “diferente”, único, especial, e “os outros” são separados, diferentes de mim, muda bastante o conceito de humanidade. Ou melhor, deixamos de ter “conceitos” sobre humanidade, e passamos a vê-la como ela é, isto é: “eu sou a humanidade”.

      Thumb up 0
  19. Meu vc tem vida social??? namora? se sim esta feliz? ahhh vc acha o gato um animal bonito atraente?!? não é so isso? hum….putz é um trauma de infancia…não? ah ta entendi é falta do que fazer!!! claro, como nao imaginei isso antes. A sua pesquisa cientifica e super bonita e tudo mais, ta, mais qual o intuito de provar algo que na verdade nao tem importancia nenhuma??? serio na boa vivemos milhares de anos com os felinos sem sua pesquisa futil, ta bom entao, provo o contrario com uma pesquisa de campo, com 10 pessoas, que tem rinite ou uma alergia, comprovada pelo médico, topa??? outra coisa meu amigo, vai adotar um gatinho que é o que vc esta precisando, na boa tem gente que nao gosta de algo, simplesmente por nada, ja vi varias pessoas assim, cara nao gosta nao faça, mas não escreva, ou fale coisas, que so significam para vc, ocupe seu tempo com algo que vc utilize, que faça vc crescer, como pessoa, como homem, ou mulher, como amigo, como pai, mãe, filho, enfim, foque cara, seja objetivo, isso ira melhorar muito a sua vida, pq na boa, uma pessoa que perde seu tempo em pesquisar isso, ou acabou de descobrir a pesquisa cientifica, e esta deslumbrado, com isso resolveu sair pesquisando tudo, ou pq vc e uma pessoa muito sozinha e infeliz, sinto muito por vc, espero que encontre o q deseja, obs: meu marido tem rinite e tenho gato, não tem o menor problema. e ele não esta entre os 10 da pesquisa.

    Thumb up 35
    • Sou amante de gatos e não tenho nenhum em casa (minha mãe tem problemas respiratórios e tenho dois cães agressivos com outros animais). Achei MUITO melhor que a matéria tenha como título um aviso para “pensar duas vezes”, pois seria fácil estimular a adoção de um gatinho e depois a família abandonar o bichano pq alguém desenvolveu um problema alérgico, não acha? Para termos qualquer animal é preciso pensar muitas vezes, e esse artigo é um alerta pros desavisados que tratam a adoção como algo leviano. Achei sensacional, pois em momento algum fala que é melhor humanos pararem de conviver com gatos, apenas esclarece problemas que podem ocorrer e de quebra dá soluções simples, como evitar que o gatinho entre no quarto. Ao invés de vir reclamar pq não foi um artigo amável o suficiente para os padrões da sua paixão por gatos, pq não pensa no verdadeiro benefício para os próprios gatinhos? Atualmente tenho que cuidar de uma gatinha na rua pq o antigo dono dela tem mais de 30 gatos e no fim não dá atenção pra nenhum e eles ficam espalhados pela rua. Isso é amor? Onde?

      Thumb up 0
  20. Ninguém gosta de ouvir más notícias…

    Pessoal, o artigo aponta o resultado de estudos científicos. E não se “refuta” um estudo científico com um comentário em um site como o hypescience.

    Se vocês querem “refutar” um estudo, precisam primeiro saber que uma meia dúzia de casos contrários não provam que o artigo está errado, por que vocês só selecionaram os casos que apoiam a tese de vocês. Tem que pegar uma amostra representativa (e tem que conhecer estatística para saber se a amostra é representativa) e tabular os casos que apoiam a tese e os que a refutam, e traçar uma conclusão a partir destes números.

    Dá trabalho? Com certeza dá. É mais fácil postar um comentário aqui dizendo “minha esposa tem gatos desde antes de nascer e nunca teve problema algum”. Só que isto não prova nada.

    Se acham que isto não tem nada a ver, pensem no seguinte, o que vocês estão afirmando é mais ou menos o mesmo que encontrar uma pessoa que jogou na loteria e ganhou um prêmio e dizer que todo mundo que joga na loteria ganha prêmio.

    Pensem um pouco, e deixem a cabeça esfriar um pouco antes de postar besteira.

    Thumb up 41
    • A matéria poderia ter o título exatamente ao contrário se fosse focada nesse parágrafo – “Nós pensávamos que ter um gato na infância protegia apenas nesse período, mas o estudo parece indicar que a proteção se estende até a vida adulta”
      Não podemos considerar como um aviso “Não tenha gatos.” . Me parece que para crianças é ótimo ter gatos.

      Thumb up 5
    • Tenho que escrever um artigo cientifico para poder expressar minha opinião?

      Esse artigo diz que 3% desenvolveram sensibilidade sem ter contato com o gatos e que 5% das pessoas com gatos desenvolveram. Parece ate um dos artigos que dizem que dizem que paranormais existem porque os mesmos acertaram 60% dos testes propostos quando o normal seria acertar 50%.

      Um comentário nesse site pode ate não refutar um estudo cientifico, mas pode definir se eu vou levar ele a serio ou não, se vou ou não seguir suas recomendações. Como nos estudos sobre o ovo, se faz ou não mal a saúde.

      Quanto a gatos eu tenho 4, e tenho reações alérgicas com ou sem eles. Então por que eu deveria me livrar deles? Só porque um artigo diz que devia?

      Thumb up 9
    • Eduardo, opinião é só opinião. Cada um pode ter a sua, e ela pode estar certa ou errada. Como é que a gente sabe se a opinião tem algum fundamento? Estudando o assunto. E qual o resultado de qualquer estudo? Um artigo científico. Então, se você quer ter uma OPINIÃO EMBASADA, vai ter que basear ela em uma fonte. Se a fonte for rigorosa, como um artigo científico, então ela é mais confiável.

      O artigo pode estar errado? Claro que pode. Mas não é com uma opinião que se decide se o artigo está errado ou não. É com ESTUDO.

      Thumb up 3
  21. Pessoas assim como o gato em qualquer outro Lugar você pode acumular os agentes da Alergia, lembrem-se Microorganismos, o gato leva a Fama por ser Fofinho e as Crianças e Adultos SEMPRE quererem Cheirar e te-los sempre no Colo.

    Thumb up 7
  22. Achei bem boba a reportagem! Não acrescentou nada a não ser preconceito que já existe o suficiente!
    Tive meu primeiro gato aos 30 anos e ele, aliás, 2, dormiam na minha cama. Não tive nada.
    Meu marido é alérgico a quase tudo e convive com – agora – 3, dentro de casa e não piorou, ao contrário, parece ter tido uma melhora. E olha que ele pega no colo e abraça-os todo dia.

    Thumb up 39
    • “Evidência anedótica”. Se para cada exemplo positivo que você apontar eu apontar um exemplo negativo, qual o resultado? Serão falsos os exemplos negativos? Ou serão falsos os exemplos positivos?

      Eu tenho uma proposta: exemplos positivos e negativos são verdadeiros, e sozinhos eles significam pouco ou nada, mas tem que ser vistos em um contexto estatístico. Ou seja, se você pegar 1 milhão de donos de bichinhos, quantos serão “experiências positivas” e quantos serão “experiências negativas”?

      Thumb up 2
  23. Gente, essa é a matéria mais idiota e mal escrita que eu já li!!! Porque os gatos são os vilões? Vocês esqueceram que existem outros animais que também têm pelos? Um cão da raça “lhasa apso”, por exemplo, é muito mais peludo que a maioria dos gatos (não estou contando os persas, ok). Eu tenho 10 gatos em casa, durmo com uma gatinha na minha cama, fiz um exame de sangue recentemente e não tenho absolutamente NADA de alergia ao pelo de gato, fiz o exame específico. Só tenho alergia ao pó doméstico, mas isso eu consigo combater deixando a casa sempre limpa. Enfim, já fui em vários médicos alergistas que me falaram que esse papo todo é besteira! Cada pessoa é diferente de outra, cada um tem sua imunidade, não é o fato de ter gato (ou qualquer outro animal com pelos) que vai fazer ela desenvolver tal alergia. Isso é ridículo! Estamos em pleno século 21 e eu ainda me deparo com esse tipo de ignorância. E que pesquisa é essa? No texto diz: “Cerca de 3% das pessoas que não tiveram um gato em nenhum momento do estudo acabaram ficando com sensibilidade, comparado aos 5% daqueles que tiveram um”. Vocês esqueceram da porcentagem de margem de erro? Pelo amor de Deus, né? De 3 para 5% vocês estão fazendo essa balbúrdia toda? Sei que essa notícia é copiada, não é de origem nacional, mas por favor, pensem, pesquisem e estudem mais antes de reproduzir esse tipo de matéria absurda e sem nexo.

    Thumb up 32
    • Emanuel, também achei a matéria um tanto o quanto tendenciosa, embora eApeu não tenha gatos. Mas gostaria penas de fazer uma observação : LHASA APSO NÃO SOLTA PELOS ! Apesar de ser uma raça peluda, seu pelo não cai como ocorre com cães de pelo curto (fox paulistinha SOLTA MUUITO PELO!) e cocker spaniel também solta muito pelo, além de ter pré-disposição a ter mal cheiro, por ter a glândula anal muito ativa. O lhasa deve ter seu pelo tosado periodicamente e escovado diariamente para manter-se limpo e com pele e pelo saudáveis, além do banho quinzenal. O pelo do lhasa apso parece cabelo humano. E com higiene adequada, não creio que alguém tenha problemas na convivência com os bichinhos !

      Thumb up 4
    • Mas vc se contradiz.
      Ao mesmo tempo que fala que o negócio de alergia é bobagem, vc diz que tem alergia a pó e diz que cada pessoa é diferente, então admite que outras pessoas podem ter alergia a gato diferente de vc, implicitamente.

      Thumb up 2
    • Pois é, Emanuela. A coisa mais gostosa do mundo é ter gatos. Tenho três. Nunca tive na infância. Estou com 31 anos e nenhuma “alergia” a eles. Durmo com pelos, respiro pelos. Essa matéria é mais uma ignorante. É incrível como TUDO é culpa do gato! Cachorros também têm pelos, existe poeira, tapetes, cortinas.

      Thumb up 2
    • Só por que você não gosta de uma notícia ruim ela não passa a ser falsa. Só por que para você não é assim, não significa que o estudo seja falso ou uma mentira.

      Nem todo mundo é igual a você, e vai ter a mesma experiência que você tem com gatos. Tem gente que tem alergia a gatos, e tem gente que pegou doenças com gatos.

      Thumb up 5
  24. Vcs disseram para não criticarmos a reportagem pq foram anos de estudos não é? Pois bem, então critico unica e exclusivamente ao repórter que deu título a esta matéria. A matéria realmente parece verdadeira e séria, porém, a forma com que o o repóter colocou o título não está correta pq incentiva sim, o abandono de animais. Vcs são uns idiotas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Thumb up 25
    • Verdadeira??? nossa nem perto, assim quando fazemos uma pesquisa cientifica, o resultado nunca pode ser voltado com intensão, ou seja em resposta a afirmativa dada na hipotese de um problema que é o que gera uma pesquisa, fora que temos que saber de onde a fonte é e não pode ser uma (TODO MUNDO SABE DISSO), caso contrario não É cientifica, cintefico=comprovar algo, uma afirmação, seja com bibliografias de outros autores, ou com pesquisas de campo…etc, tudo sempre com comprovação, como ja disse acima, caso contrario não é cientifica, outra coisa, normalmente uma reportagem, para ser usada em um estudo cientifico, ela necessita Ser uma revista cientifica, pois tudo escrito nela, foi escrito por especialistaS comprovando suas teses, por causa disso é uma revista respeitada, pois não são apenas devaneioS e sim o concreto o preto no branco, se nos tivessemos pesquisadores assim, não teriamos descoberto o petróleo, o celular, o computador, inumeras curas…etc (isso pq estou mostrando opções de descobertas basicas pelos homens, para leigos,como nosso amigo que escreveu esta barbaridade entender)!

      Thumb up 8
    • Não incentiva o abandono em momento algum. Incentiva as pessoas que teriam chances de abandonar o animal pq “tem dado alergia” a pensarem duas vezes antes de assumir uma responsabilidade pra depois largar de mão. Assim como fala que caso dê problema, que procure outro lar para o gatinho, em momento algum estimulando o abandono.
      Convenhamos, todos devem pensar duas, três, quatro vezes antes de adotar um animal, seja qual for.

      Thumb up 0
  25. Tenho uma gata preta de olhos amarelo q me rendeu o nome de macunbeira aquí no bairro, ela tem 6 anos quando aproxima o dia das bruxas eu me preocupo muito c\ ela tenho medo desses vizinhos fdp matarem ela.Já mataram muitos gatos c\ veneno dentro de bolinho de carne sempre vejo gatos sofrendo envenenados, ela mesmo já comeu quase moorreu mas escapou, o Hukinho tbm comeu no ano passado até hoje ele tem gastrite vomita quase todo dia ump ouco de ração quando come a mais, penso q um mundo tão grande desse ,ñ cabem essa gente egoístas e as criaturas de Deus?

    Thumb up 5
  26. Eu simplesmente AMO animais, acho fofos e tal, tenho uma cadelinha que amo de paixão. mas ter um animalzinho é muita responsabilidade pra gente do “mundo moderno”, ou trabalha demais, ou fica o dia inteiro ocupado com alguma coisa. Isso quando a família não faz esse papel, e os bichinhos acabam precisando de um tempo e dedicação que muitos que querem adotar simplesmente não podem oferecer. Então, na minha opinião, adotar animais é muita responsabilidade, e devíamos pensar bem nisso antes de incentivar a reprodução de pets sem pesar as consequências, em um mundo onde animais tem do bom e do melhor e milhares de pessoas morrem de fome todos os dias. Não consigo ser egoísta assim.

    Thumb up 5
  27. Nem vou dizer que o seu texto é ruim não, mas , ao invés de gato, coloque “cachorro”, “cavalo”, qualquer coisa, que vai dar absolutamente na mesma! É ÓBVIO que se vc nao tem contato com qualquer alergeno na infancia, se tiver esse contato em adulto o risco de alergia é maior! Então, quem nunca comeu camarão em criança, passe longe dele depois de adulto, por exemplo, porque vai sim ter mais alergia! E volte pra bolha de plástico que faz melhor!

    Thumb up 11
    • O maior problema é que os “cientistas” aparentemente se esqueceram que o ser-humano é a espécie que transmite o maior número de doenças entre os indivíduos. Julgando pelo contexto da reportagem deveríamos evitar ter outras pessoas em casa.

      Thumb up 14
  28. Assim como no casos dos OVOS as pesquisas são contraditórias e provisórias. Além do mais, quem realmente entende como é feita e os objetivos de uma pesquisa SABE que a seguinte afirmação “se baseia em fatos confirmados por anos de pesquisas” é uma falácia, pois pesquisas apenas apontam tendências. O artigo estimula o abandono sim. Tenho rinite alérgica e três gatas e minha rinite era atuante, pasme, quando eu não tinha gatos. O que influencia é o tratamento e não os gatos, desde que estejam saudáveis e, obviamente, que a casa seja bem higienizada.

    Thumb up 6
  29. Muito mitos envolve esta tese, cuido de 17 felinos, todos tratados, esterilizados, nunca tive problemas com alergias, não fui criada com felinos, somente cães,que eu saiba não são os pelos dos animais que provocam alergias, a pessoa já tem problemas de renite, etc..daí ficam alérgicas a pelos e poeiras, não gosto deste tipo de comentários, muitos “leigos” não compreendem o artigo, querem logo abandonar seus felinos, conheço caso deste tipo.

    Thumb up 3
  30. A veterinária do nosso gato, ama gatos, e tem 4 na casa dela, além do hotelzinho próprio para gatos. Desses 4 há um lindo Bengal puro, que ela não pode nem sequer chegar perto que já sofre reações alérgicas (renite).
    O nosso (um lindo S.R.D.) ficou um tempo com ela e dormiu até no quarto dela sem que ela tivesse quaisquer reação alérgica.

    Ou seja aparentemente isso varia não apenas de pessoa para pessoa mas também de gato para gato.

    Segundo ela:
    - As pessoas acham que é o pelo do gato que causa alergia mas é uma proteína na saliva do gato que causa a reação alérgica, quando o gato se lambe a proteína é transferida para o pelo, e que por sua vez acaba ficando no ambiente.

    Thumb up 5
    • Realmente.
      Outro caso paralelo poderia explicar:
      “não é o fio que dá choque; são os eletróns que nele percorre é que dão choque”.
      Mas aí tem um porém. Se não tocar no fio não levará choque.

      Thumb up 1
  31. Sem problemas com alergias e o diabo a quatro… até morro para que meus filhotes continuem seguros e felizes :)
    Tantos riscos que assumimos conscientemente nesta vida civilizada, partindo da alimentação e tudo mais, que um a mais ou a menos não preocupa, em especial quando diz respeito a nossos companheiros mais fiéis e amados.

    Thumb up 20
  32. Meu filho tem bronquite desde bebê. Com 13 anos salvou a primeira gatinha da rua e trouxe para casa, na mesma época que ganhei um Yorkshire. Com 17 anos, ele fez um teste alérgico. O único reagente foi ao camarão. Fiquei em dúvidas, por favor, me ajudem a sanar… Hoje, temos 13 gatos e um cachorro que é apaixonado pelo meu filho e só dorme aos seus pés. Detalhe: moramos em apartamento. (tudo bem, é loucura!). Mas, meu filho NUNCA comeu camarão e nenhum camarão NUNCA dormiu no quarto… Depois desta matéria acho que vou voltar ao médico e pedir novos exames… Será que ele adquiriu anticorpos ou a pesquisa só corresponde aos europeus?

    Thumb up 9
    • Bacana!!! E se ele não apresenta nenhum problema nesse tempo todo como todos esses gatinhos, dificilmente ele é alérgico,

      Thumb up 1
  33. Que legal! Apagaram o meu comentário no qual eu dizia que o artigo foi péssimo e irresponsável.
    Mesmo tendo sido ele bem redigido, apontando claramente todas as razões pelas quais cheguei a essa opinião e tendo tido o referido comentário cerca de 30 ‘thumbs up’.
    Isso que é liberdade de expressão!!
    Aliás, não foi só o meu. Apagaram todos os outros com conteúdo semelhante.

    Thumb up 16
    • Lu, acho que não é bem por ai… Você não pode dizer que o artigo é irresponsável contrariando fatos e pesquisas cientificas apresentados. Se você se embasar em resultados científicos é um direito seu inclusive redigir uma resenha sobre o assunto e encaminhar ao site para fazerem as ressalvas e/ou correções do artigo. Lembre-se que o site é voltado para apresentar RESULTADOS DA CIÊNCIA, e não meramente a opiniões dos redatores do site.

      Thumb up 5
  34. Discordo parcialmente. Sei que gatos podem piorar alergias, porém eu e meu namorado (ambos sofremos de rinite) temos uma gatinha e nenhum de nós foi afetado desde a chegada dela. E olha que moramos em um JK, ou seja, ela está presente o tempo todo em todos os lugares do apê. Tenho gatos desde criança, mas para ele esta é a primeira. E aí?

    Thumb up 6
  35. Essa é a Geração Alergia, as crianças não brincam mais na terra, nem na grama, muito menos na caixa de areia. A grande assepsia faz com que o sistema imunológico não se prepare para o futuro, no final temos adultos espirrando por qualquer coisa, usando luvas pra pegar um bichano.

    Thumb up 13
    • É isso!! Imunidade baixa por superproteção. Então daí a culpa vai pra quem? Gatos, claro. Pra variar. Tem tanta coisa que dá alergia também; tapetes, cortinas, pelúcia, casa não limpa com frequência.. tudo retém poera e ácaros.

      Thumb up 0
  36. Pessoal, as pesquisas não mentem. Não quer dizer que TODOS os gatos vão dar alergias em adultos que não tiveram contato com gatos na infância, pelo contrário, a pesquisa indicou que adultos que não tiveram contato com gatos quando crianças são sujeitos a alergias.

    Ninguém está desfazendo dos gatos. Eu mesmo não tenho em casa, mas minha namorada tem 2 e eu tenho alergia só deles passaram perto de mim, pois eu nunca tive contato com gatos quando criança.

    Os gatos passam sim alergias! É só ver o tanto de pelos que soltam pela casa. Sem contar que tomam banho no mínimo de 3 em 3 meses… Então, gato dá alergias sim, mas sem nenhum preconceito, eu prefiro meus cachorros. Talvez se não tivesse alergias eu teria um gato.

    Mas vem cá, e os animais silvestres, a anta, o cateto, queixada… porque ninguém aqui liga? Não existem só animais de estimação não, se doam pelos animais silvestres também qe são caçados, caem em armadilhas, sofrem o tempo todo.

    Se quiser saber sobre algumas pesquisas com animais selvagens, acesse meu blog:
    http://www.euquerobiologia.blogspot.com

    Cabe a todos proteger todos os animais.

    Thumb up 3
    • Quem foi criado com cachorros não sente alergia de cachorros. É evidente.

      Thumb up 2
  37. Minha esposa tem rinite. Pergunta para ela se ela quer se livrar do Jubileu e do juliano – nossos gatos.
    Só pêlo de gato de dá problema? O pêlo de cachorro, porquinho da india ou qualquer outro pêlo, não!
    Quem tem gato sabe que são as criaturas mais fantásticas que Deus criou. Eu tinha cachorro. Só tive contato com eles depois que casei. Fiquei imprecionado com a personalidade e comportamento dos gatos – fantásticos.
    Essa é uma matéria que qualaquer site ou revista deveria pensar duas vezes em publicar – um absurdo!

    Thumb up 11
  38. ter alergia de pelo e ruim hein???
    A pessoa nao pode ter animais de pelo, nao pode ter carpete em casa , quer dizer que e chato nao ter um animal para brincar, curtir.
    Eu e a minha familia nao temos esse problema e nos amamos animais de estimacao!

    Thumb up 6
  39. Está provado também que as alergias são de fundo emocional, e o maior predador de nosso equilíbrio emocional é o próprio homem. Acho muito fraca e insensata uma afirmativa dessa, retirando de uma pequena amostragem. Além disso prejudicando a imagem de um animal que tanto bem nos faz. Portanto tenha gatos sim, se não tiver não saberá jamais o que está perdendo.

    Thumb up 13
  40. Parabéns aos colegas que refutaram o artigo.
    Tanto preconceito contra um animal tão maravilhoso como o Gato
    (aliás,contra qualquer outro animal!)incentiva e motiva àqueles
    que os maltratam e os matam por pura maldade.
    “Gatos,principalmente os de cor preta,são emissários do Diabo.
    Fogueira para eles e para os seus donos feiticeiros”,já preco-
    nizava Torquemada aos seus comandados medievais….
    Voltamos ao obscurantismo da Inquisição,por acaso?

    Thumb up 19
    • Pena que excluiram todos esses comentários!!!

      Thumb up 1
    • Como disse o artigo , aquelas pessoas que já têm os gatos não precisam abandoná-los mas é um alerta as crianças ou até mesmo adultos que podem apresentar alergia á ácaros que podem habitar no pelo desse animal,para que o evitem.

      Thumb up 1
  41. Pois com minha filha foi o contrário….e ela criou alergia quando já estava com 7 anos….uma pena

    Thumb up 0
  42. Quando criança tinha um gato mesmo tendo alergia, sendo que meu vizinho o matou, é que quase todos os dias meu gato ia na casa do vizinho e comia os pássaros dele, ele sumiu e até hoje não deu as caras.

    Thumb up 6
  43. Margareth Krause, PÉSSIMO COMENTÁRIO… fora da realidade científica… Lástimável escrever algo assim. “Pessoas q são alérgicas a pelos” não deixem seu gato entrar no seu quarto!
    bichos de estimação são muito bonitos e fofinhos, realmente fazem bem para muitas pessoas, e são uma responsabilidade muito grande para o dono. só que a saúde da sua família não pode ser mais importante que a felicidade de nenhum gato (e eu duvido que o gato vai ser infeliz se não puder mais entrar no quarto).

    Thumb up 3
    • Fabio…desculpa mas a saude da familia sempre será mais importante que qualquer coisa…mas tb acho que quem é alergico a pelos de animais,sabe disso desde cedo,entao que nao assuma a responsabilidade de criar animais pois a saude de algum membro da familia pode estar em risco e tb nao é justo “se livrar” do bichinho como se fosse brinquedo…

      Thumb up 4
    • Meus gatos não dormem mais na minha cama, mas teem a casa toda para eles. Respeito a alergia do meu marido, mas respeito meus gatos também. Qdo decidi adotá-los (amigo não se compra), decidi comprar qque briga pelo bem-estar deles.

      Thumb up 2
  44. Poxa, não gostei dessa matéria. Como assim pense duas vezes antes de ter um gato?? Os gatos são fofos, lindos e ótimos companheiros! E a alergia pode acontecer por causa da quantidade de pêlos que eles soltam, mas escreveram a matéria como se todas pessoas exclusivamente fossem ter alergia, o que eu acho ridículo. Mesmo se eu tivesse alergia não deixaria de ter um gatinho =)

    Thumb up 20
    • Corrigindo:

      A alergia não é exatamente pela ‘quantidade de pêlos que ele solta’ mas pelos ácaros que habitam o pêlo do animal e são passíveis de causar alergia em pessoas predispostas. Os mesmo ácaros que habital os ursinhos de pelúcia, carpetes e até travesseiros e colchões sem revestimento ‘antialérgico’.

      Thumb up 7
    • Nos cães também. Antes de fazerem seus asseios, os animais começam lambendo o ânus e outra genitálias.

      Thumb up 3
  45. Infelismente eu fiz esse exame e constatou alergia à pelo de gato e cão. Não é só isso,gatos transmitem outras doenças que são assintomáticas para o animal mas muito graves para o humano.

    Thumb up 8
    • As doenças mais graves que vc pode adquirir, você contrai de outros seres humanos, no ambiente,congênitas ou por práticas inadequadas de higiene (como a toxoplasmose, que acredito eu, vc erroneamente tinha em mente quando escreveu esse comentário de pouca inteligência) não em forma de zoonoses.

      Thumb up 17

Envie um comentário

Leia o post anterior:
jan_170_resolution_tech_sf
Tecnologia e negócios em 2012

A não ser que você e...

Fechar