Segundo pesquisadores, o instinto animal pode ser genético

Publicado em 23.08.2010

Você já pode ter se perguntado se animais clonados têm instintos. Segundo pesquisadores de espécies clonadas, sim, os clones são animais com instintos selvagens. Eles mordem e arranham, e o certo é tratá-los usando luvas e redes.

Os pesquisadores clonam gatos selvagens africanos, usando gatos domésticos como mães de aluguel para os embriões. A mãe até pode acalmar os gatinhos, mas sua influência não dura muito. Os investigadores dizem que eles não são tão ariscos e não lutam tanto no começo, mas quando você os leva para longe dos gatos domésticos, especialmente depois da sua puberdade, o comportamento agressivo de sobrevivência dos animais surge.

Os clones são cópias genéticas exatas de uma outra criatura. Segundo cientistas, os comportamentos que tornam os gatos selvagens africanos caçadores bem-sucedidos na savana são, fundamentalmente, possíveis graças à ativação do gene certo na hora certa.

O gato selvagem cujo DNA disser o quanto antes ao seu cérebro “Coma aquele rato do campo” vai ter uma chance melhor de sobrevivência e reprodução. Desse modo, seus descendentes vão herdar essa característica e automaticamente expressar o mesmo comportamento de sobrevivência.

Os pesquisadores acreditam que tais genes também passam quando você clona um animal. Esse é um forte argumento de que os instintos são pelo menos parcialmente genéticos. Assim, se os cientistas clonassem um tigre dente de sabre, ele não acabaria em um show mágico de Las Vegas; provavelmente, simplesmente arrancaria seu braço fora. [POPSCI]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Engraçado, cientistas definem algo que a anos deveria ter sido publicado. Assim como nós, o instinto animal é, logicamente e obviamente, definido pelos genes. Ninguém precisa de clones para provar isso.

    De qualquer forma, não vou deixar de elogiar o blog. Adoro este site. :)

    Thumb up 4
  2. Como assim “pode ser” genético?

    Instinto é por definição inato, logo, os genes são os responsáveis por carregar essas instruções pré estabelecidas.

    Ex: Pegue uma aranha recem nascida, afaste-a da mãe deixe ela em um canto e ela automaticamente, instintivamente, construirá uma teia de aranha complexa sem ter aprendido a faze-la. Ou, o cachorro que pisoteia e rodopia antes de deitar.

    Como seria de outra forma?

    Essa pesquisa só vem somar outra evidência do que já é óbvio.

    Leiam “Tabula Rasa” de Steven Pinker.

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
alongamentogde
Seja flexível – fisicamente – e tenha mais qualidade de vida

A flexibilidade ajud...

Fechar