Simples truques para acabar com o estresse e aliviar a ansiedade

Não dá para evitar: a vida moderna causa estresse e ansiedade. Coisas importantes como a insegurança no emprego, ou pequenas como uma pia entupida, vão se amontoando e os níveis de ansiedade vão aumentando, e vão mudando o cérebro das pessoas.

Agora, pesquisadores dizem que podemos treinar o cérebro para ser menos ansioso, com uma terapia comportamental-cognitiva (TCC), um conjunto de técnicas que ajudam a mudar a nossa massa cinzenta, literalmente.

A TCC é centralizada na ideia que podemos nos libertar de angústias se nos tornamos conscientes de nossa forma distorcida de ver as situações, particularmente as estressantes, ajustando desta forma nosso comportamento.

E a história de mudar o cérebro não é brincadeira: um levantamento em 2012 apontou que a TCC aumenta o córtex prefrontal – a parte do cérebro associada com a ponderação e as decisões – e diminui o tamanho da amídala, a região associada com o estresse e o medo.

É uma maneira de recuperar controle da própria vida, mudando não só a maneira de pensar, mas a própria estrutura do cérebro. Você pode tentar uma TCC com as técnicas abaixo, ou então consultando com um terapeuta especializado, e quanto mais incorporar estas técnicas ao seu dia-a-dia, melhor vai enfrentar os pensamentos ansiosos.

Experimente as técnicas, repita as que funcionam melhor para você, e em duas semanas você provavelmente vai se perceber alguém mais calmo e feliz:

  • Fique calmo, preocupe-se depois: a maior parte das ansiedades nascem de uma impressão de urgência que em 85% das vezes não é justificada. Escreva o que te preocupa, e então não olhe para estas notas por três a cinco horas. Quando você retornar às anotações, provavelmente o problema não vai mais parecer tão preocupante, e você vai estar em melhor condiçẽos de considerar ações produtivas.
  • Pense pequeno: algumas vezes as ansiedades crescem a tamanhos épicos, como quando pensamos “nunca vou me livrar de minhas dívidas!”. Adote uma abordagem de pensar pequeno, um passo de cada vez. Você pode não pagar todas as dívidas agora, mas pode diminui-las um pouco a cada mês.
  • Tenha uma conversa produtiva consigo mesmo: escreva ou diga em voz alta as maneiras com que você lida com uma situação, como “eu geralmente faço as coisas sozinhas”, ou “eu sei pedir ajuda”. Lembre a si mesmo de como você é capaz.
  • Deixe o George Clooney ajudar: imagine o problema de uma perspectiva externa. O que o teu melhor amigo – ou celebridade favorita – diria? Conjure a voz daquela pessoa para te guiar em direção à calmaria.
  • Use seus sentidos: a atenção plena, uma prática que foca nosso cérebro no presente, é tão antiga quanto Buda, mas está se tornando bastante popular. Da mesma forma que a TCC, ela condiciona a mente para ser mais resistente ao estresse, diminuindo o cortisol, que está relacionado ao estresse, e aumentando as conexões dos neurônios na parte do cérebro que controla as emoções.

Quando estamos ansiosos, nossos pensamentos dificilmente estão no presente; ruminamos erros passados, ou nos preocupamos com consequências futuras. Prestar atenção no que você está vendo, ouvindo, cheirando e sentindo foca a mente novamente no presente.

Quanto mais você praticar a atenção plena, melhor equipado estará para enfrentar a ansiedade, e a calma retorna mais rapidamente. Experimente este exercício em quatro passos:

  1. Com os olhos fechados, imagine-se o seu entorno como visto de cima.
  2. Qual a sensação do assoalho, do cobertor, ou da cadeira? Como está a temperatura na sala?
  3. Quais são os sons que você ouve? Talvez algum aparelho elétrico esteja zumbindo ou algumas árvores estejam farfalhando.
  4. Agora preste atenção em tudo isto ao mesmo tempo.

Difícil? Este é o ponto – preencher a mente com o presente. Quando sua mente começar a divagar, traga-a de volta usando os sentidos. A serenidade pode ser o prêmio.[CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 3,00 de 5)
Curta no Facebook:

9 respostas para “Simples truques para acabar com o estresse e aliviar a ansiedade”

  1. Os psicólogos dizem que a TCC é a melhor abordagem para TAG(Transtorno de ansiedade generalizada), depressão, síndrome do pânico, fobia social, TOC (Transtorno obsessivo compulsivo), e vários outros distúrbios da ansiedade. Sei muito bem como é sofrer de ansiedade patológica, principalmente a ansiedade social. Tudo que envolve lidar com pessoas gera ansiedade, principalmente com grupos de pessoas ou eventos sociais. É um tormento. É difícil encontrar bons profissionais nas cidades do interior.

    • Meditação não é TCC são duas coisas completamente diferentes meditação envolve o não sentir e não existir para que a mente esteja num estado mais “elevado” para que quando as coisas sejam vistas se consiga uma visão diferente nem sempre correta e nem sempre melhor que outras soluções apenas uma solução, se você realmente fizesse meditação saberia que nada é 100% fixo as coisas transmutam nada é garantia de nada não existe o absoluto e é isso que se faz absoluto e a técnica é exatamente o contrário se concentrar no presente deixar de adiantar o futuro dentre outras coisas mas o principio da meditação ali não está incluso só que são meios que podem ou não resolver problemas parecidos ou não cada um usa seus meios das formas que mais lhe convêm

    • Este comentário é sem conhecimento de causa a TCC é uma técnica desenvolvida por psicólogos a qual visa solucionar problemas que já são de conhecimento da pessoa e de uma forma empírica, o que difere da meditação, pois é um processo de auto controle com conhecimento de causa o que não proíbe a utilização das técnicas de meditação em paralelo, se esta for de interesse do paciente.

Deixe uma resposta