Tratamento online contra a depressão é eficaz

Publicado em 14.06.2009

doutor computador

Pesquisadores da Universidade de New South, de Sydney, Austrália, fizeram uma descoberta que pode mudar o modo que tratamentos contra depressão são realizados. Um estudo mostrou que pacientes que participaram de um programa com terapias feitas pela Internet tiveram taxas de recuperação tão eficazes quanto os que participaram de terapias presenciais.

Além disso, o programa necessitou de apenas 111 minutos de contato entre o paciente e o médico durante um período de oito semanas, um tempo significativamente menor do que o necessário para outras terapias similares. Gavin Andrews, professor de psiquiatria da Universidade de New South, diz que o estudo é uma surpresa para quem não acreditava que terapias realizadas pela Internet poderiam ser bem-sucedidas. “Sabíamos que a Internet tinha sucesso tratando fobias sociais e outros problemas de ansiedade, mas essas condições são mais simples. Acreditava-se que a depressão seria mais difícil de tratar por causa da falta de motivação associada com a doença, mas esse não foi o caso”, afirma.

Na pesquisa, Andres e seu colega Nick Titov acompanharam 45 pessoas que tinham o diagnóstico de depressão. Essas pessoas passaram por seis sessões online de aulas e tarefas semanais e tinham contato por e-mail uma vez por semana com um psicólogo, além de participarem de um fórum com outros pacientes do programa. Após o fim do programa, 34% dos pacientes não tinham mais os critérios para serem diagnosticados como depressivos, um resultado parecido com os da terapia presencial. 82% dos participantes afirmaram estar satisfeitos com o programa.

Os resultados repetem o sucesso de um estudo-piloto anterior e reafirmam o sucesso de tratamentos experimentais online para outras doenças mentais. A pesquisa mostrou também que a terapia online faz com que os pacientes superem algumas das barreiras que os impedem de procurar tratamento, como o estigma associado a procurar um psicólogo ou psiquiatra. “O programa através da Internet é conveniente”, afirma Andrews. “As pessoas podem usá-lo quando quiserem, sem ter que marcar horário e sair de casa. Os participantes participavam dos fóruns à uma da manhã”, diz.

Apesar dos resultados animadores, Andrews afirma que eles têm que ser acompanhados com mais estudos. “Se os resultados se repetirem em experimentos maiores, programas online poderão ser utilizados em grande escala para auxiliar programas para a saúde mental que já existem”, afirma.

Esta nova modalidade de tratamento poderá ser muito útil na democratização do tratamento contra a depressão, já que poucas pessoas podem pagar para realizar terapia contínua contra a doença no Brasil. [Science Daily]

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

134 Comentários

  1. Há mais ou menos um ano atrás andava me sentindo bastante triste, não queria mais interagir com as pessoas. No começo eu mesma achei que era só uma bobagem da idade e tal. Se passou uns 3 meses e eu já sentia vontade de morrer, parecia que TODOS ao redor estavam felizes menos eu. Eu juro que fazia de tudo para me animar, saia com alguns amigos as vezes, mas sempre ficava calada, soltando uns sorrisinhos de canto. Se passou algum tempinho e eu tentei pela primeira vez o suicídio. Era tanto sangue, fiquei bastante assustada. Passou algum tempo e eu queria de novo, uma só vez não me deixava satisfeita, queria muito morrer. Depois da segunda vez falei com meu amigo sobre. Não tinha um pingo de coragem de falar para minha mãe. Ele falou que eu não devia estar fazendo aquilo, tanta gente iria sentir minha falta e tal, mas eu NUNCA ouvi de ninguém um elogio se quer, NUNCA ninguém se importava comigo. Quando falei isso, senti vontade de excluir aquilo, pois, ele se importava, ele era o único que se importava naquele momento comigo.
    Hoje, não digo que estou recuperada, mas depois do meu segundo suicídio só tive duas recaídas, e estou a neste exato momento a 3 meses sem tentar nada :) . Tudo é possível quando você acredita em si mesmo.

    Thumb up 1
  2. sai de um relacionamento de seis anos e desde entao comecei a me sentir depressiva com vontade de morrer.ate pensei em suicidio nada parece ter mais sentido pra mim.preciso conversar com alguem que esteja passando pelo mesmo problema que o meu.por favor me ajudem

    Thumb up 13
    • Olá Nacélia, eu como vc também sofro deste mal: depressão. Já realizai vários tratamentos e sinceramente acho que o melhor a fazer é compartilharmos deste mal com a finalidade do auto reconhecimento.
      Conte comigo.
      Bjs

      Thumb up 3
  3. ola desde a infancia tenho um problema com depressão eu não gosto de falar sobre isso com ninguen pois a vez que falei resolvi fala pra minha mãe ela disse que eu tava louco era pra mim achar o que fazer acabei por piorar eu vivo com isso dentro de mim e acho que vou levar pro resto de minha vida ja pensei em morrer em sumir deste mundo em me enfiar num buraco ate a minha morte quando consigo algo que me anime logo quebro a cara e volto ao zero de novo. era pra mim fazer um tratamento mas nao tive coragem nem força pra sair de casa. precisei sair do emprego pois me sentia sufocado la dentro a assim vou levando minha vida se podemos chamar isso de vida………

    Thumb up 14
  4. oi. Eu estou completamente apaixonado pela minha prima de 1 grau, ja virou uma obsessão tudo que eu faço e pensando nela, eu até me relaciono com outras garatas mas eu não concigo tirar ela do meu pensamento. Gostaria de saber o que eu devo faser para eu concegui esquecer esse sentimento. Como eu devo reagir

    Thumb up 7
  5. Há alguns anos atrás, por conta de uma grande desilusão amorosa, desencadeei um quadro de Transtorno de Ansiedade na época foi muito difícil e doloroso porém eu consegui me tratar e me reerguer, porém não conseguia abrir meu coração para o amor novamente, me tornei uma pessoa extremamente fechada, não que não tivesse minhas aventuras amorosas, mas todas sem nenhum tipo de sentimento mais forte. O ano passado me apaixonei por meu melhor amigo e depois de muita luta resolvi assumir esse sentimento e hoje faz nove meses que estamos juntos, porém minhas crises voltaram, não em função do nosso namoro, mas toda a indecisão do começo e todo medo de me machucar novamente ajudou muito. Hoje, meu irmão me disse que lhe disseram que o viram abraçado com uma menina em frente uma pizzaria, todo filme da minha relação passada passou na minha cabeça em segundos e nem abraçá-lo eu consegui mais, tenho medo de estar sendo enganada novamente, sofrer muito novamente e sabe aquela paranoia de o que ele esta fazendo? Com quem ele está? Tenho medo de que isso comece em nossa relação, que é algo tão gostoso por inúmeros motivos e um deles é exatamente esse, a minha mente ficar livre dessa piração total, desse sofrimento. Sei o que todos vão pensar, até porque provavelmente todas as pessoas pensem a mesma coisa a respeito, do tipo: Cadê o seu amor-próprio? Você é mais você. Se ele estiver te traindo é porque não te merece e blá blá blá. Na verdade só precisa por pra fora mesmo sabe e eu sei de tudo isso mas que dói e dói muito, só pelo fato de uma possível traição novamente, isso dói. Obrigada!

    Thumb up 3
  6. Boa noite,
    Sou uma mãe desesperada e despreparada para lidar com meu filho de 32 anos que uma droga (cocaina) a mais de 20 anos.
    Já fez 3 anos de tratamento com psiquiatra tomando remédios fortissimos. Já o internei duas vezes a primeira ficou 7 dias a segunda clinica 14 dias. Mora só e já vendeu quase tudo que tinha em casa. è uma pessoa mentirosa e manipulador saiu da clinica pedindo para morar comigo, tive que ser dura e dizer não, tenho mais dois filhos que trabalham e fazem faculade seria uma influencia ruim. Estou nessa luta a muitos anos e estou desistindo, perdi meu filho paras drogas. Se alguem puder me dizer algo que me conforte e me ajude, eu quero matar meu filho do meu coração.Já faço tratamento psiquiatro é eu ou ele.

    Thumb up 6
    • Você não perdeu seu filho ainda, ele está apenas perdido e precisa de ajuda, mas primeiramente todos nós precisamos de nós mesmos para que os outros possam nos ajudar, infelizmente seu filho ainda não se encontrou, sinto muito por você, tenho muitos amigos viciados, é triste ver pessoas que você conviveu a vida inteira se perder nesse mundo. Mas você precisa ser forte, dura e ao mesmo tempo ser uma mãe com muito amor, por que é disso que ele precisa, muito amor. Espero ter ajudado :)

      Thumb up 0
  7. Boa tarde!Achei muito bom esse site sofro e luto com a depresao e uma luta nada facil as vezes…bem o segredo e viver um dia de cada vez crer que amanha sera melhor

    Thumb up 3
  8. boa noite! ha uns anos atras tentei acabar com a minha vida por nao conseguir enfrentar uma situaçao que tanto mexeu comigo. andei 3 anos quase louca , nao saia de casa, nao conseguia fazer nada na minha vida tudo para mim era impossivel, nessa altura tomei medicaçao, mas nao fiz o desmame. passado esses anos consegui tirar um curso. so que neste momento parece que voltou tudo outras… continuo sem conseguir fazer nada da vida! …dores de cabeça , pensamentos baralhados, sempre que vou tentar arranjar trabalho nao consigo,fobias socias, mau humor muito frequente, tudo o que tinha á uns anos voltou e pior.sinto que preciso mesmo de ajuda mas n consigo dar um primeiro passo.

    Thumb up 7
    • Olá Joana! Uma vez ouvir uma frase que nunca mais pensei em suicidio. É o seguinte: você tem toda razão de querer morrer com a merda de vida que você leva, só resta isso. Mate as coisas ruins, mas se morrer matará também as coisas boas. Então a partir daí quero matar somente as coisas ruins da minha vida e viver um dia de cada vez. Quanto aos remédios é preferível toma-los todos os dias a não toma-los e não ter perspectiva de melhora. Só por hoje dá uma chance para você e seja feliz! Espero que tenha ajudado!

      Thumb up 3
  9. Olá, me chamo Ana Paula.

    Sei que minhas angústias e tristezas não são tão grandes, nem tão importantes quanto as que li neste site, por isso, peço perdão.
    Mas, preciso pelo menos dizer o que sinto para ver se fico melhor.
    Bom, minha vida é cheia de tristezas, frustações, desilusões, sofrimento e perdas.
    Com muita dificuldade realizei meu sonho de me formar em Direito, passei na OAB, comecei a trabalhar na área, amo minha profissão e isso me fazia muito bem.
    Mas, não ganhava bem, por isso tive que morar na casa de minha avó em são paulo. Esse foi o começo da minha tristeza. Minha avó é uma pessoa chata, implicante e busca confusão por qualquer coisa.
    Saia cedo para trabalhar, voltava para casa cansada e ela queria que eu tivesse ânimo para ficar até tarde vendo tv com ela, conversando ou escutando ela falar, mas, eu estava sempre morta de cansaço, acabava tomando um banho comendo algo e indo dormir.
    Então ela não gostava do meu comportamento e começou a me atormentar, toda vez que eu chegava do serviço era uma reclamação ou uma briga ou discussão, bom, não aguentei, procurei casa para alugar ou lugar para ficar mas não encontrei.
    O inferno que ela fazia refletia em meu dia de trabalho eu não rendia, estava sempre cansada, de mau humor e isso fez com que eu acreditasse que era melhor desistir de tudo e foi o que fiz, larguei minha carreira, minha profissão tudo e fui embora.
    No início a sensação era de paz, uma paz que nunca eu tinha experimentado, mas agora, meu irmão ficou desempregado e veio morar aqui comigo, não estou suportando mais.
    Ele come como desesperado, para completar a mulher dele é igual a ele, acabo ficando sem comida que eu compro.
    Enfim, estou me sentido triste, sozinha, angustiada não sei o que fazer tenho vontade de morrer, sumir ou ficar o dia todo dormindo.

    Thumb up 8
    • Ola tudo bem ;
      Eu acredito que a primeira coisa á fazer é vc se aceitar o que vc gosta de verdade;
      Quanto á frustaçãoq ue foi morar com sua avó até te entendo mas veja bem a situação vc estava na casa dela isso não era motivo para vc viver nessa aflição cara amiga as pessoas só fazem aquilo que permito ela fazerem.
      Não deixe as pessoas a frustar seus sonhos e metas seje firme renove sua forças .
      Quanto ao seu irmão tenha uma conversa seria sente com ele .
      Ele nao é criança tem ate (mulher familia) fale das dificuldades financeiras e que ele terá que procura também um emprego e que as contas serão dividas.
      Comece procurando uma atividade alternativa veja seu curriculum envei aos centros universitarios para ministra aulas de direitos procure fazer atividades de sua area que lhe traga prazer ou se recicle procure algum ramo novo arrisque para ser feliz.
      Lembre se seus problemas não são menos importantes que dos outros todos temos momentos de reorganização. Desejo que vc saia dessa e realize recomeçar de novo e procure um teraputa ele nos ajuda organizar nossas ideias e enfrentar algumas frustações . abraços

      Thumb up 3
  10. Não consigo sair de casa…tenho medo,isso já aconteceu comigo várias vezes…mas de alguma forma fui conseguindo caminhar…estou com profunda angústia e aumenta a cada dia,não consigo me movimentar,já procurei ajuda…mas nada mudou…não consigo ser feliz…no caminhar da vida aconteceram coisas muito ruins comigo,que me marcaram profundo…não sei ver alegria em nada,não tenho amigos e não consigo fazer amizade…estou enlouquecendo aos poucos…

    Thumb up 1
    • eu sinto quase a mesmacoisa que você!

      Thumb up 1
  11. oi tenho um problema com a familia da minha namorada,são pessoas boas mas que sempre que podem tentao passar a perna em alguem de algum jeito,e minha namorada mora no meio deles e eu acabo me preocupando com ela.só que estou a beira da loucura com isso porque não quero me meter no meio deles antes que eu faço alguma besteira,e é uma coisa que eu estou morrendo de vontade de fazer,estou o dia inteiro triste por isso e em depressão,estou ficando louco por pessoas que nem da minha familia são.por favor me ajudem.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
cachorro-grande
Olhar de culpa de cachorros é imaginação dos donos

Donos de animais de ...

Fechar