As 10 fobias mais bizarras do mundo

Publicado em 6.10.2008

fobias1

Algumas das coisas mais simples do nosso cotidiano podem “arruinar” suas vidas.

Para a maioria de nós estes medos parecem engraçados ou banais; mas não é como se sentem aqueles que sofrem delas. Eles enfrentam severas reações mentais e fisiológicas toda a vez que entram em contato ou sequer pensam naque os aterroriza.

É bem provável que você mesmo flagre a si mesmo com traços de algumas delas.

1. Coulrofobia – Medo de palhaços

A fobia é bem comum nas crianças, mas é encontrada nos adolescentes e adultos também. Os acometidos por este mal geralmente sofreram uma experiência pessoal ruim, em tempos passados, com palhaços ou viram alguma imagem sinistra na mídia. Um estudo recente descobriu que as crianças têm medo das decorações de hospital com base em palhaços. Nenhuma das crianças e adolescentes pesquisados afirmou gostar de palhaços.

2. Globofobia – Medo de bexigas

Definido como “um medo persistente, anormal e irracional de bexigas”, a cada ano essa fobia surpreendentemente comum causa dificuldade a inúmeras pessoas. A fobia em si se manifesta de maneiras diferentes. Alguns sofrem por quase todo o tempo e outros apenas por estímulo direto. Todos possuem sua única fórmula de como e quanto se sentem mal.

Como muitas outras fobias, a globofobia é criada por um mecanismo de proteção da mente inconsciente. Em algum ponto do passado provavelmente houve algum evento ligando as bexigas com trauma emocional.

3. Algodãofobia – Medo de bolas de algodão

“Alguém compartilha comigo meu terror de bolas de algodão? (É tão terrível, que elas me causam ataques de pânico.) Estou falando sério… Desde que era criança eu não podia tocá-las, e enquanto eu ficava mais velha passei a desenvolver um medo tão extremo, que tenho reações físicas apenas ao pensar nelas. Eu as evito nas lojas e não permito que entrem em minha casa. Eu sei, muitos dos meus amigos acham que é muito engraçado, mas eu preferiria ficar de pé no topo de um arranha-céu, cercada de aranhas e cobras do que ter que olhar para uma bola de algodão novamente.”

Medo de bolas de algodão é uma das novas fobias que ainda tem que ser nomadas oficialmente. O nome proposto é simples: algodãofobia.

4. Medo de picles

Mariah diz que a textura, o cheiro e apenas um pensamento sobre picles a aterroriza. Ironicamente ela trabalha como garçonete.

5. Itifalofobia – Medo de ereções

Aversão e medo mórbido irracional, desproporcional e persistente de ver um pênis ou ter o pênis ereto.

A maior parte daqueles que sofrem deste mal ficam surpresos por saber que não estão sozinhos nesta surpreendentemente comum, porém raramente mencionada, fobia.

Para quem sofre de itifalofobia apenas ter, ver ou pensar em uma ereção pode levar a ataques de pânico ou ansiedade severa.

6. Efebofobia – medo de adolescentes

A efebofobia é definida como um medo irracional (psicológico e social) de adolescentes e um preconceito contra eles. Os efeitos deste mal parecem causar graves efeitos na saúde econômica das nações. Ao menos um grande economista (Kirk Astroth, 1994) propôs que o medo da juventude pode ter sérias conseqüências na economia.

7. Gimnofobia – Medo da nudez

É o medo ou ansiedade sobre ser visto nu e/ou ver outros da mesma maneira, mesmo em situações onde ela é sociamente aceita, como no vestiário.

Os gimnofóbicos podem experimentar medo de nudez em frente de todos ou de pessoas específicas e podem considerar seu medo como irracional. Essa fobia comumente surge de sentir-se inadequado porque o corpo seria fisicamente inferior, particularmente em comparação com as imagens idealizadas da mídia. O medo também pode estar relacionado com a ansiedade sobre a sexualidade em geral.

Também está relacionado com a imaginação persistente de vulnerabilidade associado com aqueles que já viram a gimnofóbica nua, porque eles estariam, supostamente, continuando a imaginá-la pelada.

8. Medo de móveis antigos

O ator holywoodiano Billy Bob Thorton, ex-marido de Angelina Jolie, tem medo de algumas coisas estranhas como certos tipo de talheres e dragões de komodo. Ele também tinha medo de voar (medo que ele afirmou ter desaparecido completamente, paradoxalmente, depois dos ataques de 11 de setembro de 2001, no World Trade Center). Mas fobia mesmo ele tem de móveis antigos, traço que ele já compartilhou com um de seus personagens.

“Eu não tenho fobia de antiguidades estado-unidenses, é [medo de antiguidades] francesas, na maioria. Você sabe, como aquelas poltronas antigas, entalhadas com o assento de veludo. Do tipo Luís XIV. Aquilo me dá calafrios. Eu posso detectar imitações de antigüidades a um quilômetro. Elas tem uma vibração diferente. E muito menos pó.”

9. Neofobia – Medo de coisas novas

É o medo de coisas ou experimentos novos. Também é conhecida como cainotofobia ou cainofobia. Na psicologia é definida como o meno persistente e anormal de qualquer coisa nova. Em sua forma mais leve pode manifestar-se como resistência de tentar coisas novas ou quebrar a rotina. O termo também é utilizado para descrever raiva, frustração ou tremores diante coisas novas e mudanças em geral. Alguns grupos conservadores e reacionários são comumente descritos como neofóbicos em suas tentativas de preservar as tradições ou reverter a sociedade para uma forma como era percebida no passado. A tecnofobia pode ser vista como uma forma especializada de neofobia por causa do temor de novas tecnologias.

10. Pteronofobia – Medo de cócegas com penas

A pteronofobia é o medo irracional de que alguém lhe faça cócegas com uma pena. Certamente eventos ocorridos na infância podem levar a este medo se a criança sente-se encurralada e atormentada com a brincadeira.

Bônus: Luposlipafobia

É o medo de ser perseguido por um lobo-cinzento ao redor da mesa da cozinha enquanto está vestindo meias no chão recém encerado. Essa fobia altamente especifica é, em realidade, ficcional e foi criada por Gary Larson, autor dos quadrinhos Far Side.

[Fontes: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7]

Fobias de Galinhas, gelatina, chiclete, cães, caranguejos

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

183 Comentários

  1. 1) eu sinto com aranhas a mesma coisa q a mulher sente com palhaços.
    2) eu não tenho medo de bexiga, mas não gosto de encher bexiga (sinto falta de ar) e me sinto mto incomodada com bexigas estourando.
    3) tenho a mesma sensação da menina do algodão, mas eu sinto isso com palitos de madeira (tipo palito de picolés), não suporto pegar num palito de picolé, pior ainda se encosta nos dentes e sinto tbm com a espuma da bucha de louças. É mto estranho e eu não entendo pq.
    10) eu simplesmente odeio cócegas, odeio que façam cócegas em mim e não gosto de ver alguém fazendo cócegas em outra pessoa.

    Thumb up 2
    • Eu pensei que era só eu que tinha pavor de passar o palito de picolé nos dentes. A sensação de um palito de picolé esfregando nos dentes é insuportável! Não posso nem pensar nisso que passo mal. :(

      Thumb up 2
  2. Eu tenho medo de coisas “maiores”: de ñ existir nd depois da morte, de uma conspiração para matar parte da humanidade sendo que os esdudos mostram que os recursos do planeta Terra não conseguiriam manter tanta gente assim o.O, entre outros.

    Thumb up 5
  3. Quando escuto um choro de criança e ñ vejo a criança q chora sinto -me agoniada . se ñ puder socorre-la chego ao desespero mesmo, e tenho fobia a lagartas, mas só se eu ver os sinais dela e ñ ve-la, coisas como a folha comida, as fezes no chão, o cheiro de formol q algumas exalam ao serem tocadas ,esfregadas ou amasadas, entro em panico, a mim me parece q a maldita está dentro de minhas roupas, é desesperador, mas, se vejo ela na folha, ou no chã tudo bem, passo p\ elas e nem ligo, mas se ñ as vejo e sei q naquela planta ou árvore tem lagarta eu fico a ponto de ter um treco.

    Thumb up 11
  4. olha isso é bem comum eu por exemplo morro de medo de muita agua, se passo em uma ponte passo a semana toda tendo pesadelos e e dor então morro de medo!
    é terrivel isso me atormenta!
    preciso de um tratamento

    Thumb up 12
  5. Olá bom dia,

    Eu tenho um medo mortal de tirar sangue,não consigo ja tive um principio de infarto fui até um hospital mais na hora de tirar o sangue não consegui assinei um termo de risco de vida e fui embora, existe alguma possibilidade de fazer esse exame desacordado?

    Thumb up 8

Envie um comentário

Leia o post anterior:
foguete-10
Foguetes experimentais em fotos

BALLS 17 é um evento...

Fechar