Vídeo: como bandidos roubam os dados dos seus cartões de crédito

O vídeo perturbador acima foi divulgado pela Polícia de Miami Beach, na Flórida, nos EUA. Ele mostra quão pouco tempo é necessário para que ladrões instalem um “chupa-cabra” na máquina de cartão de crédito e débito em uma loja de conveniência.

Dois dos ladrões distraem a funcionária que trabalha no caixa da loja, a fim de que um terceiro rapidamente anexe o dispositivo, invisível, no topo da máquina de pagamento existente da loja. Tudo isso acontece em questão de segundos, sem que ninguém perceba o que está acontecendo.

Como de cara não parece que a máquina está diferente, pode-se levar um bom tempo para se perceber o esquema – ou nem sequer se descobrir nada.

Nesse caso, alguém de fato notou o chupa-cabra, o que levou a polícia local a vasculhar as imagens das câmeras de vigilância para identificar exatamente quando o dispositivo foi instalado. Logo, o departamento divulgou o vídeo a fim de obter ajuda para identificar os criminosos.

Por aqui

No Brasil, o uso de chupa-cabras era mais comum até os cartões com chip entrarem em voga, em 2010. O equipamento instalado para roubar as informações dos cartões não funciona direito neste caso, porque os chips possuem dados criptografados.

Mas como a bandidagem é criativa, outros tipos de fraudes ainda mais invisíveis já foram inventados. Por exemplo, você pode adulterar uma máquina de pagamento inteira e a substituir pela original, a fim de clonar cartões.

O vídeo abaixo mostra ainda outro tipo de falcatrua. Nela, ladrões instalam um vírus nos caixas eletrônicos para interceptar a comunicação da leitora com o software de pagamento. Os principais dados do cartão, como número, nome e código de segurança do usuário, são transmitidos em forma de texto simples para os criminosos. [Gizmodo, G1, UOL]

Por: Natasha RomanzotiEm: 20.03.2016 | Em Bizarro, Principal  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,50 de 5)
Curta no Facebook:

Uma resposta para “Vídeo: como bandidos roubam os dados dos seus cartões de crédito”

Deixe uma resposta