Xbox One: o novo Xbox da Microsoft

A idéia do Xbox One é um único dispositivo integrando todo o seu entretenimento. O Xbox One parece tornar a TV muito mais interativa e fácil de controlar.

Você liga o Xbox falando “Xbox on”, como se estivesse na nave estelar Enterprise e pode comandar tudo no console por comandos de voz. Poderá mudar instantaneamente de jogos, para música, TV, filmes e entre jogos usando sua voz. Você poderá usar novos gestos para controlar a TV mais rapidamente usando o sensor kinect.

Para mudar de canal basta falar o nome do canal que você quer assistir.

O guia do Xbox One permite ver toda a programação diretamente pelo Xbox. É possível assistir um filme ao mesmo tempo em que navega na internet na mesma tela. Você poderá utilizar o Skype em chamadas de grupo em HD.

xbox one 3

O Xbox One terá habilidade de ler BluRay, um processador com 8 núcleos, 8Gb de memória RAM e HD de 500Gb.

Foi também anunciado conteúdo exclusivo: uma série de TV criada em parceria com Steven Speilberg e o Xbox Studios, mas ainda há poucos detalhes.

O novo sensor kinect também possui câmera que filma em 1080p em 30 quadros por segundo e um conjunto de microfones.

O novo controle do Xbox One se parece muito com o do Xbox 360




Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars


Curta no Facebook:

5 respostas para “Xbox One: o novo Xbox da Microsoft”

    • A prova disso que você falou é o seguinte. O Xbox One trabalha com API DirectX 11 revisada, esta API foi lançada em 2009 para PCs com Windows 7 e devidamente equipados com placas de vídeo compatíveis, ATI ou Nvidia; O Playstation 4 utiliza OpenGL, uma API opensource, mas não sabemos ainda qual versão, se será de 4 anos atrás também ou mais recente.
      Outra coisa, o hardware. Ambos os consoles são equipados com 8GB de memória, DDR3 para o One e GDDR5 para o PS4. Memórias DDR4 chegarão em breve para os PCs e módulos de memória XDR2, de segunda geração, equiparão as placas de vídeo daqui para frente. As Unidades de Processamento Avançadas (APUs) de One e PS4, chip que reúne CPU+GPU no mesmo encapsulamento, é uma versão ‘low-end’ produzida pela AMD para embarcar notebooks de entrada de linha, ou seja, aqueles mais básicos.

      Mesmo considerando-se que a programação de software para consoles de videogames seja feita em “baixo nível”, mais próximo do hardware do que quando é feito para PCs, “alto nível”, o fato é que a simples decisão de Sony e Microsoft em utilizar arquitetura de PC para seus respectivos consoles é a prova do triunfo da plataforma PC no mercado.

      Portanto, amigo, os consoles da [verdadeira] 8ª geração SÃO SUCATAS DESDE JÁ.

Deixe uma resposta