Raios cósmicos podem varrer a vida da Terra

Por , em 30.08.2009

raios cosmicos
Raios cósmicos: Impressão artística

Os raios cósmicos caem sobre a Terra como uma chuva constante. Não costumamos observar essas partículas de alta energia, mas elas podem ter realizado um papel importante na evolução da vida no nosso planeta. Várias extinções em massa que ocorreram no passado podem ser ligadas a impactos de asteróides e vulcanismo, mas muitas das causas ainda causam debates. Brian Fields, da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, acredita que acontecimentos astronômicos possam ter aumentado a radiação sobre a Terra.

Uma supernova a 30 anos-luz da Terra poderia liberar uma radiação sobre o nosso planeta que poderia, direta ou indiretamente, acabar com um grande número de espécies. Atualmente os cientistas procuram provas de que isso tenha acontecido e, mais importante, possa acontecer de novo. Os raios cósmicos são constituídos de prótons carregados de energia originários de ondas de choques de supernovas. Eles podem ficar “viajando” pela galáxia durante milhões de anos antes de atingir algo. “Toda a atmosfera da Terra é atingida por vários raios cósmicos todo segundo”, afirma Fields.

Efeitos secundários

Apesar da intensidade dos raios cósmicos, nenhum deles chega a atingir os humanos no solo. Eles atingem átomos na atmosfera e criam uma camada de partículas secundárias.

Ao nível do mar, grande parte dos raios cósmicos secundários se transforma em múons. A cada minuto, somos atingidos por aproximadamente 10 mil múons, que ocasionalmente podem causar mutações genéticas. Atualmente, os humanos recebem uma média de dez raios-x por ano através dos raios cósmicos.

De acordo com Franco Ferrari, da Universidade de Szczecin, na Polônia, os raios desse tipo podem ter desempenhado um papel importante na mutação dos organismos para sua evolução. No passado, acredita-se que a radiação era mais intensa, e afetava a atmosfera e o solo da Terra.

Uma teoria afirma que os raios podem aumentar a produção de nuvens, assim esfriando o planeta e criando mudanças nos ecossistemas. Outra teoria relacionada à radiação intensa é que o fenômeno tiraria nossa camada de ozônio, deixando o planeta mais quente e hostil para a vida que conhecemos.

Quase lá

Um modo de descobrir se uma extinção de espécies ocorreu devido à ação dos raios cósmicos é analisar os isótopos radioativos que se formariam em uma supernova próxima à Terra. Em 1999, um grupo da Universidade de Munique, na Alemanha, detectou o isótopo de ferro-60 em rochas submarinas. O isótopo é extremamente raro, e é formado em supernovas, com um tempo de vida médio de 1,5 milhões de anos – o que significa que veio de uma supernova recente.

Analisando a localização e concentração do isótopo na rocha, o grupo de cientistas calculou que a supernova explodiu há 2,8 milhões de anos, a uma distância de 100 anos-luz. Fields acredita que esta distância não foi suficiente para causar um evento de extinção no planeta: “Eu diria que chegou quase lá”.

Para causar efeitos biológicos danosos, a supernova teria que explodir a 30 anos-luz da Terra, distância pequena em uma escala galáctica, mas Fields acredita que o planeta já sofreu uma dezena de radiações “assassinas” durante a sua história de 4,5 bilhões de anos.

Além das supernovas, a ação do sol pode agir sobre a radiação no planeta. Uma teoria acredita que toda vez que o sistema solar chega ao topo de um lado da galáxia, a ação dos raios cósmicos é intensificada. Mesmo assim, pesquisas mais aprofundadas têm que ser feitas sobre a ação dos raios para que eles possam ser ligados a eventos de extinção na Terra, já que os efeitos da ação dos raios na superfície da Terra ainda não foram calculados. [MSNBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • Beatriz.:

    Esses raios atingem a Terra há milhões de anos e ainda não se tem prova concreta de que eles possam ter acabado com espécies. E acho que isso não vai acontecer, pelo menos não tão cedo.

  • Alberto Campos:

    Os raios gama geram os raios cósmicos que formam matérias pesadas que abastecem as galáxias da periferia. Veja na internet: “Observações VLT de explosões de raios gama revelam ingredientes…
    Veja também: Veja o que foi publicado em 2/1/2011: “Galáxias distantes na era da reionização”.”.
    É isto que diz o blog: “Olhando o Universo”, no capítulo 7. Portanto parece que os raios cósmicos são gerados pelas descargas de raios gama, na periferia do universo.

  • Caixa de Pandora – A ciência afirma os Ráios cósmicos podem varrer a vida na terra:

    […] Fonte:[MSNBC] 210 Assinantes | 333 Seguidores document.write(''); […]

  • maria soares:

    eu ja li varios livros sobre as profecias do povo Maya e
    de facto o que se depreende é que haverá, isso sim, umas
    transformaçoes que já começaram, muito lentamente desde os
    anos 40 do sec. XX. há realmente da parte das pessoas uma
    vontade enorme de travar a evoluçao das coisas, mas o Tempo
    é muito forte e poderoso, e as grandes transformações aí
    estão, basta fazermos a observação das crianças deste novo
    século, e compará-las com as crianças nascidas nos anos 50
    por exemplo. isto não é nenhum fenomeno, mas sim o fruto da
    grande evoluçao que todos nos sentimos todos os dias

    • Bethoven Soares Darcie:

      Olha, o que existe é um equívoco sobre a interpretação dos Códices e calendários Maias. Eles não possuem professia nenhuma sobre o final dos tempos, até porque não existe uma tradução totalmente confiável para seu modo de se expresar por meio de seus registros – denominados Códices Maias.
      O que houve foi um grande equívoco ao afirmar o fim dos tempos, pois um dos calendários Maias acabava em 2012 (um ano em que o calendário solar e o lunar se encontraram) e algumas pessoas, não posso afirmar com que tipo de intenção, afirmaram que isso significava o final dos tempos. Acontece que atualmente já foram descobertos outros calendários Maias com vários anos à frente.
      às vezes, algumas pessoas se esquecem que alguns detalhes básicos podem interferir em alguns registros, por exempl
      o, a falta de espaço para continuar um calendário longo.

  • esthella:

    os calsadores disso tudo somos nóos mesmo por isso que lema da Campanha Da Fraternidade desse ano é : a criação geme em dores de parto e o tema é Fraternidade e a vida no planeta …
    Deus fez tudo isso pra gente e nós agredecemos fazendo isso com nosso planeta?!
    isso é injustiça com nosso Deus e nosso planeta .
    os maias andam com uma historia que 2012 é os fins do tem po mentira, pq Deus disse que quando voltasse ñ ia avisar a niguem e nessa época ia acontecer fome cede , e fenômenos sobrenaturais então os maias ñ tem nada que dizer que o mundo vai se acabar em 2012 pq niguém sabe de nada exemplo:Ná Blíblia diz :Deus vai viim como um ladrão ñ vai avisar a niguem ele pode acabar o mundo hoje amanhã ou em qualquer dia parem com essa bobagem que o mundo vai acabar em 2012 pq niquem sabe ficou claro isso temmos que ajudar o nosso planeta botem isso nas suas cabeças de pedra.
    assinado : Esthella

  • eduardo:

    Das duas uma: ou vc ganha superpoderes, ou pode ganhar uma orelha no lugar da boca… kkkkkkkkk

    Talvez o aquecimento global que a Terra está sofrendo há algum tempo se causado pelos eventos de raios cósmicos… nós humanos não temos culpa, afinal.

  • ItaloXM:

    Antes que alguém comece com aquele negocio de “os maias avisaram que isso ia acontecer e bla bla bla…” gostaria de falar que esses raios sempre incidiram na terra e nunca causaram uma mudança radical instantanea (nem se tirassemos a camada de ozonio isso ocorreria), mas quem pode ter certeza da intensidade desses raios?
    Agora sim começa o bla bla bla: muita gente fala que os maias preveram o fim do mundo, mas pra mim, aquilo está mais pra uma renovação do que está na Terra, como por exemplo uma nova evolução das espécies.
    Outra coisa, os maias nunca disseram que o fim do mundo seria em 2012 e sim que haveria um fenomeno muito importante que transformaria os corpos. Pode muito bem ser que a radiação excessiva modifique alguma parte do DNA.
    Outra coisinha e eu paro de escrever. No calendário maia se encontram os 64 cromossos (32 de um lado e 32 de outro), mas isso está apenas no meio, pode-se muito bem ser uma cadeia de evolução do DNA.
    Não estou de lado algum pois só sei que nada sei, mas de uma coisa tenho certeza, não é o fim do mundo em 2012…se alguém vai destruir o mundo, seremos nós mesmos!

  • dom:

    entao e so acabar com a camada de ozonio e teriamos super poderes, tipo dos x-mem,,,,,, eheheahaha entao vamo acabar com a camada de ozonio rapaziada……

  • edmar de paula da silva:

    Loucura à parte:

    A utopia é uma viagem cheia de curiosidade, procuramos resposta para existência de fatos que está fora de nossa alcance e entendimento. A imaginação e combustível de tudo aquilo que até os dias de hoje, orienta de forma continua a busca incessante de resposta, de quando, e aonde chegaremos, quem somos, de onde viemos. Tudo pela “CIENCIA”. Ai está à chave de nossa existência na terra.

    Ocabeni
    01/09/09

Deixe seu comentário!