,

Matemático descobre a fórmula dos sucessos de Hollywood

Por , em 23.02.2010

Um psicólogo da Universidade de Cornell, em Nova York, acha que a causa do sucesso estrondoso de Avatar não é, exatamente, a inovação tecnológica ou um roteiro incrível. O blockbuster, assim como outros (como Titanic, E o Vento Levou e Casablanca) seguiriam uma fórmula matemática.

De acordo com James Cutting, o cientista em questão, esses sucessos seguiriam um modelo matemático para chamar a atenção, batizado de flutuação 1/f. Na sua pesquisa ele estudou os 150 maiores sucessos holliwodianos em faturamento (de 1935 até 2005) e substituiu a duração de cenas por ondas. O resultado era sempre próximo de 1/f – sendo que quanto mais recente era o filme mais próximo era o resultado. A flutuação 1/f corresponderia ao tempo de atenção ótimo do espectador, que fica mais entretido e sai sentindo que teve uma experiência mais positiva.

Cutting acha que essa transição não é algo consciente por parte dos diretores – eles não fazem idéia da fórmula mágica, apenas copiam o andamento de filmes que já fizeram sucesso e então a idéia do 1/f se espalhou sem que as pessoas notassem.

Os três últimos filmes de Star Wars atingiram a flutuação 1/f quase perfeitamente, portanto a fórmula do sucesso dos filmes de Hollywood obviamente prevê apenas faturamento alto e não qualidade. [Popsci]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

11 comentários

  • Talow:

    Poxa…podiam dizer o valor de 1/f
    Mas a verdade é que o que importa mesmo é algo de útil, ultimamente só sai: amor impossível, Extre Terrestre, ficar bêbado ou drogado e filme ULTRA patriota americano…ou seja, nada que preste! Nada impede que filmes bons no sentido intelectual sejam filmes chatos, poxa, nada contra, mas podia sair coisa melhor! E seria uma boa idéia fazerem o filme da Anne Frank porque li a história e achei super legal, é uma boa pedida.

    Muito bom o Site do hypescience

  • Erich S. Calicchio:

    O segredo dos filmes é mexer com a imaginação e sentimentos humanos e fazer cenas impossíveis de se acontecer.

    Um fuzileiro amável, o escolhido, que abandona tudo para ficar com a monstrinha azul que ele conheceu 1 semana.

    Aprofundando no tema:

    1-) o fuzileiro larga a família e amigos para ficar com a escolhida;
    2-) não há conceito algum de família neste filme;
    3-) ele mata em nome do “amor” seus semelhantes;
    4-) ele nunca fez nada na vida e de repente é o escolhido;

    Vendo este filme e comparando com o estrodoso de bilheteria TITANIC, a trama é a mesma. Um perdedor fracassado não faz nada, cai nas teias da adorável e encantadora mulher fatal e vive uma paixão em poucos dias.

    Agora é aguentar mais uma leva de crianças crescendo com este ideal inatíngível. Uma paixão impossível.

    E assim elas seguem procurando e como não encontram, ficam frustados e são pegos pelo consumismo ou alguma seita qualquer, que alegam lhes curar.

    A única cura para eles é olharem para dentro e tirar estes conceitos errados que nos foi inculcado como certos. E não basta os filmes não. Tem as novelas que também são assim.

    Por isso é importante a conscientização dos pais, pois muitos não veem o mal que isto causa as crianças.

    Obrigado,
    Erich

  • julio:

    O segredo é uma idéia original e muito dinheiro…

  • Mulambo:

    ñ entendi paçocas !!!!!

  • Rodrigo:

    Por isso que quanto mais alardeado é o filme de hollywood, menos interessado eu fico.
    Uma coisa fazer cinema de qualidade, outra bem diferente é fazer qualquer coisa que possa ser projetada na tela do cinema pra vender.

  • Bovidino:

    Para a ‘arte’ do cinema, a fórmula do sucesso entendendo-se sucesso como sinônimo de faturamente alto é simples. Uma história irreal recheada de efeitos especiais. Na televisão, apenas as histórias irreais fazem sucesso há mais de 50 anos como é o caso das novelas.

  • tania:

    Um bom roteiro, visual lindo, novidade e também um bom argumento. Se Hiawatta e Pocahontas existem, por que não Avatar?

  • Tatiana:

    lol

    o segredo? um bom roteiro… nada além disso!

  • eduardo:

    Eu é q tô “flutuando”…. kkkkkk…
    Eu já tinha visto essa notícia no mundo gump… lá explica melhor como funciona essa flutuação 1/f…

    Interessante essa metéria… se essa pesquisa for séria, e se funciona mesmo… então os produtores poderiam aproveitar a idéia e criar filmes de melhor qualidade…

  • Elmo Romão:

    matematicamente correto, mas AFINAL qual foi o valor de 1/f?????

  • Luciano Colucci:

    Acredito que a conclusão “portanto a fórmula do sucesso dos filmes de Hollywood obviamente prevê apenas faturamento alto e não qualidade” não procede. Ainda porque “não é algo consciente por parte dos diretores”. Se há como produzir filmes em uma flutuação que corresponda ao tempo de atenção ótimo do espectador vamos então nesse tempo de atenção produzir filmes de qualidade que serão melhor aproveitados. Ou por acaso está estabelecido que filme de qualidade tem que ser chato? Não se pode colocar um bom conteúdo em uma embalagem apropriada ao consumo do nosso cérebro?

Deixe seu comentário!