9 amizades incríveis entre humanos e animais

Por , em 23.03.2016

Animais como corvos, patos e até répteis como cobras e jacarés podem se apegar a seres humanos. Veja 9 belos relacionamentos que não são nada comuns:

9. A menininha que ganha presentes de corvos

amizades entre animais e pessoas 9
A pequena Gabi Mann, de Seattle (EUA), recebe a incomum visita de corvos. Como bons visitantes, eles não chegam de bicos abanando. Eles trazem presentinhos e souvenirs de todos os tipos para sua anfitriã.

A menina de oito anos costuma alimentar os pássaros que vêm ao jardim de sua casa, mas nunca esperou que eles fossem agradecer dessa forma. E eles são tão generosos que ela montou uma coleção com mais de 100 botões, peças de metal, miçangas e outros pequenos objetos de plástico com os presentes que já recebeu.

Essa amizade começou em 2011, quando ela ainda tinha quatro anos e derrubava seus lanchinhos no chão do quintal. Os corvos começaram a marcar ponto no local em busca de migalhas deixadas para trás. Quando ela entrou na primeira série, começou a intencionalmente alimentá-los depois da escola. Quando chegava no ônibus escolar, havia uma fila de corvos esperando pacientemente pelo almoço.

Gabi guarda cuidadosamente todos os presentes em caixas e potes de geleia. “Eles são meus amigos e alguns são como família”, diz a menina.

8. O leão que reconheceu os homens que salvaram sua vida

amizade entre animais e humanos 8
Em 1969, John Rendall e Ace Berg viajavam pela África quando encontraram um filhote de leão de 15kg à venda em uma gaiola apertada. Preocupados com o destino que teria caso continuasse ali, eles o compraram legalmente e o batizaram de Christian.

Os dois criaram a bola de pelos em sua casa em Londres, mas em um ano – como esperado – ele ficou muito grande para morar dentro de casa.

Christian foi transferido para a África, onde foi reabilitado e solto na natureza. Depois de um ano, a dupla resolveu visitá-lo, mesmo sabendo que dificilmente seriam reconhecidos por ele.

John e Ace conseguiram localizar o leão, que estava acompanhado de sua namorada. Veja a incrível reunião desta família diferente:

7. O ambientalista que criou um gorila como seu próprio filho

amizade humanos e animais 7
Em 2014, o ambientalista inglês Damian Aspinall foi filmado se reunindo com um gorila que ele ajudou a criar. Ele faz parte da organização Aspinall Foundation, que se dedica a reproduzir gorilas para depois soltá-los na selva.

Um desses gorilas, Kwibi, nasceu em um zoológico em Londres e quando tinha cinco anos de idade foi solto em uma reserva em Gabão. Mais cinco anos se passaram e Damian voltou ao local para ver como seu filho gorila estava.

O encontro não só foi emocionante como Kwibi ainda chamou sua família para que Damian a conhecesse.

6. O homem e cachorro obesos que emagreceram juntos

amizade entre animais e humanos 6
Há cinco anos, Eric O’Grey pesava 150 kg, com pressão e colesterol altos, além de diabetes tipo 2. Em uma consulta, uma nutricionista fez uma recomendação incomum. Ela sugeriu que ele adotasse um cão.

Ele visitou um abrigo de animais e avisou os funcionários: “Quero um cachorro obeso e de meia idade, para que tenhamos alguma coisa em comum”. Eric voltou para casa com Peety, um cão que o ajudaria a melhorar sua saúde e bem-estar.

Com a ajuda de Peety, Eric perdeu 63kg, enquanto o cão perdeu 11kg. Sua visão de mundo mudou drasticamente, e ele ficou muito mais confiante. “Ele olhou para mim como se eu fosse a pessoa mais incrível do mundo. Eu decidi que queria ser essa pessoa que ele achou que eu era”, relembra.

Com esta motivação, ele participou de sua primeira maratona, no verão de 2015.

5. O pinguim que viaja 8 mil km para ver o homem que o salvou

amizade animal e homem 5
Em 2011, João Pereira de Souza, de 71 anos, encontrou um pinguim-de-magalhães coberto por óleo e à beira da morte em uma praia do estado do Rio de Janeiro. O pescador o apelidou de Dindim, e o levou para casa para limpá-lo e alimentá-lo.

Mesmo recuperado, Dindim passou 11 meses no quintal de sua casa, livre para partir quando quisesse. Quando João começava a achar que seu companheirinho nunca mais iria embora, o pinguim desapareceu e ficou meses sem mostrar a cara.

No ano seguinte, Dindim nadou 8 mil km para retornar ao local, e tem voltado todos os anos desde 2012. “Eu amo o pinguim como se fosse meu próprio filho, e acredito que ele também me ama”, afirma João. “Mais ninguém consegue tocar nele. Ele bica quem tenta. Ele deita em meu colo, me deixa dar banho nele, me deixa dar sardinhas para ele”, diz.

4. A menininha que diz que é mãe de um pato

amizade entre animais e humanos 4
A americana Kylie Brown, de cinco anos, ama levar seu pato Snowflake ao parque. Ele nada no pequeno lago e volta quando é chamado. Ele realmente acredita que Kylie é sua mãe, mas não está sozinho nessa ilusão. Ela também pensa que é sua mãe. “Eu sou a mãe dele”, diz ela. Quando é corrigida por um adulto que diz que ela não é a mãe de verdade, ela discorda: “Sim, sou a mãe”.

Ele foi levado para a casa da família no verão de 2015, e deveria ficar dentro de casa apenas enquanto fosse pequeno. Os dois ficaram tão próximos, porém, que foi impossível fazer com que ele ficasse sozinho no quintal, e os pais da menina acabaram concordando em deixá-lo ficar em casa. Eles até arranjaram uma fraldinha para prender na parte traseira do pato.

No verão eles vão juntos à praia, e no inverno escorregam na neve de trenó. Ele vai aos treinos de futebol da pequena e até em festinhas de pijama na casa das amiguinhas dela. No último Dia das Bruxas ele foi fantasiado de Olaf, de Frozen, de casa em casa para pedir doces com a menina.

Confira este adorável vídeo que mostra a inocência da pequena:

3. O gato terapeuta que ajudou uma criança autista a se desenvolver

anizade animais e humanos 3
Arabella Carter-Johnson levou a gata terapeuta Thula para casa para ajudar no desenvolvimento de sua filha Iris Grace, que é autista. Logo na primeira noite uma conexão já se formou entre as duas, e a menina de seis anos se mostrou muito mais relaxada na presença da gatinha.

Iris faz carinho em suas orelhas e bigodes, e a gata nem parece se importar quando a pequena segura o seu rabo. Thula parece saber o que fazer para ajudar sua amiga humana. Quando Iris fica impaciente no carro, por exemplo, a gata deita em seu colo para que ela se distraia e se acalme.

A forma de autismo de Iris traz problemas como dificuldade para dormir, comportamento obsessivo, falta de interesse em brincar com os pais ou outras crianças e nervosismo ao redor de pessoas desconhecidas.

Logo depois da chegada da gata, Iris já começou a conversar com ela. A menina dizia “senta, gato”, e ela sentava. Ela seguia a gata pela casa, dizendo “mais gato”. “É lindo ver isso. É tranquilizador saber que ela tem uma amiguinha”, diz a mãe.

Veja um pouco da rotina dessa dupla:

2. A mulher que considera um jacaré parte de sua família

amizade animal e humano 2
O jacaré Rambo entende linguagem de sinais e faz suas necessidades apenas no local definido por sua dona, Mary Thor. Ela diz que ele assiste TV e é tão gentil que crianças adoram brincar com ele. Vários bebês tiveram suas fotos tiradas ao lado do réptil.

Ele foi adotado há 11 anos, mas em março deste ano Mary foi informada pelo departamento de vida selvagem da Flórida (EUA) que ela precisa se mudar para um local maior ou doá-lo para um santuário de animais. Ele ficou muito grande para morar dentro de casa, com 1,82 de comprimento.

Mary acredita que se ele for forçado a viver com outros jacarés, vai morrer em pouco tempo, já que é tão dócil e não está acostumado a caçar. “Ele é como se fosse meu filho, é minha família”, diz ela.

1. O menino que é o melhor amigo de uma cobra gigantesca

amizade entre animais e humanos 1
Uorn Sambath, de 7 anos, vive no Camboja com sua melhor amiga, uma cobra de cem quilos e quatro metros de comprimento. Ele faz carinho nela, brinca com ela, e a usa como um confortável sofá.

Tudo começou quando a mãe do menino sonhou que uma cobra viria para proteger a família. Logo depois de ter o menino, a cobra entrou na casa deles, ainda filhote, com poucos centímetros de comprimento. Sete anos depois, ela precisa de 10kg de frango por semana, e a família não pode mais sustentá-la. Ela foi entregue a um centro de resgate, mas Uorn ainda a visita com frequência.

Veja a tranquilidade do menino com sua amiga gigantesca: [Oddee]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!