A maioria dos cães de estimação está acima do peso, segundo nova pesquisa

Por , em 28.07.2010

Segundo um novo estudo, os cachorros de estimação estão cada vez mais gordos. Os fatores de risco que fazem os cães serem mais propensos a ter excesso de peso incluem a falta de exercício, serem alimentados com sobras de comida e lanches e ganharem muitos petiscos e guloseimas.

Os cães também são mais propensos a ter excesso de peso se os seus proprietários são pessoas de idade ou mais pobres, e ainda, se os seus proprietários também são obesos.

Como em seres humanos, esse excesso de peso tem implicações na saúde, pois predispõe ou agrava uma série de condições clínicas, incluindo artrite, e também diminui a longevidade, ou seja, a expectativa de vida.

De 700 cães analisados na pesquisa, 59% foram considerados demasiado gordos, sendo que 20% eram clinicamente obesos e 39% tinham apenas sobrepeso. Apenas um em cada 20 cães estava abaixo do peso.

Para o estudo, os veterinários realizaram avaliações detalhadas da quantidade de gordura em diferentes partes do corpo de cada cão, que foram posteriormente encaixados em uma das sete categorias da pesquisa. Cães da categoria mais alta, “gravemente acima do peso”, tendiam a pesar pelo menos 15% mais do que o ideal para seu tamanho corporal.

Outros resultados mostraram que os animais alimentados com sobras de comida eram mais suscetíveis de serem classificados como obesos, e aqueles que recebiam lanches e guloseimas eram significativamente mais propensos a ter excesso de peso.

Isso pode estar relacionado à renda e à idade dos proprietários. Os proprietários mais velhos foram mais propensos a dar mais lanches e proprietários de renda mais baixa eram mais prováveis a ter cachorros obesos, por serem alimentados com restos de alimentos para humanos.

Os cães classificados como obesos se exercitavam bem menos por semana. O risco de um cão ser obeso caiu 4% para cada hora adicional de exercício que fez por semana.

A obesidade é uma febre. Uma série de estudos ao redor do mundo tem sugerido que não só os seres humanos, mas os cães estão ficando mais gordos. Não só na Grã-Bretanha, mas na França, 39% dos cães estão com sobrepeso, e na Austrália, 41% dos cães foram classificados com sobrepeso ou obesidade. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Rosângela:

    Não é triste saber que você e seu amigo de quatro patas podem evitar problemas de obesidade,apenas caminhando todos os dias e não fazer isto? E só depende do amigo humano tomar a iniciativa de fazê-lo.
    Mais um bom artigo Natasha.

    • Camila Cavalcante:

      Nao é “apenas caminhando todos os dias”, isso talvez seja um fator menos agravante que leva um cachorro a se tornar obeso. A principal causa dessa doença é alimentação não balanceada, como o próprio artigo diz. Se queremos o bem de nossos animais de estimação devemos sempre alimentar eles de forma adequada, como se fossem animais e levando em conta “o que eles comeriam se estivessem na natureza?” e não oferecendo nosso alimento à eles. Cães, gatos, periquitos e demais bichos de estimação não são pessoas para se alimentar como tal.

Deixe seu comentário!