Alemão tinha R$ 3 bilhões em pinturas roubadas pelos nazistas em seu apartamento

Por , em 5.11.2013

Policiais descobriram um imenso estoque de arte roubada de judeus, na Alemanha. São 1,5 mil pinturas avaliadas em cerca de US$ 1,35 bilhões, ou R$ 3 bilhões. As obras foram roubadas pelos nazistas e estavam escondidas na casa de Cornelius Gurlitt, de 80 anos, em Munique.

Cornelius herdou as pinturas – que incluem obras de Pablo Picasso, Henri Matisse, Marc Chagall e muitos outros – de seu pai, um colecionador de arte chamado Hildebrand Gurlitt. Gurlitt conseguiu as obras de nazistas que roubavam colecionadores judeus durante os anos 30 e 40. Hitler podia até odiar esses artistas, mas eles já valiam uma fortuna na época.

Ninguém fazia ideia sobre onde poderiam estar essas obras, que foram encontradas por acaso. Os policiais entraram na casa de Cornelius por outro motivo: ele era suspeito de ter transferido dinheiro irregularmente para a Suíça.

Autoridades alemãs estão sofrendo duras críticas da população e da imprensa locais, já que a ação policial ocorreu em 2011, mas só agora a descoberta das obras foi divulgada. Isso pode dificultar o reconhecimento dos bens pelas famílias judaicas que foram roubadas durante a Segunda Guerra Mundial. [Sploid/Focus]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Regis Olivetti:

    Também roubaram nosso ouro, obras de arte e fósseis. Onde estão? Devolvam o que foi roubado!

Deixe seu comentário!