Aposto que você gosta de comer ovários de plantas

Por , em 10.11.2013

Quando você está mordendo uma maçã, você está mastigando o ovário amadurecido de uma macieira. Mas não se preocupe, ela gostaria que você fizesse isso; esses ovários comestíveis deliciosos envolvem as sementes e são a forma mais segura que as plantas têm de espalhá-las, assegurando sua reprodução.

Angiospermas (plantas com flores) se reproduzem com sementes. O método de distribuição dessas sementes é o fruto – o equivalente floral a um ovário maduro animal.

Frutas são definidas de forma diferente por pessoas diferentes. Em certo sentido botânico, o nome fruto é normalmente restrito a alimentos doces e carnudos como bananas, laranjas e pêssegos. Já em um sentido biológico, cereais, nozes e tomates são ovários maduros e, portanto, frutos.

O fruto envolve e protege a semente enquanto ela cresce. Quando completamente maduro, ajuda na dispersão das sementes, em geral por ser delicioso o suficiente para atrair visitantes. Embora nem todos os frutos sejam comestíveis, muitas plantas se encaixam em um nicho que permite uma relação simbiótica com os animais.

Através da produção de frutas doces, a planta assegura que os ovários sejam consumidos e levados para longe da mãe. Os animais podem defecar as sementes ou jogá-las, ambas maneiras eficazes de espalhá-las. Ironicamente, seres humanos podem produzir frutas sem sementes, acabando com o seu propósito.

Apesar de ser uma opção melhor do que doces e bolos, frutas não são, na verdade, particularmente saudáveis. Elas não têm nenhuma obrigação de ser; são projetadas para serem comidas, então o sabor, não a saúde, é a prioridade da natureza. Muitas plantas consideradas frutas no sentido culinário contêm bastante de um açúcar simples chamado frutose, que, quando ingerido em grandes quantidades, pode aumentar os riscos de doença cardiovascular e diabetes. [KN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Luiz Lima:

    Duas observações:
    Todas as frutas são comestíveis, porém algumas uma única vez!
    E qualquer coisa em excesso faz mal! Até a água.
    Dito isso, fui!!!!

    • Joao Mendes:

      Baseado nessa premissa, tudo é comestível (Pica transtorno), uns várias vezes (ex. isopor) e, outros, uma única.

  • pedro_casula:

    Corrijam-me se eu estiver errado, mas a maçã (parte comestível “suculenta”) é um pseudofruto proveniente do desenvolvimento do receptáculo floral e não do ovário da flor.

    • Carla Mattei:

      Na verdade, o fruto da maçã está na parte de dentro da mesma. Pode reparar.

  • Rodrigo TtConrado:

    É incrível pois compartilho tambem esse pensamento.Boa a materia.

Deixe seu comentário!