Chinesa recolhe 1.500 cães e 200 gatos de rua

Por , em 6.12.2010

Muita gente gosta de animais. Poucas são como Ha Wenjin, que mudou toda a sua vida para tomar conta deles.

A chinesa desistiu de seu emprego e vendeu sua casa, seu carro e suas jóias para cuidar de mais de 1.500 cães e 200 gatos.

A história dessa mulher começou quando ela decidiu cuidar de alguns cães no seu tempo livre. Conforme o número de animais cresceu, ela teve que desistir da sua carreira e passar o dia inteiro cuidando das necessidades dos cães.

Antes que ela percebesse, possuía um abrigo pessoal de animais, com 10 trabalhadores cuidando de cães, e mais 2 cuidando dos gatos. O abrigo foi relatado pela primeira vez em 2006. Ha Wenjin conseguiu mantê-lo aberto até hoje, nas proximidades de Nanjing.

Ela tem um número de voluntários que comparecem pelo menos uma vez por semana para checar os cães. As pessoas doam a maioria dos alimentos. Já em 2006, o custo para manter e cuidar desses animais era de cerca de 63.950 reais por ano. Agora, com mais do dobro do número de animais, dá para imaginar o quão difícil é para Ha Wenjin manter seu abrigo aberto, especialmente sem a ajuda das autoridades locais. Apesar da maioria dos alimentos virem de doações, existem muitas outras coisas que custam muito dinheiro.

Não bastasse tudo isso, recentemente, Ha Wenjin recebeu uma notícia ruim: funcionários do governo chinês querer recuperar a terra na qual o abrigo é construído sobre a ameaça de fechar o lugar. Sendo assim, os 1.500 cães e 200 gatos terão de se mudar para uma casa nova.

Ha Wenjin teve que agir rápido, e encontrar um lugar barato e grande o suficiente para seus “animais de estimação” morarem. Ela conseguiu encontrar um lugar perfeito na aldeia Houyu, longe o suficiente de assentamentos humanos, já que a corajosa mulher admite que 1.500 cães não são silenciosos.

Ela ainda precisa encontrar voluntários suficientes para ajudá-la a mover os cães – ela já conta com a ajuda de quatro ônibus – e a limpar os veículos mais tarde. Apesar de todos os empecilhos pelos quais passa, e de não ter tempo para mais nada em sua vida, Ha Wenjin não tem nenhuma intenção de desistir de sua luta para salvar o maior número possível de cães e gatos de rua. Gesto admirável.

NOTA: As fotos mostram os animais se alimentando. O abrigo tem mais espaço disponível, de forma que os animais podem se estabelecer confortavelmente. [OddityCentral]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

48 comentários

  • Roseni Benony:

    lindo esse trabalho

  • bia:

    irado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • duda:

    bom muito bom ate de mais deven tar muito bem os cachorrinhos tau ves mais tomara que sim

  • Tânia:

    Fátima, procure ai no Rio mesmo associações de proteção animal que podem ajudar a resolver esse “problema”.

  • Fatima:

    bOA NOITE
    vC PODERIA ME INDICAR COMO FAZER PRA DAR SUMIÇO COM GATOS QUE APARECERAM EM MINHA CASA, NÃO GOSTO DE GATOS E ALEM DO MAIS MEUS FILHOS SÃO ALERGICOS E TENHO PROIBIÇÃO PELO MEDICO DE MANTE-LOS EM CASA.
    eU COMPREI RAÇÃO COLOQUEI NA RUA, MAS NÃO ADIANTOU ELA VOLTA PRA DENTRO E FICA DIRETO AQUI SÓ SAI QUANDO A CHOTO COM AGUA, ELA ESTA COM DOIS FILHOTES QUE FICAM NÃO SEI COMO NO TLHADO MAS PRECISO URGENTEMENTE TIRALOS DAQUI NÃO TENHO CORAGEM DE MALTRATAR MAIS QUERO ELES LONGE DAQUI PODE ME AJUDAR SOU DO RJ

  • Alyssa:

    Nossa que ato lindo e nobre!!!O amor do cachorro pelo seu dono é incondicional,ele nunca traira voce,sempre estara do seu lado e ficara muito feliz cada vez que voce chegar,e nao pensara duas vezes em te defender!
    Eu amo cachorros,nao vivo sem eles e eu tambem gostaria de poder fazer o mesmo pelo maior numero de caes abandonados possiveis!Fico muito feliz de saber que existem pessoas no mundo todo que tambem amam esses amigos especiais,que dao um lar pra eles!Admiro muito a Ha Wenjin,fico muito grata por tamanha bondade.Parabens a todas as Ha Wenjin do mundo inteiro,a todos aqueles que amam os cachorros,que cuidam deles e fazem sua vida feliz e digna!

  • Ester:

    Essa mulher faz a diferença,isso é um exemplo de ser humano.
    Enquanto outros nem de humanos sabem cuidar.
    Eu gostaria muito de poder ter um abrigo para animais,mas infelismente não posso.
    Mas ajudo todo mes uma associação de animais,que abrigam animais que não podem viver sem a ajuda de alguem.Acho absurdo que ainda tem pessoas que não elogiam.Essa mulher é simplismente abençoada.
    Que Deus de força para que ela consiga levar adiante essa dificil tarefa e que encontre pessoas que ao menos vá vez em quando ajudá-la,isso já faz a diferença,ajudar ao menos.
    Quem não pode ajudar que não atrapalhe.

  • jhenifer:

    porque q as pessoas fazem isso pegam pra cuidar depois joga na rua eu ja adotei 3 cachorros de rua e 1 gato e eles vivem bem aqui.

  • liliana:

    adorei!!!! Acho muito bem que ela tenha abrigado todos os caes que estavam a viver na rua! Todos devem ter um lar e serem cuidados de forma carinhosa porque eles merecem.

  • casssimiro:

    Ela é uma mulher de coragem e Deus a recompesara.Esta de parabens.

  • Fátima:

    Aqueles que criticam as pessoas que ajudam os animais, são os que não ajudam as pessoas e muito menos os animais.
    “Podemos julgar o coração de um homem apenas observando como ele trata os animais”.

  • Ronald:

    Mas na china eles comem cacchorros assados. Por que não comeram estes. Sérá que tem que ter a língua azul?
    Seilá!

  • BiiaCX:

    Eu não entendo como pessoas podem pensar que deveríamos ajudar menos aos animais porque temos humanos para socorrer. Nada a ver. Tem tanta gente no mundo, são tantos trabalhadores do bem com condição de ajudar, é PERFEITAMENTE possível ajudar tanto o animal quanto o homem. AMBOS necessitam de ajuda.

    O animal já é totalmente dependente do homem, o animal doméstico pelo menos, ele precisa de ajuda SIM. Não sei como alguém pode discordar disso.

    Aaah, para a maioria das pessoas que fala que o pessoal que ajuda deveria estar cuidado de gente: Enquanto a pessoa está lá dando o melhor dela para salvar vidas, você está sentado em frente á tela do PC reclamando de pessoas que se dão ao trabalho de fazer algo que você tem preguiça de fazer. Ao invés de ficar cobrando ajuda dos outros, vai lá e faz a sua parte. É completamente infantil reclamar e não contribuir.

    PS: “E olha como só tem cachorro bonitão, não vi nenhum vira-latinha no meio.” > Tem tanto cachorro bonitão que é vira-latinha! =D

  • Amara Antara:

    Sílvio você já observou que todas pessoas que falam porque não cuidamos de crianças abandonadas não fazem nada, senão criticar. Sempre que elas vêem com essa “novela” eu pergunto:
    de quantas crianças você cuida? é claro elas só cuidam do próprio umbigo e se acham autorizada a criticar o pouco que os protetores e as pessoas que tem sensibilidade fazem pelos animais.
    Amor e luz
    Amara Antara (Marlene)

  • Magda:

    Valeu, Silvio.

    Sou estudante de veterinária e achei a sua opinião muito educativa.
    Vi o filme “A História de Elza” e cada vez que assisto, leva-me ás lágrimas a cena em que depois da família devolver Elza ao grupo de leões, ela volta no dia seguinte, toda machucada, mordida, ensanguentada e mancando de uma pata. A gente assiste com um nó na garganta.
    O filme foi baseado numa história real e leva a gente a muitas reflexões sobre o tema.

    Silvio, você está absolutamente certo nas suas colocações. Aprovo tudo o que você escreveu.
    Meus parabéns.

  • Silvio:

    O heroísmo da Senhora Ha Wenjin, toca profundamente a sensibilidade das pessoas de bom coração.
    Ela é um exemplo de altruísmo e dedicação, a ser seguido.
    Nota-se pelas fotos, que os cães estão bem nutridos e aparentemente com o pelo saudável.

    Mas quem tem um cão em casa, sabe do trabalho e do custo que requer manter um animal dignamente. Banho, presença, alimentação, vacinação, passeio, etc. Minha vizinha pagou mil reais pelas cirurgia do seu gato.

    No caso da Sra. Wenjin, infelizmente esses animais estão confinados, com pouco espaço individual, o que possibilita estress a proliferação de doenças.
    Sabemos que nas cidades, numa ninhada, sempre as fêmeas são as abandonadas, o que possibilita o crescimento da população canina. Imagine numa concentração de 1500 cães e 200 gatos, qual é a estatística de crescimento.

    Utópica é idéia de reintrodução desses animais ao mundo selvagem, pois estão domesticados.
    A genética dos cães e gatos modificou-se ao longo das idades e esse processo demandou milênios. O gato já era domesticado no antigo Egito. Qualquer tentativa de devolvê-los ao mundo selvagem seria total insensatez. Ademais, cadê as selvas?

    O filme “A estória de Elza” muito reprisado na TV na seção da tarde, mostra claramente o que aconteceu com uma leoa criada no meio urbano e familiar, desde que nasceu. E todo o sofrimento pelo qual passou a leoa já crescida, quando a família resolveu reintegrá-la entre os leões na selva africana. Um filme que vale ser revisto, antes de ficar aqui opinando sem qualquer conhecimento de causa.

    Na minha modesta opinião, todas as Sras. Wenjin do mundo deveriam ter amplo apoio governamental, previsto em lei, sendo financiadas para manter centenas de abrigos e com menor número de animais. Evitaria a concentração, daria menos trabalho aos tratadores e mais felicidade aos animaizinhos.

    E antes que você questiione:
    “__E as crianças?”
    Eu respondo:
    “__As crianças, muito mais ainda!”

    É minha opinião.

    Silvio

    • tita:

      Gostei bastante do seu comentario e concordo plenamente!

  • claudemir da silva:

    que atitude de poucos dessa mulher precisamos de mais gente assim nesse mundo

  • Akemi:

    Muito legal essa atitude, se mais pessoas contribuíssem para causas semelhantes o mundo seria beeeeem melhor.

    E olha como só tem cachorro bonitão, não vi nenhum vira-latinha no meio.

  • said:

    Mesmo com os problemas de deixarem os animais livres, como carrocinha, entre outros, ainda sou a favor de soltar eles.

    Mas, parabéns pela atitude.

  • Maria Emilia:

    até que enfim uma noticia boa da China, Parabéns mulher, pessoas assim mudam o mundo, pessoas assim fazem a diferença, muita luz pra ti mulher, exemplo de ser humano, é assim que se faz, agir é td.

  • vinicius:

    Caro Big Bang.. tbem sou alvo das mãos malignas que negativam as opiniõs alheias que não estão de acordo com a sociedade capitalista no que tange as minorias…

    Não se sinta excluido.. ou vitima de bullyng.. lembre-se de uma coisa.. apenas.. busque conhecimento.

  • big bang:

    E, ja vi q aqui a parcialidade reina!

  • Felipe2:

    Boa Ice Blue, concordo plenamente.

    Mas diz aí Big Bang, quantas pessoas vc ajuda no seu dia a dia?

    Aposto que nenhuma e se puder ainda prejudica pra se dar bem.

    De gentinha como vc o mundo está cheio, é muito fácil falar que uma atitude está errada sem fazer bosta nenhuma.

    Patético.

    E parabéns pra essa mulher pela atitude. Mas realmente faltou planejamento. Espero que continue dando certo.

  • Ice Blue:

    Muito legal o que esta pessoa está fazendo, pelo menos os animais ditos “irracionais” sabem agradecer sendo fiel a pessoa que cuida, ajudar pessoas só faz aumentar a sacanagem no país fazendo as pessoas ficarem preguiçosas e não correr atráz dos objetivos, resumindo é muito mais fácil dar uma de “coitadinho” e ficar esperando ajuda dos outros, se fosse para eu ajudar algum orgão seria para ajudar animais. Cada dia que passa amo mais os cachorros.

  • big bang:

    Sei q as boas e magnânimas almas benevolentes vão tirar meu comentário de novo, mas não posso deixar de dar um pitaquinho… Como “renaturalizar” um animal q na maioria de suas ditas “raças” e fruto de uma enorme mistura, q e resultado de milênios de intervenção humana. A única maneira desses “melhores amigos” serem devolvidos a vida selvagem e morrendo e nascendo de novo como lobos, coiotes, raposas, etc.. não como poodles, bassets, chiuauas. Pq ai eles seriam sim um bom prato para os seus iguais maiores e mais ferozes.

  • vinicius:

    Dá pra fazer uns casacos… sem mais.. próximo.

  • caio:

    Em primeiro lugar admiro a determinação de Ha Wenjin em retirar os cachorros da brutalidade urbana.Porém não defendo que o acolhimento destes animais seja o meio mais eficiente de se retirá-los da hostil urbe.Defendo por outro lado o constante projeto de “renaturalização” ,ou seja,readaptação destes seres á sua posição na teia alimentar.
    O método empregado por Ha Wenjin onde há a manutenção constante dos meios de domesticação é um meio sujeito à falência iminente.Como já citado no texto, o esforço para abrigar os animais é enorme.O abrigo animal não se mostra sustentável no meio urbano ou periférico-urbano uma vez que as condições sanitárias e financeiras necessitam de um alto investimento e naturalmente não são retornados.Como visto, o abrigo se situava em um imóvel irregular que mais tarde foi trocado por outro mais periférico à cidade.A questão do trabalho também é outra causa da insuficiência do acolhedor abrigo.Todos os cuidadores são voluntários e assim ,sem contrato, são livres para abandonar o voluntarismo à hora que quiserem.Assim como os cuidadores são os investimentos e contribuições,e pela mesma causa.Por todas estas causas este meio de acumulação de animais desabrigados é ineficiente,ao contrário da readaptação dos animais ao meio natural.
    A readaptação se diferencia da acumulação doméstica dos animais pela eficiência em retirar os pobres animais da rua.
    Sim, na readaptação também haveria o problema de investimentos financeiramente.Porém a readaptação não requer o acolhimento de tantos animais quanto na acumulação doméstica destes como fez Ha Wenjin.O método da “renaturalização” conta com uma entrada dos animais que serão reabilitados ao meio silvestre e uma saída destes mesmos ao retorná-los aos seus originais ambientes naturais.
    Assim mantém-se um menor número de animais a serem cuidados,requerindo assim, menos dinheiro investido e menos voluntários.O processo que ocorre dentro dos abrigos seria um “desadrestrador” ou seja ensinar e reanimar nos caninos e felinos urbanos instinto tornando-os os reais predadores que eram na natureza.Este processo conta com simulações de caça,podendo ,eficientemente,usar pragas urbanas com ratos e outros roedores como presas.Não haveria a necessidade de rações caras,o processo é gradativo somente requerendo a proteção dos “desadestradores” já que os animais sao cada vez menos dóceis.Haveria também a necessidade de separação dos animais mais dóceis e adestrados dos mais silvestres.
    A “renaturalização”dos animais urbanos mostra-se em tese mais eficiente principalmente pelo constante menor número de animais e menor numero de ração requerida.

    Ha Wenjin é uma verdadeira provedora da boa qualidade de vida animal.Porém a natureza já oferece todos estes confortos sem a necessidade de investimentos em ração ou voluntários.A readaptação dos animais domesticados ao meio selvagem torna o projeto de livra a urbe de animais abandonados e os próprios animais do sofrimento causado à estes ao tentarem se adaptar para um ambiente feito exclusivamente para humanos.

  • Amara Antara:

    Claro que esses animais deviam ser castrados, mas estamos falando da China e não de um país Ocidental, mesmo em países considerados civilizados ainda não se tem o hábito de castrar os animais. Se esses animais fossem castrados Ha Wenjin não precisaria viver com excesso de animais. Não sou a favor de se ter uma quantidade de animais como ela tem, mas pensando nos país em que ela vive realmente tenho que chamá-la de heróina.

  • Amara Antara:

    Em um país em que animais de estimação são usados como alimentação, Ha Wenjin pode ser considerada uma heroína.
    Luciana e Jucabala, felizmente neste mundo conturbado e personalista há pessoas como Ha Wenjin e tantos outros anônimos no Brasil, pessoas como vocês me faz pensar como nós chamados humanos, mas desumanos só pensamos e vemos o nosso próprio umbigo. Bem.. em um mundo onde as pessoas ainda se alimentam de cadáveres nada me admira. Parabéns Ha Wenjin.

  • luciana:

    Imagine o grau de promiscuidade, numa área insuficiente para abrigar tantos animais. Parece gado, frango de granja.

  • Plebeu:

    Ahhh

    Pensei que era para fazer de ementa nalgum restaurante. :S

  • nuska:

    Onde estão as provas que protege os animais ou…..??

  • Jucabala:

    Daqui uns dias vai ter 3000 cães e 400 gatos, e assim por diante enquanto tiver condição para o crescimento da população, ou castra ou mata, é assim que funciona. Daqui a pouco vai ter briga por alimentos entre os humanos e os cães.

  • Emy:

    Eu amo essa mulher!!!! Hehehehe!!

    Esse é meu maior sonho, ter condições um dia de adotar todos os bichinhos de rua!!!

    Só pode ser um anjo, pena que não existam muitas pessoas com o coração assim, e com essas atitudes!!!

    Amei!!!!!

  • Amora:

    Isso é uma atitude muito rara e linda de se ver…
    Os animais domésticos são muito fiéis e só o q querem é agradar ao dono e ainda existem pessoas q tem coragem de maltratar terrivelmente esses animais. Parabéns a essa mulher q dedica sua vida a cuidar desses animais, ela desistiu de tudo pra cuidar deles e isso mostra realmente o tamanho do amor q ela sente.

  • criancinha:

    Seguindo a louvável opinião do Big Bang.

    Eu também prefiro fazer o bem às pessoas humanas, prefiro ensiná-las, alimentá-las, prefito ser um exemplo de vida como um Jesus Cristo ou um Gandi… Mas ficar na preferência, sem colocar em prática é o mesmo que Nada.

    Pior ainda é criticar pequenas atitudes de pessoas que fazem sua parte…que em comparação são pessoas melhores do que aqueles que só ficam “sonhando” com um mundo melhor…

  • Vilma Lucena:

    Existem muitoas animais abandonados e o pior é que poucas pessoas tem o GRANDE e lindo coração dessa mulher. É por esse motivo que aqueles que amam de verdade os animais acabam adotando tantos! Que Deus ilumine esse Anjo!

  • criancinha:

    Seguindo a louvável opinião do Big Bang.

    Eu também prefiro fazer o bem às pessoas humanas, prefiro ensiná-las, alimentál-as, prefito ser um exemplo de vida como um Jesus Cristo ou um Gandi… Mas ficar na preferência é o mesmo que Nada.

    Pior ainda é criticar pequenas atitudes de pessoas que fazem sua parte…

  • Luciano:

    Nós somos “Deus” para esses animais. Se todos nós tivessemos a mesma atitude solidaria dessa mulher, não existiria a quantidade de animais abandonados nas ruas que existe hoje. Chamam-na de louca pela quantidade de animais que resgatou e se dispos a cuidar, afinal, ela está fazendo a parte dela e de todos aqueles que estão aqui sentados criticando.

  • nilvo silveira:

    Com certeza..ela vai ficar rica.
    Já nós aqui apreciamos churasquinhos de gatos.
    Mas lá né..cada povo estranho!!!!!!!!
    Mas confesso queJa vi um vizinho meu comendo uma cachora aqui! Devia ser da chines talvez, sei lá!?!?

  • Gustavo:

    E eu achando que todo mundo ia elogiar a mulher. Bah! Agora entendo por que tem tanto animal abandonado por aí.

    Tiro o chapéu pra essa mulher, quem aqui teria coragem de largar tudo em defesa dos indefesos? Eu não teria, sou muito egoísta pra isso. Parabéns!

  • big bang:

    Sinceramente, eu não entendo essa gente… Mesmo sendo o homem como é, ainda assim prefiro ajudar as pessoas.

  • George:

    A atitude dela foi radical, mas válida.

  • Wong Kong Fu:

    Tá na cara que ela vai abrir um restaurante… só na china pra comerem carne de cachorro…

  • ET BILU:

    BUSQUEM CONHECIMENTO!!!

  • ninja:

    É por isso q a maioria dos vírus mortais q aparencem em animais sempre surgem da China. A China ainda vai levar a humanidade ao fim.

  • Daia:

    Você está de Parabens….
    Apesar das dificuldades e dos imprevistos…um olharazinho e um carinho de um cãozinho ja vale!!!! Eu amo cachorros…..que Deus te de força para continuar esta ação tão linda que vc faz….

Deixe seu comentário!