Cientistas da NASA detectam enorme explosão termonuclear no espaço profundo

Por , em 13.11.2019

O observatório NICER (Neutron star Interior Composition Explorer) da NASA detectou uma explosão termonuclear gigantesca vinda do espaço profundo, na forma de um intenso feixe de raios-X.

Segundo os cientistas da agência espacial norte-americana, a origem da explosão parece ser um pulsar distante, ou o remanescente de uma supernova pequeno demais para se tornar um buraco negro.

Energia para burro

A detonação termonuclear ocorreu em 21 de agosto deste ano. Os astrônomos pensam que foi causada por hélio que afundou para baixo da superfície do pulsar e se fundiu em uma bola de carbono.

A explosão liberou em apenas 20 segundos a mesma quantidade de energia que nosso sol levaria dez dias para desencadear.

“Foi excepcional. Vemos uma mudança de brilho em duas etapas, que acreditamos ser causada pela ejeção de camadas separadas da superfície do pulsar e outros recursos que nos ajudarão a decodificar a física desses eventos poderosos”, explicou o principal autor do estudo, Peter Bult, astrofísico da NASA, em um comunicado.

Um artigo sobre a explosão foi publicado na revista científica The Astrophysical Journal Letters. [ScienceAlert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (20 votos, média: 4,80 de 5)

Deixe seu comentário!