Companhia aérea cobra passagens de acordo com peso dos passageiros

Por , em 3.04.2013

Se você pretende viajar para as paradisíacas Ilhas Samoa, é melhor começar a fazer regime. A companhia aérea Samoa Air definirá o preço da passagem de acordo com o peso dos passageiros.

Normalmente, as empresas aéreas verificam apenas o peso das bagagens, e eventualmente cobram taxas por excesso de peso. Já a empresa Samoa Air irá levar em consideração o peso das bagagens e do passageiro em conjunto para calcular o preço final da passagem. O preço de cada quilograma será fixo, e irá variar de acordo com a distância da viagem: de cerca de US$ 1 a 4,16 por quilo (R$2 a R$8,32) por quilo. Um adulto de peso médio com uma única bagagem pode pagar entre 100 e 400 reais pela passagem.

“Esse é o jeito mais justo de viajar. Não existem custos extras por excesso de bagagem ou qualquer outra coisa. Ou seja, tudo é considerado quilo e será cobrado como quilo”, afirmou o presidente da empresa, Chris Langton.

A companhia afirma que a mudança na forma de cobrança é também uma questão de saúde pública, e poderá ajudar na conscientização e cuidados com a saúde da população de Samoa, que possui um dos maiores níveis de obesidade do mundo.

Algumas empresas aéreas nos Estados Unidos já obrigaram passageiros obesos, que não cabiam em um único assento, a pagar por dois lugares, mas esta é a primeira vez que uma companhia irá utilizar uma taxa de passagem por quilo.

A novidade é boa para famílias com filhos, que irão pagar menos pelas viagens. Mas certamente irá preocupar os viajantes que estão acima do peso.

Você acha correto que uma pessoa obesa pague mais? Acha que essa moda pega por aqui? [Gizmodo/SMH/The Verge]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Camila Satine:

    As gordinhas-felizes-com-seu-corpo e as modelos plus-size não vão gostar nada disso…

  • Tábata Mendes:

    Se for viajar de avião com essa companhia estou ferrada

  • Luisfd:

    Justíssimo. Cada um deve ser responsável e arcar por aquilo que carrega. Perfeito. Tomara que todas as companhias aéreas façam isto.

  • anilmart:

    AGORA VAI SURGIR NA MÍDIA A SEGUINTE CHAMADA PUBLICITÁRIA>>PROGRAME-SE DESDE JÉ PARA SUA VIAGEM DE FERIAS NO ANO QUE VEM, FAÇA UM REGIME E TENHA UM BOM PREÇO NA SUA PASSAGEM !

  • Helder Mafra:

    ME PARECE QUE OS PRINCIPAIS INTERESSADOS NEM TÃO AI..PARA AS MALUQUICES DOS OUTROS TÃO IGUAIS..EM FIM SEMPRE TEM ALGUÉM UM PREÇO A PAGAR..CONTINUEM…

  • Pedro Ornellas:

    Discriminação explícita. Pessoas não podem ser tratadas como batatas!

    • Cleme Hajia:

      Só se você assim estiver se tratando!
      Uma pessoa obesa tem dificuldades até mesmo para respirar e acaba eliminando muito mais CO2 que uma pessoa normal!
      É absolutamente justo: um vôo aéreo tem sérias limitações em relação ao peso!

  • Kelcey Melo:

    Mais que justo, é perfeito. Quem está realmente acima do peso pode ver aí mais um motivo pra emagrecer. Quando a questão é só de saúde neguinho não liga, mas quando mexe no bolso, a coisa fica séria..rsrs

  • Caleb Yamamoto:

    Uma boa isso, agora esperar para uma empresa que faça voos para o Brasil para mim poder ir embora, rs.
    Eu conheço alguns samoenses, ou são gordos ou são jogadores de Rugbi.

  • Hugo:

    As agências aéreas fazem uma média e terminam todos pagamento o mesmo valor. Isso é bom pros gordos (que pagam o valor proporcional a um preço médio, mesmo estando acima da média) e ruim pros magros, que terminam pagando pelos “quilos extras” dos outros passageiros.

    Sou magro e adorei a ideia porque não gosto de pagar passagem pros outros (isso que acontece hoje). Se fosse gordo, não iria gostar da ideia, mas continuaria achando mais justo.

  • Marco337:

    Famoso tema ” faca de dois gumes”: se concordarmos seremos tidos como preconceituosos, se discordarmos há quem diga que deixamos de apoiar uma campanha que poderia incentivar as pessoas emagrecerem ( A bola de neve se formaria e em breve teríamos outra conclusão científica bizarra : ” os magros viajam mais”)

  • Jose Troian:

    PREOCUPANTE SIMPLESMENTE.

  • Tiago Soares:

    Se tiver que se pagar ao peso penso que é justo, pois dependerá de pessoa para pessoa. Se formos pela lógica de que isso é desigual então também é desigual uma criança ou um idoso pagar menos, afinal, somos todos iguais não é?

    E se eles têm uma das taxas de maior obesidade do mundo até acho que se trate de uma medida de certa forma interessante para “obrigar” as pessoas a ter mais cuidado com o seu peso.

  • Affonso Barros Filho:

    Enfim um desconto…

Deixe seu comentário!