Dieta à prova de ataques cardíacos: a nova invenção da medicina

Por , em 24.08.2011

Se você acompanha sites científicos há algum tempo, já deve estar até confuso com tantas dicas sobre como viver para evitar problemas no coração. Também não é novidade que a alimentação desempenha um papel crucial nessa prevenção. Mas será que existiria algo como uma “dieta à prova de ataques cardíacos”?

É exatamente que propõe um cientista americano.

De onde surgiu a dieta à prova de ataques cardíacos?

Nossa história começa com uma americana chamada Sharon Kintz. Em seus últimos anos antes de entrar na terceira idade, Sharon começou a sofrer dores no peito, mal estar, até que saiu o diagnóstico: para evitar a morte, ela precisaria passar por uma cirurgia no coração. Nesse momento delicado, conheceu o médico Caldwell Esselstyn, que propôs uma solução alternativa. Ao invés de cirurgia no coração, ele apenas mudou os hábitos alimentares de Sharon. E a cirurgia não aconteceu: Sharon está apostando a própria vida no sucesso da dieta de Esselstyn, que segundo ele é uma “dieta à prova de ataques cardíacos”. Esselstyn era um cirurgião comum.

Certo dia, por curiosidade, começou a pesquisar a incidência de ataques cardíacos em diferentes populações da Terra, e percebeu que alguns países orientais são praticamente livres desse mal. A resposta está justamente no que eles comem. A partir de dietas de nativos de áreas remotas de Papua Nova Guiné, fazendeiros do interior da China, habitantes da África Central e indígenas do México, o cirurgião de 77 anos montou uma dieta saudável que ele recomenda a qualquer pessoa.

O americano ensina: ataque cardíaco é uma doença estritamente ligada à alimentação. Não interessa o quanto a medicina avance, o quanto aprimorem remédios e procedimentos cirúrgicos no coração, continuará sendo uma epidemia. A dieta que ele propõe para evitar isso, no entanto, não é nada fácil para o mundo ocidental. Basicamente, elimine quatro itens do seu cardápio: carne, ovos, manteiga, e qualquer óleo na cozinha. A carne é um dos pontos mais polêmicos. Esselstyn afirma que a cultura alimentar americana aceita carne e ovos devido ao alto grau de proteínas nesses alimentos. Os médicos do país, segundo ele, comem e recomendam carne e ovos porque isso é um traço cultural do Ocidente no qual eles já nasceram inseridos. O cirurgião é taxativo ao dizer que a carne é dispensável, e faz mais mal do que bem.

Embora alguns médicos concordem com sua dieta, ainda não a receitam logo de cara, por considerar a mudança um choque muito grande, e pouco provável de ser seguido à risca por um paciente. Para deixar registrada sua fórmula contra problemas no coração, Esselstyn escreveu um livro. A obra, basicamente, fala sobre a cura a partir de alimentos. O próximo passo, em parceria com outros médicos, é um documentário.

Os vegetarianos têm, sob essa teoria, uma vantagem: a dieta do americano é basicamente focada em vegetais.[CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

9 comentários

  • nml:

    “o organismo humano não é preparado para comer carne. os dentes dos carnívoros são espaçados e pontudos. os herbívoros tem os dentes juntos e lisos. os carnivoros tem intestino curto. o ser humano tem os intestinos muito longos. a carne e suas toxinas levam de 24h a 36 horas para sair. neste tempo as toxinas, bactérias e vermes da carne agem”. a carne ainda é uma energia de matéria morta. associe ainda se tiver a percepção, todo o sofrimento proveniente do animal, mais hormônios e deliciosos conservantes e colorantes. isto não é um texto final, mas um começo para grandes pesquisas.

  • ALX:

    Não concordo muito com a tese, no passado o povo comia ate animais sem cozinhar e mesmo assim viviam mais do q os de hoje. Acho q a origem dos problemas como diabetes,pressão alta e por ai vai esta mais ligado ao stress do dia a dia, acumulo de serviços pesados,problemas emocionais tais como: ansiedade,ilusão amorosa,depressão por perda de alguem, alem do uso de drogas,”cigarros”,bebidas alcoolicas, anabolizantes e tudo q prejudica o organismo. Bom, acho q é isso ai, se falei alguma bobagem, por favor me desculpem ok? vlw

    • Erick:

      Pelo contrário, as pessoas viviam muito menos no passado. Salvo exceções, pessoas que chegavam a viver mais (como também acontece hoje), a expectativa de vida no século XIX na Europa, por exemplo, era de apenas 40 anos. Hoje em dia vivemos mais do que nunca na história da humanidade.
      Stress, depressão, ansiedade e até cigarros e bebidas, tudo isso as pessoas já tinham antes. Apesar do stress corporativo ser uma novidade, no geral somos muito melhor informados e amparados para a saúde do que no passado…
      A dieta faz sim toda a diferença, e muitos médicos e pesquisadores atualmente concordam. Afinal, você é o que você come.

    • Erick:

      Pelo contrário, as pessoas viviam muito menos no passado. Salvo exceções, pessoas que chegavam a viver mais (como também acontece hoje), a expectativa de vida no século XIX na Europa, por exemplo, era de apenas 40 anos. Hoje em dia vivemos mais do que nunca na história da humanidade.
      Stress, depressão, ansiedade e até cigarros e bebidas, tudo isso as pessoas já tinham antes. Apesar do stress corporativo ser uma novidade, no geral somos muito melhor informados e amparados para a saúde do que no passado…
      A dieta faz sim toda a diferença, e muitos médicos e pesquisadores atualmente concordam. Afinal, você é o que você come.
      Há palestras do Dr Esselstyn no Youtube, são muito interessantes.

  • Carlos Veiga:

    Os primatas também usam pouca carne.
    Será isso um exemplo a seguir?
    Mas no polo norte há quem se alimente de doses cavalares (focais) de gordura…
    Apesar disso vou-me vegetariando.

    • Estela:

      Carlos, é verdade, nos pólos há quem se alimente de gordura de foca. Mas a expectativa de vida deles é de 27 anos. E eu, realmente, não acredito que os pólos sejam o habitat do ser humano

  • Antonio Carlos:

    -As gorduras animais incham o nosso fígado e modificam suas células. -A grande ingestão ou consumo de carnes produz doenças cardio-vasculares. -Os churrascos possuem uma química que produz doenças cancerígenas. -Os hormônios, as vacinas, os antibióticos e as toxinas existentes na carne trazem grande alteração nas células do nosso corpo e na química do nosso sangue, dando desequilíbrio em todo o sistema e diminuindo muito as defesas do organismo. aqui em nosso mundo sabemos que o intestino nosso tem mais que o dobro do intestino do leão por exemplo. Isso diz que a carne que for ingerida demorará muito mais para ser expelida do que no intestino do leão, o que passa a envenenar o sangue e a lançar todo tipo de toxinas em todo o sistema e produzindo várias doenças. -Uma prova de que a natureza não nos adequou a comer carne reside na própria dentição dos humanos, com a ausência dos caninos como possuem o cachorro, o gato, o leão etc.
    Os leitores que gostam do ponto de vista místico ou espiritual e como se posicionam grandes nomes do passado, devem encarar esse assunto da alimentação à base de carne sob esta mesma ótica. Um mestre chinez passou-me o seguinte conhecimento à respeito: Quando o ser humano para de comer qualquer tipo de carne lhe ocorre as seguintes transformações ao nível espiritual:
    -Liberta-se de situações de extremo perigo. -Liberta-se de embaraços em sua vida pessoal e até com a justiça. -Torna-se muito mais saudável tanto no mental como espiritualmente. -Faz cessar toda e qualquer má afinidade. -Cria e desenvolve a boa afinidade. -Ajuda a quitar as dívidas espirituais. -Ajuda a eliminar ou mesmo anular o karma. -Supera e elimina os desejos superficiais do coração. -Desenvolve um coração muito mais sensível e misericordioso. -Ajuda-nos a penetrar e compreender a nossa ESSÊNCIA, ou Consciência Original. -Não nos deixa agir impulsivamente. -Não nos deixa agir com violência. -Libera o ciclo da pessoa em relação aos seus antepassados.
    Vejam o site http://www.limpateucoracao.com

    Um abraço
    tinkan@netsite.com.br

  • JAMESSON MARANHÃO:

    TODO DIA APARECE MAIS UM MALUCO COM UMA DIETA MILAGROSA QUE DEPOIS É COMPROVADO SUA INEFICÁCIA E O MAL QUE ELA FAZ, NADA PODE SER BOM PARA TODOS SE CADA PESSOA É UMA PESSOA DIFERENTE DA OUTRA, AS REAÇÕES SÃO DIFERENTES EM CADA PESSOA, NÃO EXISTE MILAGRES, CADA UM DEVE SABER O QUE É MELHOR PARA SÍ. O QUE SE PODE REALMENTE DIZER É QUE COMER MUINTO FAZ MAL A SAÚDE, E QUE TUDO DEMAIS É VENENO.

    • Daniel:

      Antes de proferir bobagens, investigue, leia, pense.

Deixe seu comentário!