Escola na Bahia instala chips no uniforme para rastrear alunos

Por , em 27.03.2012

Mais de 20 mil estudantes das escolas da rede municipal de Vitória da Conquista, na Bahia (a 510 quilômetros da capital Salvador), têm menos chance de matar aulas a partir de agora. Acoplado na camiseta de cada aluno, está um microchip que informa aos pais exatamente o momento em que o estudante entra ou se ausenta do recinto da escola.

Chamado de uniforme inteligente, este novo dispositivo que custou 700 mil reais de investimento aos cofres da prefeitura e será usado por jovens com mais de 14 anos. A motivação da novidade, conforme explica o diretor do colégio, é o fato de que muitos pais deixavam os filhos em frente à escola, mas não verificavam se eles de fato entravam nela.

Com os chips, que ficam instalados sob o distintivo da escola na camiseta, essa dificuldade deve acabar. Os chips ativam um sensor que registra a entrada na escola, como um ponto eletrônico. Se passarem 20 minutos e o sensor não for ativado, os pais são notificados com uma mensagem curta e grossa: “seu filho ainda não chegou à escola”. As camisetas podem ser lavadas normalmente sem danos ao chip. [BBC]

Último vídeo do nosso canal: 4 dias infalíveis da ciência para dar o PRESENTE PER

23 comentários

  • Hilana:

    Medidas drásticas!

  • David:

    1ª coisa que pensei qndo li o titulo da matéria foi em pedir um “brother” pra levar minha camisa pra ter umas aulas por mim…rsrsrs.
    Creio q uma leitura biometrica seria mais eficiente neste caso.
    Penso que leitura de digitais seria ideal, pra num ter que gastar com chip e principalmente…pq num da pra emprestar os dedos…hehehe!

    • Abacaxi is back:

      nossaa.. 700 mil reais desperdiçados.. aôôôo bahia!!!!

  • Fala Sério:

    Coisa de Baiano.

    • Mandel, Amom:

      E podiam colocar catracas com um sistema biométrico ao invés disso…afinal, quem iria emprestar o dedo?

  • Lucas IF:

    Alguém sabe dizer se já existe algo similar, ou se esses chips estão sendo comerializados?

    Gostaria de instala-lo na minha empresa! Por gentileza, se alguém conhecer, favor informar.
    Grato desde já!

    • sergio:

      Prezados Lucas,

      Temos diveros aplicativos igual e melhores que este, usando chip,finger ou biometria.

      Estamos a disposição.

      Sergio.
      11-9405 6869

    • Lucas IF:

      Sergio boa tarde,

      entro em contato por celular, apresentarei proposta junto aos outros diretores na sexta-feira!

      Semana passada estavamos discutindo justamente uma forma de controle de entrada e saída, para monitoramento do nossos funcionários e equipamentos.

      Grato desde já!

  • Andhros:

    Estou pasmo. E só o que posso dizer.

  • Gabriel:

    E a qualidade de ensino já deve ta ótima né, todos alunos com sede de conhecimento, ótimos professores, pra poder gastar 700 mil reais com essa porcaria. Tomara q todo dia alguém leve as camisetas dos amigos dentro da mochila.

  • —:

    legal, agora os cabuladores vão ficar na sala atrapalhando os alunos que querem estudar

    • Lucas IF:

      KKK, concordo!!!
      Depende de cada um a escolha de estudar ou não.

      Chato quem fica pertubando quem quer estudar!

  • Paulo Eduardo:

    Investimentos na educação com o dinheiro público do Brasil:

    – 0% Qualidade de ensino

    – 100% Dinheiro jogado fora

  • Jonatas:

    A iniciativa é inovadora tecnologicamente, mas muito fácil de burlar. Não foi um bom planejamento.

    • Cesar:

      Sim, uma criança chega na aula com 30 chips no bolso… Mas aí é fácil também perceber que tem uma fraude acontecendo, por parte das crianças.

      Acho que o objetivo maior desta tecnologia é acabar com a discussão entre pais e professores, os professores afirmando que a criança não foi para aula, e o pai teimando que o filhinho dele está em aula. Se bem que não deveria ter esta discussão…

    • Ezio José:

      Aí está uma grande verdade, Cesar!
      Os pais têm mania de achar defeitos só nos filhos dos outros e os deles são santos mesmo até quando a polícia prende em flagrante num período que deveria estar dentro de uma sala de aula.

  • Deep:

    O problema é que só o chip embutido no uniforme precisa estar na escola, não exatamente o aluno. Eu, que matei inúmeras aulas de todos os modos possíveis fico pensando que esses alunos são bobinhos… Eu colocaria a camisa na mochila de um colega, por exemplo… ou combinaria com ele de ir vestindo a minha blusa por baixo da dele… de todo modo, basta que a o uniforme esteja na escola, não o aluno!

    • Ezio José:

      Dois corpos ocupam o mesmo espaço? Ou a Lei da Física também sofreu evolução?

  • Garrete Reis:

    É, isso adianta muito!! Eh só entregar a camisa praquele colega cdf, e ir pra onde quiser!! Estes 700 mil gastos poderiam ser totalmente economizados por conta de algo chamado EDUCAÇÃO DOMÉSTICA! Pena q os pais de hj querem deixa-la a cargo do estado…

    • Ezio José:

      Provavelmente o rastreador de chips deverá ter algum sistema que identifique a duplicidade desses. Creio! Hoje qualquer sistema inteligente não custa caro.
      Quanto aos pais, é uma verdade. Esqueceram que a obrigação da família é educar e da escola é instruir e moldar.

  • Angel M.:

    Eu pediria pra um colega levar minha camiseta dentro da mala pro colégio se quisesse matar aula!

    • Ezio José:

      Sabem por que os presídios estão abarroados de manés?
      Porque eles pensam que são inteligentes.

    • Mandel, Amom:

      Ezio José, curto e objetivo!

Deixe seu comentário!