Esse homem tinha dores de cabeça horríveis – porque tênias estavam vivendo em seu cérebro

Por , em 3.02.2020

Depois de sofrer com dores de cabeça horrorosas por anos, os médicos de Gerardo Moctezuma finalmente descobriram a origem de sua condição: larvas de tênia vivendo em seu cérebro.

Neurocisticercose

Gerardo tem 40 anos e vive no estado americano do Texas. Ele tinha dores de cabeça tão fortes que chegava a suar e vomitar. Mais tarde, os episódios ficaram ruins a ponto de o deixar tonto e desmaiar. Foi quando ele decidiu procurar ajuda médica.

Foi na hora certa: segundo o Dr. Jordan Amadio, neurocirurgião do Ascension Seton Medical Center em Austin, no Texas, as tênias poderiam ter matado Gerardo caso ele demorasse mais.

Imagens de ressonância magnética revelaram uma pressão potencialmente fatal no cérebro de Gerardo resultante de uma condição chamada neurocisticercose: o resultado de larvas de tênia se alojando no quarto ventrículo de seu cérebro, preenchido com líquido cefalorraquidiano.

O paciente passou por cirurgia cerebral para remover o cisto larval. O Dr. Amadio abriu parte do seu cérebro e retirou o cisto de uma vez. Felizmente, Gerardo se recuperou totalmente, e já está de volta ao trabalho e sem dores de cabeça.

Tênias: o problema

De acordo com o Dr. Amadio, o caso de Gerardo é bastante raro: dados dos Centros de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA indicam que há apenas mil eventos de neurocisticercose no país por ano.

O parasita é mais comum no México, onde Gerardo vivia antes de se mudar para o Texas 14 anos atrás, de forma que ele pode ter convivido com as larvas de tênia por todo esse tempo.

Enquanto tênias costumam infectar mais frequentemente o intestino humano (algumas até vão “embora” sem medicação, se é que você me entende), podem se alojar em outros órgãos, como o cérebro.

A transmissão ocorre quando as pessoas consomem alimentos má cozidos, especialmente carne de porco, um intermediário comum do parasita, ou quando entram em contato com água e solo contaminados. Precauções para evitar a infecção incluem lavar as mãos antes de comer e evitar alimentos que você não sabe se foram cozinhados em condições sanitárias. [CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (22 votos, média: 4,91 de 5)

3 comentários

  • Joaquim De Souza Lima Filho:

    Não é esse.

  • Joaquim De Souza Lima Filho:

    Meu comentário sumiu de novo.

  • Joaquim De Souza Lima Filho:

    Eu sei de um caso que um milionário estava assim com muita dor de cabeça, e os melhores especialistas aconselharam-no a cortar o saco. Como ele não aguentava mais cortou. Tempos depois quando estava comprando cuecas o vendedor experiente lhe trouxe cuecas de tamanhos dois números maiores do que ele usava, ele recusou e disse o número que ele usava. O vendedor então perguntou se ele não sentia muita dor de cabeça.

Deixe seu comentário!