Expectativa de vida feminina em condado britânico chega a 119 anos

Por , em 6.06.2011

Em meio ao ritmo de prosperidade e tranquilidade nos bairros rurais do condado de Suffolk, no extremo oeste da Grã Bretanha, uma menina nascida hoje pode esperar atingir a idade de 119 anos. E a expectativa de vida continua aumentando.

Moreton Hall, nos arredores da cidade de Bury St Edmunds, Suffolk, é o distrito com maior expectativa de vida em todo o Reino Unido. Algumas estimativas sugerem que as meninas locais poderiam alcançar os 128 anos de vida.

Porém, a apenas 350 quilômetros de distância, na área Middlehaven, em Middlesbrough, as perspectivas são muito menos otimistas. Ali, a esperança de vida média masculina cai para valores baixíssimos: 62, quase a metade das meninas em Moreton Hall.

No Brasil, a expectativa de vida média levando em consideração os dois sexos é de 73,1 anos segundo dados do IBGE do fim do ano passado. Enquanto as mulheres do Distrito Federal vivem em média 79,6 anos, a esperança de vida entre os homens alagoanos é de apenas 63,7.

Os números do Escritório Nacional Britânico de Estatísticas (ENBE) evidenciam a enorme disparidade na expectativa de vida entre as zonas habitadas por diferentes grupos sociais, ilustrando as dificuldades que os serviços de saúde enfrentam ao lidar com o envelhecimento da população.

Ministros acreditam que o público não foi capaz de captar o ritmo em que a expectativa de vida está aumentando. Cerca de 11 milhões de britânicos vivos hoje devem alcançar os 100 anos.

Mas os 6.800 moradores de Moreton Hall, especialmente mulheres e meninas, convivem bem com perspectivas de vida tão extraordinariamente longas. Quem nasce hoje no distrito possui uma esperança média de vida de impressionantes 93,4 anos, mas para as mulheres o número sobe para ainda mais surpreendentes 119,2.

Quem vive na área concorda com os números. “A qualidade de vida é muito melhor aqui”, garante Terry Buckle, vereador da ala conservadora de Moreton Hall. “Eu costumava conduzir ônibus em Londres. Estava sempre preocupado, mas não há necessidade de se preocupar aqui. Vejo um cervo passar, tenho um ninho de gavião a 50 metros de distância da minha casa”, conta.

A taxa de desemprego é baixíssima e a criminalidade praticamente inexistente. Moreton Hall abriga cerca de 5 mil casas, que datam do final dos anos 1970 e foram construídas para famílias.

“Nós temos tudo de que você possa precisar: clube de jovens, cabeleireiros, cafés, médicos cirurgiões e até mesmo um médico especialista em pés”, elenca Buckle. “Eu tenho 71 anos, mas sinto como se tivesse 40. Ainda sinto que posso fazer coisas que eu costumava ser capaz de fazer, além de jogar futebol. Jamais me mudaria daqui”.

Em Middlesbrough, o quadro é bem menos positivo. Na área portuária de Middlehaven, a expectativa de vida média é de 71,7 anos para as meninas e 64,7 para os rapazes. Os números sugerem que a expectativa de vida masculina pode cair para apenas 61,9.

Steve Webb, o Ministro de Estado para Aposentadoria, pede uma mudança na forma como a sociedade pensa sobre o envelhecimento e a aposentadoria. “Nós precisamos repensar sobre o que a terceira idade realmente significa”, diz. “Não é mais o momento em que as pessoas esperam o fim da vida, é muitas vezes um tempo para novas escolhas e novas oportunidades”.[Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Miguel:

    Eu até me mudava para aí, mas NO MEU CASO, esse artigo revelou-se não ter utilidade…
    Cá em Portugal posso esperar viver 75 anos…

Deixe seu comentário!