Explosão poderosa pode ser objeto mais distante visto no universo

Por , em 29.05.2011

Recentemente, uma explosão muito brilhante de luz ganhou o status de possível objeto mais distante já visto no universo.

Os astrônomos não tem certeza do quão longe a chamada explosão de raios gama foi, mas as melhores estimativas são cerca de 13,14 bilhões de anos-luz de distância, tornando-se o objeto potencialmente mais distante já detectado no espaço.

Isso significaria também que a explosão ocorreu quando o universo tinha apenas 520 milhões de anos, menos de 4% da sua idade atual. O universo tem agora cerca de 13,7 bilhões de anos.

O flash ocorreu quando uma estrela morreu em uma explosão de supernova e lançou um poderoso jato de radiação de alta energia de raios gama.

A explosão brilhou por meros 10 segundos, mas soltou tanta luz quanto várias milhares de galáxias (mais de um milhão de milhões de vezes a luminosidade do sol).

Como essa luz levou muito tempo para chegar a Terra, os astrônomos são efetivamente capazes de analisar um pouco desse era passada. Porém, infelizmente, as imensas distâncias envolvidas tornam esse estudo muito desafiador.

A explosão foi observada por satélites da NASA em abril de 2009, e foi nomeada GRB 090429B. Embora a explosão inicial tenha durado apenas cerca de 10 segundos, o evento deixou uma fosforescência mais fraca visível no céu durante dias.

No entanto, por causa de condições de tempo, os pesquisadores não conseguiram fazer uma medida precisa do espectro de comprimentos de onda de luz da explosão. Ainda assim, os pesquisadores foram capazes de aprender o suficiente para estimar que a explosão é a mais distante de qualquer outra de raios gama já vista, e provavelmente mais distante até do que as galáxias mais distantes já vistas.

O objetivo dos astrônomos é entender melhor como as explosões de raios gama, as mais poderosas do universo, ocorrem. A questão fundamental é: qual é o mecanismo exato que produz essa explosão?

Os astrônomos também esperam ter uma imagem melhor da história do universo como um todo. “A galáxia que hospedou a estrela progenitora da explosão GRB 090429B era uma das primeiras galáxias do universo”, disse o pesquisador Derek Fox, um astrônomo da Universidade da Pensilvânia, EUA.

“GRB 090429B ilustra como explosões de raios gama podem ser utilizadas para revelar a localização de estrelas de grande massa no universo primordial, e acompanhar os processos de galáxia precoce e formação de estrelas que levou ao cosmos que vemos hoje”, finaliza.[MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

30 comentários

  • Alberto Campos:

    Está tudo errado na cosmologia. Vemos absurdos ditos pelos cientistas. Não devemos acreditar em tudo o que nos ensinam nas escolas. Veja outras teorias sobre o nascimento do universo (exemplo: “Olhando o universo”). julguem voces mesmos.

    • PhysicistJB:

      Não se precipite amigo… Eu li a tua referência e pude detectar sem muita dificuldade muitas falácias no texto e inconsistências com a realidade. Logo, desmerecer todo um acúmulo de conhecimento regrado, testado a exaustão e confirmado por medições e observações que é o método científico em favor de uma hipótese baseada em apenas uma convicção não é justo. Porém, meus sinceros parabéns por ir atrás do conhecimento sem se prender de forma religiosa como muitos fazem. O único problema que vejo é você ter afirmado que “está tudo errado na cosmologia”, no entanto, é muito válido verificar teorias alternativas para se certificar se a vigente é mesmo a melhor.

  • Denial:

    COmo assim? Não sei se estou com sono e raciocinando erradamente hoje, mas fiquei na dúvida. O texto afirma que a explosão ocorreu a 13,14 bilhões de anos, mas que o universo tem 13,7 bilhões de anos. Isso não significa que a explosão ocorreu a mais tempo do que a teórica origem a do universo?
    Também parabenizo o usuário Roger e também o Juliano pelos seus ótimos comentários.

    • Nysp:

      Cara, eu acho que você não tá bem em matemática. Se ocorrou a 13,14 bilhões de anos, isso significa que foi bem depois dos 13,7 bilhões de anos do suposto surgimento do universo. Assim: 13,7 = 13,70; e 13,70 > 13,14, logo, essa explosão ocorrou 0,56 bilhões de anos após o surgimento do universo.

  • marcello:

    teoricamente falando o sitema solar gira em torno do sol . a via lactea gira em aspiral e assim o unerso esta em movimento em uma grande aspiral. por isso em determinados momentos atras da nossa singualr tecnologia veremos pontos distintos do universo, por que nao estamos estaticos e muito menos o universo nao tem a ver com a velocidade da luz e sim (com uma determinado ponto que estamos no universo ) com avanço da tecnologia coisas complexas hoje sera claro num futuro nao muito distante !!!

  • Renys Kenys de Andrade:

    Eu tenho a resposta que todos querem ouvir:
    “O universo é grande, grande o suficiente para caber dentro de um átomo. Cada atomo do universo tem um universo dentro dele.”

  • LUCIANO MANZETTI:

    cara nao adianta especular com teorias furadas a verdade e que nao temos tecnologia pra poder explicar os misterios d0o universo tao infinito pq ninguem sabe onde começa e onde termina isso e se terminaem algum lugar!existe uma força misteriosa por traz de tudo que vai alkem da nossa va compreensao!!

    • Kalel:

      cara, o universo não tem começo e nem tem fim

  • ELY:

    Se o nosso universo tem 13.7 bilhões ano luz; o que será que tem a 50 bilhões de ano luz? imagino eu, que iremos chocar com outro universo que vem ao nosso encontro.

  • luiz alberto guedes pinheiro:

    era uma vez micro organismos delirantes que se chamavam humanos
    que desconheciam a propria origem .Craram um deus para atnder
    seus pedidos e perdoar los dos seus pecados e criaram o diabo
    para çulpar lo do seu instinto maligno.
    viviam em um lindo planeta chamado terra destruido lentamente
    pela voracidade materialista dos mesmos baseado em um simbolo
    chamado dinheiro dinheiro dinheiro.Adoravam imagens que
    chamavam santos os recursos naturais que os mantinham vivos
    foram vendidos ou poluidos…………..
    GL5 PLANET 2050

  • Rodrigo:

    O universo se expandiu muito mais rapido que a velocidade da luz, e isso não viola a teoria da relatividade de Einstein de jeito nenhum. Nada no espaço pode se mover mais rápido que a luz, mas o próprio espaço se expandindo pode.

  • morpheu:

    Eu acredito é q vcs não sabem é de poh@ alguma,nem sabemos a origem de nos mesmos pow..

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Leiam o blog: “olhando o universo” e terão uma explicaão para tudo isto.

  • Roger:

    Só uma coisa me intriga nisso…

    Se essa explosão ocorreu a 13,14 bilhões de anos atrás, isso significa que ocorreu quando o niverso era jovem,(ta bem, já tem isso no texto, mas não é ai que quero chegar), ou seja ocorreu numa época em que não só o universo era jovem como também muito menor do que o atual, os atomos que compõem nosso planeta hoje deviam estar próximos dessa região nesse tempo, conforme o universo foi se expandindo chegamos a região atual, mas isso significa que a explosão poderia ter sido avistada bem de perto se nosso planeta já existisse, mas não deveriamos conseguir ver a explosão hoje. Seriam ecos do passado ou o que? Não entra na minha cabeça isso de que veriamos daqui essa explosão daquela época, sendo que a velocidade da luz é muito maior do que a da expansão do universo, a única explicação seria se nesses 13 bilhões de anos, o universo tivesse expandido mais rápido do que a velocidade da luz(impossivel) e em algum momento passou a expandir mais lento do que a luz, permitindo que a luz dessa explosão nos alcançasse agora. Mas essa explicação não faz sentido pelos dados que temos atualmente.

    • lucas:

      como vc sabe que o universo não pode ter se expandido na velocidade da luz??????

      bam iam bambam bam iam bambam baaaam iam bambam baaaaam iam bam bam

    • Gerson:

      Boa, vou passar essa pra um físico amigo meu responder..

    • Daniel Freire:

      E se as constantes cosmológicas se alteram junto com o universo?
      A luz de poderia se tornar mais veloz conforme o cosmo se torna-se maior… afinal quando o universo era um ponto infinito a velocidade da luz deveria ser zero.

      Estas constantes podem ser variáveis influenciadas pela Taxa de expansão universal… e Citando você mesmo
      “Mas essa explicação não faz sentido pelos dados que temos atualmente.”

      Ilógico, mas faz pensar.

    • Elis:

      Se é impossível ou não é difícil dizer, mas os defensores da teoria do Big Bang acreditam que a expansão do universo era sim mais rápida que a velocidade da luz.

    • Juliano:

      Sim, a teoria do Big Bang diz que em um bilhonésimo de segundo após a explosão o Universo se expandiu brutalmente, muito mais rápido que a velocidade da luz… difícil imaginar tanta matéria viajando tão rápido assim! O que firma essa teoria é os cálculos atuais do diâmetro do Universo, que chegam a aprox. 90 bilhões de anos-luz, mesmo que se possa ver até 13,5 bilhões de anos-luz de distância.

  • Frank Oddermayer:

    Ciência e religião caminham paralelos. Mas se os cientistas se conformarem de que o Universo é eterno e infinito, aí sim eles estarão no caminho certo para as suas pesquisas científicas dos Cosmos. Deus está acima de todas as explicações.Difícil mesmo é convencer os cientistas disto.

    • Elis:

      Não acredito que ciência e religião andem em paralelos. A crença em Deus deveria impedir alguém de pesquisar ou ter curiosidade? Quanto mais eu estudo mais eu acredito que há algo maior por trás das coisas.

    • Gerson:

      Nada é eterno e infinito neste universo amigo, tb acredito em Deus e por isso mesmo não fecho os olhos para os mistérios que ele deixou ai para o homem desvendar.

  • Marte:

    “as melhores estimativas são cerca de 13,14 bilhões de anos-luz de distância”

    Caraca! O Universo era um bebê! Que explosão!

  • Juliano:

    Supernova 520 milhões de anos após o Big-bang… Como uma estrela com massa 10 vezes maior que a do Sol poderia se formar e explodir em supernova em apenas 520 milhões de anos??? Creio eu que, se existiu mesmo o Big-bang, nós estamos longe de saber a quanto tempo foi, e com isso, a idade do universo e seu tamanho!

    • Elis:

      Acredita-se que no inicio era muito mais comum a formação de estrelas supermassivas, que têm tempo de vida mais curto. Portanto faz sentido a explosão de uma supernova há tanto tempo. Mas eu confesso que a teoria do Big Bang não me convence muito, ela só é tão aceita porque ninguém sugeriu nada melhor ainda.

    • Juliano:

      Eu sei que uma estrlea supermassiva tem um tempo de vida muito mais curto que o do Sol, mas 520 milhões de anos é muito pouco!!!

    • Gerson:

      O tamanho de uma estrela e inversamente proporcional ao tempo que ela dura.

  • Paulo Roberto Lagos:

    Realmente é fascinante e a riqueza de detalhes da matéria. Isso é a verdadeira função da mídia assumida com responsabilidade, orientação técnica e compromisso com o público. Essa informação usei em uma sessão de Planetário para alunos de terceiro ano onde situei o uso de tecnologia, informação e mídia para detalhes que não vislumbramos dado a correria do dia a dia. Parabéns pelo compromisso e seriedade das matérias.

  • André:

    Eu acredito que nosso universo esteja dentro de outro inimaginavelmente maior, e assim infinitamente.

    • Gileno Amaral:

      Estilo a “galáxia no pescoço de Órion”, como em MIB – Men in Black?? 🙂

Deixe seu comentário!