Físicos muito perto de revelar o grande mistério da antimatéria

Por , em 5.07.2011

A Física sugere que quantidades iguais de matéria e antimatéria deveriam ter sido criadas durante o Big Bang. Porém, ninguém conseguia explicar por que o universo existe em sua forma atual, feito predominantemente de matéria.

Cada uma das partículas fundamentais conhecidas tem um primo, uma antimatéria, com propriedades idênticas, mas carga elétrica oposta. Quando uma partícula encontra sua antipartícula, se “aniquilam”, desaparecendo em um flash de luz de alta energia.

A questão permanece: por que isso não ocorreu no início do universo, com as quantidades iguais de matéria e antimatéria, resultando em um universo desprovido de ambas?

Agora, físicos de partículas americanos estão próximos de explicar esse fato. Em 2010, pesquisadores do acelerador de partículas Tevatron alegaram resultados preliminares mostrando um pequeno excesso de matéria sobre antimatéria conforme partículas se deterioravam.

Recentemente, a equipe apresentou um documento mostrando que seus resultados são firmes.

As descobertas do Tevatron vêm de uma chuva de partículas produzidas quando os prótons se fragmentam em seus correspondentes de antimatéria, antiprótons.

As colisões próton-antipróton, por sua vez, criam um número de partículas diferentes, e a equipe notou pela primeira vez uma discrepância no decaimento de partículas chamadas mésons B.

Isso se deteriorou em pares de partículas chamadas múons, com suas versões antimatéria, antimúons. Mas, como relatou a equipe, havia um excesso notável de 1% de partículas de matéria.

No entanto, eventos sem explicação na sopa de interações criada em experimentos de física de partículas significam que essas medidas são associadas com um nível de incerteza – refletem a probabilidade de que o efeito visto seja uma ocorrência estatística aleatória, e não uma descoberta.

Os pesquisadores agora têm 50% mais dados para trabalhar. Eles estão tentando estabelecer que o resultado de fato veio da partícula decaída proposta, e não é uma aleatoriedade.

Agora, eles reduziram a incerteza da experiência a um nível de 3,9 sigma, o equivalente a uma probabilidade de 0,005% que o efeito seja um acaso. A física de partículas exige que, para ser chamada de descoberta, o nível de certeza seja de 5 sigma, ou cerca de 0,00003% de chance de que o efeito não seja real. Só assim os cientistas poderão afirmar que resolveram um dos grandes mistérios da Física hoje.[BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

58 comentários

  • pmahrs:

    Se é vontade de alguns não há problemas de trocar algumas ideias diversas que o assunto suscita devido a muitas coisas na ciência avançada serem tão fantásticas, incompreensíveis ou estranhas que para muitos não deixa de ser uma questão de “crer” tanto quanto em religiões já que muito ainda não foi provado em observação ou equações. Não há como deixar de usar os mecanismos em nossos cérebros selecionados ou adaptados para a fé, sem isto a ciência morre pois muito vem de intuição. Mas não é muito fácil, talvez por preconceitos, misturar religião com ciência a não ser em matérias que se estuda cientificamente as religiões ou religiosamente as ciências. A vantagem das ciências é que cientistas e matemáticos do mundo entram muito mais em consenso do religiosos. Mas não precisa besteiras de citar alienação, pois mestres, monges e discípulos realmente acreditam em forças que as ciências ainda não conhece, mensurou ou especulou transmitem crendo sem intenção de alienar como fazem alguns intelectuais ao povo, além de que algumas religiões, existem bem antes das ciências.

    É muito difícil argumentos inteligente para a fé, pois ela percorre redes neurais diferentes da lógica matemática, e materialistas querem provas concretas palpáveis e debulháveis em equações matemáticas. Só que aparelhos e métodos matemáticos por enquanto só podem mensurar o mundo material nesta dimensão e muito ainda é mera especulação tanto quando as dá fé.

  • Frie:

    OK, acho que devo ser a única pessoa de 15 anos (ou qualquer coisa do tipo) aqui, então me digam: se eu posso simplesmente ter maturidade suficiente para aceitar a opinião de diferentes partes, por que não vocês?
    Será que ciência e religião são tão diferentes assim?
    (WTF?) Se elas se basearem simplesmente em anular uma a outra? Não estão ambas sujeitas a cometer erros? Ambas tem falhas. Assim como é pouco provável que tenhamos uma aparição divina que nos esclareça tudo (até por ser uma fila bem extença com direito a Buda, Alá, Deus- própriamente dito- sem falar em tantos outros), a ciência também é um campo que vive a se contradizer – a física das partículas, por exemplo, já não tomou o átomo; protons, neutrons e elétrons; quarks (além de tantos outros) como partículos elementares?
    A verdade é que ambas estão em constante estado de ascensão, e devemos aproveitar que estamos em pleno século XXI, onde cada um (ao menos hipotéticamente) tem direito de acreditar no que bem entender. Ao invés do que tem sido feito a tanto tempo, e desperdiçar nossa vida com discussões que levam a nada.

    • Ian:

      Frie, a ciência e a religião, não procuram anular uma a outra.

      Na verdade, ambas são tentativas de explicar o universo, uma baseada em experimentações e a outra em crença.

      Alguns seguidores de ambos os lados, sim, tentam anular o que entendem oposto ao que aceitam.

      Somos livres sim, mas isso faz alguns pensarem que podemos ser mais livres que os outros, e é aí que entram as discussões e ofensas vindas de ambos os lados.

      Abraços!

    • leandro:

      é mas temos que levar em consideração que a religião produziu e produz muito sofrimento, praticamente freou o desinvolvimento da humanidade, e a ciência troxe um pouco de luz. Não da para comparar.

    • Ana:

      Frie, você não é a única pessoa de 15 anos aqui.

      E sim, tanto a religião quanto a ciência estão sujeitas a cometerem erros, a diferença é que a ciência está sempre atrás de respostas, deixa bem claro que ainda existem muitos mistérios e usa a racionalidade para resolvê-los.

      Já a religião (não querendo julgar religião alguma) IMPÕE respostas (na maioria das vezes absurdas) à tudo, somente baseadas na “fé”, e os seguidores dela devem simplesmente engolir o que lhes é dito, sem espaço para questionamentos.

    • Frie:

      Considerando que não estamos mais na idade média, entre outros fatores que lembram a religião repressiva ( não que queira defende-la, apenas a considero um fator importante dentro da sociedade e na formação do caráter).
      Agora que tocaram no assunto, lembrei de um fato que me diverte um pouco: ninguém me apresentou provas concretas de que a ciência esta próxima do correto, ou que faz qualquer sentido além da pura fé na resposta resultante dos séculos de estudo, registrado em livros, assim como a bíblia. Um tanto quanto irônico, não? Mas faz parte…

    • globalweb:

      A realidade é que a ciência vive o presente e mostra seus efeitos e fatos independente das creenças e dos indivíduos … E a religião e Deus mostra somente o que foi feito em sua história e os efeitos disso com relação as pessoas cada uma tem suas particularidades. E pelo que todos podemos ver Deus não tem feito muitas mudanças na vida das pessoas, todos falam de Deus mas ninguém sabem para que serve ou não fazem a diferença na vida das outras pessoas … Já a ciência muda o nosso destino o tempo todo e os efeitos são visíveis e a religião é pior que futebol, cada um tem o seu e destroi a vida de quem for, por causa dela sem saber do por que … Quem muda a vida das pessoas utilizando a ciência são profissionais de alto escalão … Já na religião qualquer charlatão usa a palavra de Deus para ganhar uns trocados e arrebentam a vida das pobres almas …

    • pmahrs:

      No geral entre religião e ciência, já que vivemos num mundo material, assim definido pela maioria, e temos que conviver em sociedade com diferenças, tento ao máximo possível, me basear em lógica matemática e estatísticas, embora tendo religião não desprezo intuição espiritual ou do cérebro como alguns preferem; nem de alguém de 15 anos. Afinal aparelhos e equações só podem mensurar o mundo “material” desta dimensão e computadores estão longe de repetir todas as funções conhecidas até agora do cérebro humano. Se por à prova o acelerador de partículas vai dizer que o amor não existe já que não pode chocar, quebrar e medir seus quarks. Nunca vi Deus, mas também nunca vi quarks, bóson de higgs ou buraco negro, porém fui treinado desde pequeno a acreditar em cientistas e tudo em livros didáticos mesmo sem entender todas as provas; tecnicamente não difere muito de “crer” em monges que também estudam e meditam por décadas inclusive sobre ciências.

  • Michel:

    Santissima trindade cristã: Pai , Filho e Espirito Santo
    Santissima trindade hebraica: Kether , Chokmah e Binah
    Santissima trindade egipsia: Horus , Osiris e Isis
    Santissima trindade hindu: Brahma , Vishnu e Shiva
    Santissima trindade científica: Positivo , Negativo e Neutro
    Atomo= Proton , Eletron e Neutron
    Para que haja criação é necessario sempre 3 (três) forças…Uma masculina, uma feminina e outra que as concilie…
    Religião e Ciência já foram unidas , e precisam se unir novamente, sem dogmas , crenças e fanatismo entre ambas!!!
    É possível conhecer o Universo, sem precisar do auxilio de maquinas complexas, pois ja possuimos a mais complexa de todas ” o corpo humano”. Se querem comprovar de forma direta, todos estes fenomenos que existem no universo, devemos antes conhecer a NÓS MESMOS!!!
    Conheça a GNOSIS.

  • Bovidino:

    No título da matéria, onde se lê: ‘Físicos ‘muito perto’ de revelar o grande mistério da antimatéria’, leia-se: ‘Físicos ‘muito longe’ de revelar o grande mistério da antimatéria.

  • Campos:

    Se fala de matéria e antimatéria, baseado na teoria do big bang. E se não aconteceu o big bang? Se não aconteceu, Não se formou a antimatéria. A antimatéria que existe no universo, é o resultado do choque entre matérias que existe no buraco negro, que é logo é convertida em energia, em contato com a matéria exixtente no universo, logo que é enviada pelo buraco negro, para o espaço, pelo horizonte de eventos. A desintegração de um atomo gera matéria e antimatéria que explodem gerando energia E=MC²(Bomba atomica). Como foi possivel desintegrar um atomo primordial, se não existia meios para isto? Sabem que existem vários cientistas que não aprovam esta teoria do big bang. Veja por exemplo o Blog “www.bigbangneverhappeded.org”. Einsten se baseou no big bang para confirmar o nascimento do universo, assim como a teoria das cordas, teoria M, dos multi universo,etc. que não deram em nada. Estamos no caminho errado. Muitos mistérios do universo jamais serão desvendados, baseados nesta teoria. A energia escura, a matéria escura, raios cósmicos, boson de higgs, matéria eantmatéria, etc, estão ai, sem solução. Einstein se baseou na expansão do universo para elaborar suas teorias. E se o universo não se expandir, tudo terá que ser revisto. Leiam artigos que não aprovam o big bang.

    • gargwlas:

      ja foram feitos calculos e até fotos do proprio hubble comprova a expansão do universo

      inclusive essa materia foi postada aqui no hypescience

  • gargwlas:

    o que estou observando nessa matéria, é que o resultado nao vem do LHC e sim de um acelerador menor (Tevatron).

    concluindo, não é só quem tem brinquedos grandes que podem brincar =D

  • Ian:

    “…quantas transformações o homem passou, detalhando o tempo necessário para cada uma das transformações, do início da primeira célula para que chegasse até aos dias de hoje?”

    Bovidino, esse trecho de seu questionamento não pode ser esclarecido, pois, as transformações durante a evolução das espécies são lentas e graduais, o que ocorre é que elas não acontecem de uma geração para outra, mas ao longo de muitas gerações, sendo assim, não se pode contabilizar o número de transformações sofridas para se chegar a uma espécie moderna.

    Grande abraço!

    • Bovidino:

      Ian,
      Eu sei que é uma questão difícil de responder. Todavia, quem entende do assunto, poderia fazer uma simulação séria, baseada em probabilidades.
      O objetivo é demonstrar que o tempo necessário para o homem chegar aos dias de hoje, de acordo com a Teoria da Evolução, é muito maior do que a idade do próprio planeta terra, ou não.

    • castro:

      vcs devem ser os melhores cientistas da terra se juntam
      i criam o buraco minhoca logo, que to doido pra ir a uma planeta muito longe.

    • Ian:

      Desculpe a demora para retornar…

      Mesmo entendendo o que você disse, ainda é um assunto delicado, visto que essas transformações são contínuas.

      Imagine, por exemplo, um recipiente com tinta preta, então diariamente, você põe uma gota de tinta branca dentro do mesmo e tira uma fotografia, a princípio, você não perceberá diferenças, mas com o passar do tempo o tom da tinta irá mudar, e, isso acumulado ao longo de muito tempo, ficará evidente!

      A tinta preta é o ancestral, as gotas brancas as mutações, e as fotografias os fósseis. É + ou – isso.

      Mais uma vez, desculpe-me a demora em respondê-lo.

      Abraços!

  • bRASILEIRO bURRO:

    tem que ser muito idiota mesmo achar que foi plano divino kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • MrM:

      Não foi plano divino, é plano divino, vc vive dentro de algo, magestoso esse algo é muito maior e tem vida própria, portanto ele dirige sua vida sua história seu destino e vc permanece aqui até que ele permita, porque ele pode acabar com voce no momento que ele achar interessante. Então esse é seu senhor your Lord Seu Deus. Quer vc queira ou não.

    • Troller:

      Você não pode provar NADA do que você está dizendo.

      Mas respeito seu direito de dizer bobagens.

  • Bovidino:

    Marcos Souza,
    Para mim, o plano divino, abrange a evolução em todos os aspectos, do material ao espiritual, enquanto que Darwim trata apenas do material vaga e teoricamente, sem ter nenhuma explicação convincente ou comprovada para a origem da vida.
    Outrossim, considerando a teoria absurda de que a origem da vida foi fruto do acaso, eu faço o seguinte questionamento que você como profundo conhecedor da Teoria de Darwin e da área da biologia em geral, deve responder tranquilamente:
    Quanto tempo demorou e por quantas transformações o homem passou, detalhando o tempo necessário para cada uma das transformações, do início da primeira célula para que chegasse até aos dias de hoje?

    • Marcos Souza:

      Bovidino,

      Primeiramente, o surgimento da vida ter sido acaso é absurdo para vcê, mas não para mim. Em um universo virtualmente infinito, não tem nada de aburdo em supor que eventos que possuam pouca probabilidade de ocorrencia, venham a acontecer em algum lugar em algum momento.

      O momento foi cerca de 3,5 bilhões de anos atrás. E o local foi muito provavelmente aqui mesmo na terra.

      Quantidade de transformações pelas quais o homem passou? Isso é impossível sabermos com certeza… Mas olha só… vc AINDA tem dúvidas de que a evoução seja um fato? por essa sua pergunta essa é a interpretação que faço…

    • Bovidino:

      Marcos Souza,
      1) Você se engana achando que não acredito na evolução como um fato. A evolução não só é um fato inegável como é uma necessidade imposta pela lei divina. Eu não preciso da Teoria de Darwin para acreditar na evolução, sabendo entretanto que a mesma é incompleta e imprecisa. Você é que precisa dela para CRER.
      2) Dizer que a origem da vida se deu PROVAVELMENTE aquí na terra e PROVAVELMENTE a 3,5 bilhões de anos e por puro ACASO, é muito fácil porque não há como provar.
      3) Não saber nem qual o tempo necessário para o homem ter atingido a sua atual estrutura e por quantas transformações teve que passar é suficiente para não se dar credibilidade a uma ciência que se julga dona da VERDADE.
      4) Finalmente, a evolução é um fato inegável porque a criação foi feita com esse propósito.
      A Teoria de Darwin criou um sistema de quebra cabeças inútil, para tentar provar o que é óbvio.

    • Marcos Souza:

      Bovidino,

      Interessante como agora a evolução é “óbvia”, mas até pouco tempo atrás ela não só não era óbvia como você não acreditava nela… rss

      Cientistas que acreditam na evolução são tão donos da verdade quanto os teístas que acreditam no criacionismo, mas existe uma sútil diferença entre cientistas e teístas: Os Cientistas possuem EVIDENCIAS EXTREMAMENTE CONCRETAS que apóiam a sua “crença” enquanto os teístas possuem apenas a sua fé cega sem suporte algum de evidencias que a suportem.

      Mas enfim, pelo que posso perceber, atualmente a nossa divergencia se dá apenas quanto ao início da vida e não sobre a forma como ela evoluiu até chegar ao que é hoje (já que vc diz considerar a evolução “óbvia” hoje em dia). E quanto a essa questão, tanto você quanto eu temos apenas crenças logo não chegaremos a lugar algum.

    • Bovidino:

      Caro Marcos,
      Muito embora a evolução seja óbvia, há pontos de vista diferentes de como ela se processa.
      Na própria comunidade científica há divergências, e o tema é tratado exclusivamente do ponto de vista material. Como você diz: ‘Os cientistas possuem EVIDÊNCIAS EXTREMAMENTE CONCRETAS’.
      Todavia, você sabe perfeitamente que o que chamamos de CONCRETO, não é tão CONCRETO assim. A distância entre o núcleo de um átomo ao seu eletron é tão grande, que podemos considerar que a matéria, por mais densa que seja, pode ser considerada na realidade como completamente oca. Você também já sabe que o comportamento da matéria em determinadas experiências é inesperado e depende da presença do observador.
      Você também sabe que hoje, já existe uma plêiade de cientistas de vanguarda, trabalhando com a física quântica, que vem desmentir muitos dos conceitos fechados da atual ciência mecanicista por excelência.
      Outrossim, dizer que ‘os teístas possuem apenas a sua fé cega’ é pura falta de conhecimento.
      Não há um grupo homogêneo de teístas. Há teístas e teístas.
      Há realmente uma grande maioria de teístas fanáticos, com pouca instrução e vítimas de grupos pseudo religiosos, e evidentemente, é a esses que você se refere.
      Entretanto, há outros grupos de teístas mais esclarecidos, que estudam a Magna-ciência e há também os teístas que conhecem e praticam a Gnose, ou seja, os que tem percepção direta dos fenômenos e das leis que regem os Universos.

    • Alexandre:

      Olá Bovidino

      Murray Gell descobriu que as partículas possuem um agente estruturador.

      Corroborando a existência, do que muitos chamam, de princípio espiritual.

      Os cientistas estão no caminho, mas, evidentemente, dão outros nomes, que não muda a essência.

    • Bovidino:

      Meu caro,
      Obrigado pelo comentário.
      Esse e outros cientistas da área da física quântica, estão chegando para mudar o paradigma dessa atual ciência mecanicista, retrógrada e que se julga dona da verdade.

    • Erick Bridge:

      kkkk, mostre seu espírito, ou qualquer outro…
      Não existe prova alguma que nos leve a concluir que exista um plano alem da realidade que conhecemos, é tudo crendice, não há provas…

      Espiritos, alma, deuses são tão comprovados quanto o big bang…

    • Alexandre:

      Foi bom ter lembrado para nós que Darwim não explicou o que propos no enunciado de sua obra “A Origem das Espécies”.

      No máximo, a obra deveria se chamar “Um ensaio sobre a evolução das espécies”

      Porque da origem ele não diz nada

  • Dean:

    Hahaha, tenso, eu penso não sei se de um jeito ignorante, mas, porquê não nosso universo pode estar sozinho nessa, por exemplo, imagina, a laranja é um fruto híbrido, criado na antiguidade a partir do cruzamento do pomelo com a tangerina, e é essa a linha de raciocínio ignorante q vos digo. 😀 outro fato sobre afirmarem q argila de marte não pode ter existido sem água, espera um pouco, tem tanta coisa que os cientistas não sabem q existe, se duvidar eles nao sabem nem o porquê quando peidam molhado, Eles tão é tudo com a febre do rato!!!

    Só imagino a hora q encontrarem a anti matéria então e tudo desaparecer num flash de luz u_u, é meio ridículo, e o que podemos fazer ? Explodir o Colisor de Hádrons ? ¬¬ tenso.

  • Igor:

    ótima matéria!

  • Campos:

    Artur Oliveira. Eu tenho mm blog “olhando o universo”, que fala da gravidade , da matéria escura e da energia escura. Não li seu livro, mas quero saber se conhecide com sua maneira de pensar. Um abraço.

    • Artur Oliveira:

      Terei muito gosto em visitar o seu blog e fazer um comentário sempre construtivo. Todas as ieias e contribuições são muito importantes neste caminho que todos nós percorremos na procura do desconhecido.

      Um abraço.

  • luciana:

    “Intendi “, pode ser um regionalismo, ou um sotaque de uma pessoa normal, mas que não é pedante nem se acha a reencarnação de Rui barbosa. O idioma português escrito é difícil, justamente pela diversidade de sotaques.
    Afinal de contas, “intendi”, não configurou nenhuma improbidade intelectiva, e sim , informalidade. Aqui é um fórum, e não, apresentação de TCC.

    • claudemir bento:

      Oooo Luciana vai estudar então. O Hipe é apenas no meu entender um jornal para informar os ultimos avanços da ciencia. Olha o nome “””Hipy Sciense”””.

  • Artur Oliveira:

    Pois é! Eu ando a avisar para esta descoberta á quase dois anos a esta parte.

    Isto que está agora a ser divulgado como uma novidade pode ser lido por quem quiser no livro que eu publiquei gratuitamente num site que criei com o endereço, http://anewgravity.net.

    Eu compreendo que sendo um completo desconhecido me dêem pouca ou nenhuma credibilidade, mas podiam ter um pouco de mais atenção ao que o cidadão comum vai publicando acerca destas matérias.
    Não são só os Físicos e os credenciados investigadores nestas áreas que têm a genuína arte de pensar sobre estes assuntos. Os “outros” também sabem pensar meus senhores/as!

    Pode ser que seja desta que finalmente decidam perder umas horas e dar uma olhadela às minhas fundadas suspeitas (como se parece estar a comprovar), publicadas no meu livro.

    Um abraço a todos.
    Artur de Oliveira.

  • Sábio da montanha:

    A existência requer desequilíbrio. Forças opostas iguais se aniquilam, resultando em não existência. A matéria deve conter antimatéria e virse-versa, mas em quantidades diferentes para que ela continue a existir.

  • JOABE DE JESUS:

    Será que isso tudo é verdade, não sei mais deferenciar a verdade da mentira neste mundo feitos pelos HOMENS, mais uma coisa tenho certeza… nada é pra sempre.

  • Alex:

    A parte difícil é quebrarmos nossos paradigmas mentais que estabelecem regras de equilíbrio que talvez só existam para os humanos.
    Tendemos a acreditar sempre num equilíbrio exato e talvez o Universo não seja assim.
    Um decaimento diferenciado é relativamente uma forma simples de explicar algo tão complexo.

  • Campos:

    A antimatéria existe na desintegração do átomo, quando a matéria e a antimatéria se combinam para gerar uma explosão de energia, ou seja: E=mc². Um big bang seria um choque entre átomos. E se não aconteceu um big bang? De acordo com o blog, “olhando o universo”, não aconteceu o big bang e portanto não gerou antimatéria. O universo seria formado só de matéria e a antimatéria existente seria de colisões de partículas nos buracos negros das galáxias que reagindo com a matéria do espaço, geraria jatos de energia que seriam enviados pelos horizontes de eventos das galáxias. Esta é uma explicação bem mais lógica da matéria e antimatéria.

  • Hugo Domenech:

    É fácil entender se estiver acompanhando as outras matérias relacionadas ao assunto. Dêem um lida, ou nesse site mesmo ou no Inovação Tecnológica. É interessante.

  • paulo:

    Agora sim as coisas estáo ficando claras. uma colisão de matéria e antimatéria resulta em energia e uma sobra de matéria. Onde eles conseguem antimatéria que ainda é minha dívida. Nosso universo é apenas uma sobra do big bang.

  • eduardo:

    Eu tenho a impressão que esse efeito da matéria se sobressair em relação à anti-materia é aleatório…
    Será que isso não teria a ver com a flutuação quântica?

  • Alter ego: Físico:

    Estes artigos sobre física não são feitos para leigos, por isso é sempre bom pesquisar mais sobre o assunto para entende-lo. Mas de fato a linguagem é um pouco difícil.

  • Pedro:

    Eu intendi .

    • Matheus:

      Acho que você não entendeu…afinal quem fala “intendi” não pode compreender um texto de dificuldade média de física…

    • Theo:

      o que a pronuncia ou escrita de qualquer idioma tem a ver com o nivel mental de entendimento a respeito de uma materia de fisica?

    • tiago:

      Não se ache o dono da verdade Matheus.

  • Romário Huebra:

    Entendi só um pouco, mais parabens para eles.

  • Bovidino:

    Tenho 5 sigma de certeza que a antimatéria do meu cérebro já aniquilou o pouco de matéria que ainda restava e portanto não entendi nada.

    • Marcos Souza:

      Isso explica muita coisa sobre os debates Religiosos que já tivemos Bovidino 😉

    • Bovidino:

      Nunca tivemos debates Religiosos, até porque a verdadeira religião não se discute, vive-se.
      Tivemos debates de opiniões egóicas para demonstrar quem seria mais inteligente ou mais sabido, o que no final das contas é uma grande burrice.

    • Igor:

      É, não se discute, então se acredita sem pensar né….
      A razão precisa destruir esse escudo que a religião criou, com a noção de que não pode ser discutida. Acho que crenças devem sim ser discutidas, a menos que queiram continuar acreditando em lendas.

    • Bovidino:

      Talvez você pudesse me explicar o que é RAZÃO, como ela é formada e outros detalhes que você julgar importantes. Aguardo ansiosamente.

    • Marcos Souza:

      Ah, já tivemos sim… não adianta você dizer que não… rsss

      Enfim, é curioso como alguem que não entende como funciona a evolução (lembra que te expliquei um tempo atrás?) e não consegue entender um texto como o desta matéria pode se considerar dono da verdade a ponto de dizer que a sua opinião/crença não se discute.

    • Bovidino:

      Dá impressão que você não é o mesmo Marcos Souza com quem travei alguns diálogos anteriormente.
      Se fosse o Ateu, até dava pra entender pois ele é ou era totalmente radical e sem qualquer abertura para novos horizontes.
      Eu entendo perfeitamente como funciona a evolução pelo plano divino.
      Você só entende a evolução pelo plano de Darwin o que é apenas uma parcela ínfima da verdade, na qual você fecha questão e acabou.
      Portanto qualquer discussão a esse respeito não tem qualquer chance de esclarecer nenhum de nós dois.

    • Marcos Souza:

      A evolução “pelo plano de Darwin” é autosuficiente e sustentável por si só. Ela nao carece de outras explicações complementares como uma “evolução pelo plano divino”.

      Você só não sabe/acredita nisso porquê não conhece a evolução de Darwin bem o suficiente… e disso eu tenho certeza, pois a pouto tempo atrás vc nao tinha nem sequer um conhecimento BÁSICO sobre a evolução Darwiniana, o que dirá entender ela em sua completitude….

      Enfim.

    • NERDÃO:

      não se ache o dono do dono da verdade tiago… haha

Deixe seu comentário!