Galáxia minúscula e invisível deve ser feita totalmente de matéria escura

Por , em 19.01.2012

Os astrônomos descobriram o que parece ser uma pequena galáxia invisível para os telescópios, completamente composta de matéria escura, que não reflete luz.

Os cientistas acreditam que a matéria escura, que pode ser feita de uma partícula exótica, não reflete luz e representa cerca de 98% de toda a matéria no universo. No entanto, ela nunca foi detectada – será que existe mesmo?

Descobrir objetos escuros como esta galáxia poderia ajudar os pesquisadores a entender melhor o que é a matéria escura e como ela afeta a matéria normal em torno dela.

A galáxia recém-descoberta é incrivelmente distante e extremamente pequena. Ela orbita uma galáxia maior, da mesma forma que um satélite.

Embora os telescópios não possam identificar a galáxia anã, os cientistas detectaram a sua presença através das distorções minúsculas em sua gravidade quando luz passa por ela.

A nova galáxia anã está a cerca de 7 bilhões de anos-luz de distância, ou seja, sua luz leva 7 bilhões de anos para chegar até a Terra. Ela pesa cerca de 190 milhões de vezes a massa do sol – uma soma aparentemente enorme, apesar de galáxias típicas terem massa de dezenas de bilhões de sóis.

“Esta é a galáxia de menor massa que pudemos observar a esta distância”, disse o coautor do estudo, Matthew Auger, da Universidade da Califórnia.

Mesmo mais longe, a cerca de 10 bilhões de anos-luz, há uma outra galáxia cuja luz passa por essa galáxia anã e sua hospedeira em seu caminho para a Terra.

Por estar tão distante e ser tão difícil de se ver, os astrônomos não tem certeza se a galáxia recentemente descoberta realmente é feita quase que exclusivamente de matéria escura, ou se apenas contém estrelas que são muito fracas para serem visíveis a esta distância.

Mas, segundo os pesquisadores, há alguma razão para pensar que galáxias de matéria escura de muito pouca massa existam, independente de qualquer matéria visível.

O pequeno grupo de matéria escura pode ter originalmente contido gás, que formou estrelas que, quando morreram e explodiram em supernovas, podem ter expelido todo o gás restante para o espaço, deixando o aglomerado de matéria escura, sem nenhum material para formar novas estrelas.

No entanto, os modelos teóricos não são claros sobre esta questão, e os astrônomos gostariam de saber mais sobre aglomerados de matéria escura sem estrelas.

Galáxias anãs não são uma raridade no cosmos. Na verdade, a galáxia recém-descoberta tem aproximadamente o mesmo tamanho que nossa própria galáxia satélite da Via Láctea, a anã de Sagitário.

“Pela primeira vez estamos recebendo informações sobre algo que tem uma massa que é comparável a alguns dos mais pequenos satélites da Via Láctea (como os anões Fornax e Sagitário), mas fora do nosso universo local”, disse o coautor da pesquisa, David Lagattuta.

Satélites da Via Láctea também são pouco compreendidos – eles são difíceis de observar, e a teoria prediz que muitos mais deles devem ser descobertos.

Os cientistas esperam que encontrar mais galáxias anãs em torno de galáxias hospedeiras distantes pode ajudar a lançar luz sobre o problema.[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

51 comentários

  • Roberto:

    Tasha, aí tem coisa. Ou ela é invisível ou escura. A matéria escura já foi propalada, mas a invível ainda não. O contrasenso é que ela foi fotografada, logo, ela está visível.

    • Elizeu Moreschi:

      O nome é “matéria escura” porque esse tipo de matéria só interage com a matéria que nós conhecemos (vemos, tocamos etc) através da força gravitacional, ou seja, é invisível.

    • Cesar Grossmann:

      Embora os telescópios não possam identificar a galáxia anã, os cientistas detectaram a sua presença através das distorções minúsculas em sua gravidade quando luz passa por ela.

      A galáxia é invisível, mas os efeitos que ela causa sobre a luz que a atravessa não são invisíveis.

  • Lucas P.:

    Vish, 7 Bilhoes de Anos-luz daqui: vai ver ja nem existe mais e nos estamos babando ovo por causa dela
    Esse assunto de materia escura é que nem politico honesto, nunca vi nem comi, eu só ousso falar ‘-‘

    • Renato:

      Lucas, não existir mais é improvável, o que pode é estar em outro lugar, mas até aonde eu sei, ninguém daqui da Terra está planejando visitá-la, pelo menos nesta década. O que os cientistas estão procurando, observando-a, é confirmar a existência e entender o que é a matéria escura.
      Para fins de estudo, é indiferente o que está acontecendo com ela agora, pois só será observado aqui, daqui a 7 bilhões de anos.
      Agora, “ousso” falar é dose!

  • caio:

    eu fico mt intrigado sobre a matéria escura, mas eu acho um exagero falar q 98% de toda a matéria do universo é matéria escura. Acho q esse tipo de metéria deve pode ser formada por algum outro tipo de quark.

    • Chicxulub:

      Concordo, deve ser mesmo quarké coisa que nós ainda não conhecemos… rsssss

  • Marcelo:

    Senhor editor,
    Não é correto, do ponto de vista jornalístico, um profissional assumir a autoria de um texto quando na verdade o que aconteceu foi uma mera tradução. Veja bem, alguém se deu o trabalho de pesquisar, apurar, redigir e revisar a matéria, não é correto (não é ético com certeza) que outra pessoa assine o texto como se fosse o autor.

    Marcelo
    A fonte está ao final do texto entre colchetes na cor azul. O Hipe tem licença para traduzir e reproduzir textos internacionais, embora crie determinadas postagens nacionais quando são furos de reportagem, como foi o caso do carro elétrico cuja tecnologia estava em exposição em S.J. dos Pinhais, Paraná.

    • Marcelo:

      Obrigado pelo esclarecimento.

  • Sergio:

    Pode ser uma galáxia já bastante antiga composta por anãs negras!!! Onde as estrelas de maior porte se esgotaram e as de menos porte mas de mais longevidade se transformaram em anãs negras. Por isso a galáxia tornou-se minúscula e quase invisível.

    • Cesar Grossmann:

      Mas as “anãs negras” brilham intensamente na faixa do infravermelho, não brilham? Elas só são “negras” na faixa visível. A matéria escura é invisível em qualquer faixa do espectro: infravermelho, luz visível, ultravioleta, raio-x, raio-gama, microonda, rádio, etc.

  • Edilson Lima:

    Absorsaão da luz! ndada mais.

    • Sergio:

      A matéria escura é o que molda as galáxias… Porque raio iria existir uma galáxia de matéria escura? Uma boa analogia é o vento a criar dunas. Mas já imaginaram dunas a criar vento?

    • Renato:

      Sergio,
      por que você não admite poder existir uma galáxia de matéria escura? Você é astrônomo e através de seus estudos concluiu esta impossibilidade?

      A citação abaixo é do cientista inglês J.B.S. Haldane:
      “A minha suspeita é de que o universo seja não apenas mais estranho do que supomos, porém mais estranho do que podemos supor.”

    • Cesar Grossmann:

      Edilson, uma galáxia que absorva a luz visível e não emite luz nenhuma? Impossível. Ela, no mínimo, tem que brilhar na faixa do infravermelho. Ou seja, usando telescópios infravermelhos ela deveria ser visível.

  • Jonatas:

    Vi no Discovery um documentário sobre a busca pelas WIMPs, é minuciosa e nada fácil, mas empolgante. E o pior é que já podem ter pego a passagem duma em duas ocasiões, mas não conseguiram definir com certeza…
    As WIMPs são espertas, mas talvez não estejam tão aglomeradas em pequenos espaços como o que vivemos, acho que só a níveis galácticos seus efeitos serão visíveis, sinal de que estão mais espalhadas ou se aglomeram em regiões específicas. Se sua presença fosse massiva no Sistema Solar como é nas galáxias inteiras, por exemplo, nenhuma das leis de Kepler funcionariam em nossos planetas.

    • JHR:

      Só o Jonatas sabe…
      Jonatas
      Meus conhecimentos cientificos são bastante limitados e recorro a você para me esclarecer sobre algums afirmações da matéria acima:
      1. A galáxia descoberta é invisível aos telescópios é composta por matéria escura que não reflete luz e esta por sua vez é formada por por uma particula que nunca foi detectada(então como a detectaram????).
      2. A galáxia encontra-se a 7 bilhões de anos luz da terra. Os cientistas detectaram oscilações no compo gravitacional quando a luz passa por ela. A luz demora 7 bilhões de anos para chegar lá a apartir da terra…(como conseguiram medir????)

    • Jonatas:

      1 – O corpo da massa de uma pequena galáxia escura e invisível foi detectado pela distorção que sua gravidade causou na luz proveniente da outra galáxia durante a passagem. O efeito chama-se micro-lente-gravitacional, e da uma aparência de lente ao distorcer a luz. É um dos principais métodos de estudo de corpos opacos.

      2 – A perturbação na luz não acontece num instante, ela leva todos os milhões de anos enquanto a galáxia obscura estiver entre a galáxia luminosa e a Terra. Só agora os astrônomos acharam a distorção do espectro, com uma observação mais minuciosa. O evento novo é a descoberta, o achado, mas o efeito já estava e ainda está acontecendo, a partir de nosso ponto de vista.

    • JHR:

      Legal!
      Esta técnica é a mesma para detectar buracos negros? Como diferenciar esta descoberta de uma buraco negro?

    • Jonatas:

      É possível descobrir buracos negros por esse efeito, mas a sua presença influencia tanto o movimento de estrelas e galáxias que fica muito mais fácil acha-los por essas perturbações massivas. A diferença que aponta para ser uma galáxia escura ou um aglomerado de matéria escura é a baixa densidade e gravidade esparsa, sinal de que sua massa é distribuída, e não superconcentrada, como seria em um buraco negro.

    • Cesar Grossmann:

      Buracos negros também podem ser grandes fontes de raio-X, quando há um disco de matéria sendo devorada. A matéria vai aquecendo à medida que vai caindo em direção ao buraco negro, até brilhar na faixa do raio-X.

  • Roberto:

    Se qqer local do cosmos completamente escuro (sem estrelas ou nuvens ou galaxias) for considerado matéria escura, não sei mais o que vem a ser matéria, nem o que vem a ser o vazio. Enfim, a pergunta seria assim: está correto denominar o vazio como sendo ‘matéria escura’? Ou, se não inventarmos nada novo, mesmo que inexplicável e ilógico, seremos demitidos? Então nem é preciso inventar a ciencia obscura…

    • Chicxulub:

      Acho que a suposição se deve ao efeito da gravidade dessa suposta galáxia anã de matéria escura, que causa distorções, ainda que minúsculas, na luz que passa por ela, não estou certo, mas acho que esse efeito se denomina microlente gravitacional. Os cientistas também não afirmaram que é uma galáxia anã feita de matéria escura, apenas detectaram uma massa do tamanho de uma galáxia anã, mas que não emite radiação mensurável, então essa é apenas uma das hipóteses.

    • Chicxulub:

      Só completando: qualquer local no cosmos completamente escuro, mas que causa distorções na luz que passa por ele, é interessante de ser estudado, pois indica que, mesmo que o objeto causador do efeito não possa ser detectado em qualquer frequência do espectro eletromagnético, há algo com massa, e conseqüentemente força gravitacional nesse local…

    • Cesar:

      Roberto, a matéria escura foi proposta para explicar anomalias no movimento das galáxias: a rotação delas não seguia o que se esperava pelas leis de Kepler. Era como se houvesse uma massa a mais, invisível. Antes de propor a existência de uma matéria escura, foram feitas análises para ver se não se tratava de um erro de medição ou coisa parecida. Atualmente a melhor explicação para a anomalia é a matéria escura, e enquanto não aparecer explicação melhor, é ela que será aceita como parte do modelo padrão do Universo.

      Tente se inteirar de como são feitas as teorias científicas para não sair espalhando bobagens. Isto só envergonha o Brasil, a ignorância e o analfabetismo científico dos brasileiros.

    • Jonatas:

      Busquei informação em artigos acadêmicos e vi o quanto é simples a descrição da matéria escura. É justamente isso, a lei de Kepler não explicar a estabilidade do corpo galáctico nem a velocidade orbital constante das estrelas. Um corpo de galáxia é tão vasto em relação a sua massa luminosa que se desmancharia sem a maior parte de sua massa escura, de fato a única teoria forte o bastante pra integrar essa equação é a matéria escura. Só falta achar uma WIMP, tomara que seja nessa década. Ainda não entendi se nosso amigo Neutrino também pode ser um dos componentes da matéria escura. Se for, então já não é meio caminho andado?

    • Gilberto M.:

      Jonatas, parece que os melhores estudos sobre o tema descartam os neutrinos como responsáveis do efeito da matéria escura. Restam os WIMPS, mas ninguém ainda os detectou.

    • Jonatas:

      Alter-egos das partículas existentes, na teoria da Supersimetria.

  • campos:

    Isto pode ser qualquer coisa, menos matéria escura. Pode ser apenas uma estrela que atraiu gases para seu entorno e esses gases aumentam a densidade deste ambiente. A luz das estrelas é desviada por esta alta densidade e dá este aspecto de galáxia. A matéria escura não existe, assim como a energia escura. Veja o blog:”Olhando o Universo”.

  • Roni Pensador:

    Também não acho que seja uma Galáxia, pois as mesmas são aglomerados de estrelas. Acredito que deva ser um buraco negro supermassivo . Ele gira em torno de uma grande Galáxia, pra mim é mais plausível.

    • Chicxulub:

      Se fosse um buraco negro supermassivo, o efeito de distorção sobre a luz que passa por ele seria muito maior, e não descrito como minúsculo. A massa de uma galáxia anã está distribuida por um espaço muitíssimo maior do que a massa de um buraco negro, que está colapsada em um ponto de tamanho muito reduzido com uma densidade absurda.

    • Cesar:

      Buracos negros tem assinatura própria, por exemplo, a matéria que cai nele emite raio-x ou raio gama, dependendo da energia com que chegam ao horizonte de eventos. E parte da matéria acaba não atravessando o horizonte de eventos, mas escapa pelo eixo de rotação do buraco negro, formando um enorme jato de matéria viajando em velocidade relativística.

      Em outras palavras, se fosse um buraco negro, provavelmente já teria sido identificado como tal.

    • Chicxulub:

      Mas se não houver matéria por perto para ser atraída, a detecção de um buraco negro fica bem mais difícil, e limitada ao efeito que sua gravidade exerce sobre a luz de alguma estrela ou galáxia que eventualmente passe por ele e chegue até nós. Nesse caso, a diferença entre o que foi detectado e um buraco negro, acredito que seja a intensidade do efeito de microlente gravitacional na luz do objeto que está atrás.

    • karlloz:

      Se fosse um buraco-negro seria monstruoso, com 190 milhões de vezes a massa do sol. Por exemplo, o da via láctea estima-se que tem quatro milhões de vezes à massa do sol. Então a melhor teoria e da matéria escura!

    • Chicxulub:

      Não necessariamente, já foram detectados buracos negros com aproximadamente 4 vezes a massa do Sol, então não se pode, ao ouvir “buraco negro”, já pensar em milhões de massas solares. Quanto à Via Láctea, acho que você deve ter se referido ao buraco negro situado no seu centro, Sagittarius A, pois teoricamente devem haver milhões ou mesmo bilhões de buracos negros em nossa galáxia, com massa entre 4 e 4.000.000 de Sóis, prevalecendo em quantidade os de massa intermediária.

    • Cesar Grossmann:

      Para causar o efeito em questão, ele não pode ter apenas 4 massas solares, tem que ter 190 milhões de massas solares. Um buraco negro menor não causaria o efeito observado.

  • Sagas:

    É uma pena, dando continuidade ao comentário do Paulo Ricardo, que o futuro não será tão brilhante assim. Kkk engraçado que a frase combina. As galáxias, assim como o “resto” do Universo estão em expansão e em movimento de repulsão umas das outras. Não tenho duvidas que a tecnologia evoluiria, mas é muito pouco provavel que no futuro veremos nossas vizinhas com facilidade.

    • Gaiatu:

      Eu vejo minha vizinha com facilidade, ahuahuiahuahau… E que vizinha!!! NOOOSSAAAAAAA.

  • Lucaskl:

    Imaginem que legal se houvesse vida de antimatéria ou até mesmo seres humanóides.

    • Capitão Caverna:

      Eu qe não qeria encontrá-los.

  • Adriano Santana:

    Fico realmente impressionado com a ciência, vejam vocês conseguiram medir uma galáxia invisível(minúscula), detectar sua cor(escura) e ainda bateram uma foto que é exibida na matéria! kkkkkkkkkkkkk
    Fica a dúvida este telescópio tá à venda?

    • Hernani Teixeira:

      A foto veio só como ilustração. Acho que deveremos estar preparados para tudo, inclusive para não ir acreditando em tudo o que dizem. Enfim, sou um leigo, não quis estudar astronomia, fazer o que?

    • Chicxulub:

      KKKKK… Essa foi boa Adriano! Mas acho que se essa imagem representa alguma coisa que tenha a ver com o assunto, seria a luz de alguma galáxia mais distante que está passando pela suposta galáxia anã de matéria escura, com as devidas “distorções minúsculas”, que qualquer um pode notar…. rsrsrsrsr

  • Paulo Ricardo:

    Fica difícil crer que exista, pois se apenas se supõe que exista. Que sabe nossas próximas gerações tenhas mais tecnologia para vizualizar objetos extremamente distantes.

  • Anderea:

    Do jeito que é falado sobre tal matéria escura parece que ja foi confirmada o que acho que não é verdade…
    a questão e se ela não foi confirmada e não temos certeza de tal porque nos não acompanhamos as outras teorias cietificas do universo,gravidade e tudo que não é descoberto completamente.

    • Chicxulub:

      Você leu a matéria com atenção? “Os astrônomos descobriram O QUE PARECE SER uma pequena galáxia invisível para os telescópios, completamente composta de matéria escura, que não reflete luz.” Não está sendo afirmado, está como uma hipótese, e antes de nossos olhos leigos lerem essa notícia, pode ter certeza foram feitas análises com base em equações e leis da Física que eu e você talvez nunca iremos entender.

    • Anderea:

      …Sei que não esta sendo afirmado mais tantas teorias existentes neste mundo e tantas novidades parece que a da tal matéria escura parece sempre ter atenção especial com tanta atenção parece até que ja foi confirmado.
      Ao contrario vc pode não ter entendido o meu comentario por exemplo eu falei:(do jeito que esta sendo falado parece que ja foi confirmado)não estou afirmando nem nada

    • Chicxulub:

      Anderea, a atenção especial é justamente por que ela ainda não foi confirmada, pois o desconhecido sempre irá aguçar mais a nossa curiosidade e chamar mais a nossa atenção do que o que é conhecido ou parcialmente conhecido. Apesar de todas as descobertas e novidades que você falou, pelo menos que eu saiba, por enquanto ainda não conseguiram algo melhor para explicar esse aparente excesso de massa (excesso em relação ao que pode ser estimado) no universo.

    • Anderea:

      (Pode ter certeza foram feitas análises com base em equações e leis da Física que eu e você talvez nunca iremos entender)… por favor não se limite e não limite nimguem.
      não leve a mal criticas são boas e fazem bem 🙂

    • Chicxulub:

      Não tive a intenção de te limitar nem me limitar, apenas fui realista, a menos que você esteja cursando Física, Astrofísica, Astronomia, etc., o que infelizmente não é o meu caso. Se for o seu caso me desculpe, mas se não for, entenda que falei que são equações e teorias que TALVEZ eu e você não iremos entender, e essa é realmente a maior probabilidade. Em todo o caso procure por equações de Física de partículas na net, você bate o olho e não entende bulhufas!!! rssss… e críticas construtivas são boas sim, abrem espaço para um debate saudável e proveitoso.

  • Jonatas:

    Galáxia de matéria escura ou um aglomerado de matéria escura, acho que da no mesmo. Importante descoberta para esse estudo.

Deixe seu comentário!