Google recebe multa antitruste recorde de € 4,3 bilhões da União Europeia

Por , em 18.07.2018

O Google levou uma multa recorde de € 4,3 bilhões (cerca de R$ 19,2 bilhões, no câmbio atual) pela Direção-Geral de Concorrência da União Europeia, por abusar de seu sistema operacional Android para consolidar a popularidade dos seus aplicativos e serviços.

Essa é a maior multa antitruste já aplicada por essa agência reguladora da Europa contra uma única empresa, e cimenta a reputação da Comissária Europeia para a Concorrência Margrethe Vestager como “polícia do Vale do Silício”.

O Google disse que apelaria da decisão.

Obrigatoriedade do Google Chrome e Search

Falando sobre as práticas ilegais do Google para estabelecer sua posição dominante no mercado de busca na internet, Vestager disse que a companhia “deve pôr um fim a esta conduta dentro de 90 dias ou enfrentar sanções penais”.

A Comissão Europeia descobriu que a empresa usou o Android, o software móvel mais popular do mundo, para reforçar seu domínio nas buscas, forçando os fabricantes de telefones Android a pré-instalar o Google Chrome e o Google Search em seus dispositivos para acessar sua loja de aplicativos, o Google Play.

De acordo com a União Europeia, forçar os fabricantes a pré-instalar aplicativos como o Search significa que o Google pode proteger seu principal negócio – o motor de buscas -, responsável pela maior parte de sua receita, da concorrência.

Vestager disse que o Google também fez pagamentos aos fabricantes de celulares para garantir que eles pré-instalassem seu aplicativo de pesquisa em seus dispositivos.

“Polícia do Vale do Silício”

Esse valor representa pouco mais de duas semanas de receita para a Alphabet Inc., empresa guarda-chuva do Google, e dificilmente afetaria suas reservas de caixa de US$ 102,9 bilhões. Mas poderia aumentar a guerra comercial entre Bruxelas e Washington.

Esta é a terceira grande investigação sobre o Google por Vestager, e durou mais de três anos. A empresa já foi multada no ano passado em € 2,4 bilhões por promover seu próprio serviço de compras na sua página de buscas. O Google também está apelando essa multa. E há uma terceira investigação em andamento sobre se a tecnologia do Google AdSense protege sua posição dominante na publicidade online.

Esta é ainda apenas a mais recente de uma longa linha de penalidades e advertências a empresas do Vale do Silício por Margrethe Vestager, que além do Google, já aplicou multa ao Facebook pela aquisição do aplicativo WhatsApp bem como lançou uma investigação sobre a Apple pela aquisição do aplicativo Shazam. [BusinessInsider, Reuters]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Devid Henrique:

    Essa multa não faz o menor sentido. União Europeia é um câncer que precisa ser eliminado.

Deixe seu comentário!