Selecionamos 25 imagens para celebrar o aniversário do telescópio Hubble

Por , em 24.03.2015

Comemorando 25 anos de idade, o Telescópio Espacial Hubble é famoso por produzir imagens icônicas do cosmos. Porém, não é como se ele simplesmente tirasse seu celular do bolso e fizesse os cliques. A responsabilidade de compor as fotografias é de Zoltan Levay, líder da equipe de imagens do Hubble no Instituto de Ciência do Telescópio Espacial.

Ele foi responsável por nos trazer, desde 1993, visões emblemáticas como os Pilares da Criação.

Abaixo, selecionamos as 25 imagens mais fantásticas registradas pelo Hubble ao longo de sua história – com os nomes dados a cada uma delas pela revista “National Geographic”.

25. Pillars of Creation

SPACE-VIEW-PILLARS-CREATION
As imagens dos “Pilares da Criação” estão entre as mais famosas das milhares criadas pelo Telescópio Espacial Hubble. As formações foram capturadas na Nebulosa da Águia, também conhecida como M16.

24. Echo of Light

melhores imagens hubble 24
Ao longo de vários meses em 2002, o Hubble capturou um espetáculo cósmico – um balão irregular de poeira que parecia se expandir em torno da estrela V838 Monocerotis. Na realidade, uma explosão em expansão da luz da estrela estava iluminando a nuvem de poeira.

23. Star Power

melhores imagens hubble 23
A câmera Wide Field 3 do Hubble olha através da Nebulosa Cabeça de Cavalo em uma imagem infravermelha excepcionalmente detalhada. Um alvo clássico da astronomia, a nebulosa normalmente aparece escura contra um fundo brilhante, mas o Hubble penetra a blindagem de poeira e gás interestelar.

22. Great Orion Nebula

melhores imagens hubble 22
Uma espiada dentro de uma caverna de poeira e gás na grande nebulosa de Orion mostra onde milhares de estrelas estão se formando. A região de berçário de estrelas fica a 1.500 anos-luz de distância, na direção da constelação de Orion, o Caçador.

21. Under the Wing

Young stars in the Small Magellanic Cloud (SMC), one of the closest galaxies to our Milky Way.
A Pequena Nuvem de Magalhães (SMC, do inglês Small Magellanic Cloud), uma das vizinhos mais próximas da Via Láctea, aparece como um redemoinho de technicolor nesta imagem composta. A SMC é tecnicamente uma galáxia anã, mas é tão brilhante que podemos vê-la a olho nu no Hemisfério Sul e nas áreas próximas da linha do Equador. Novas observações da região da “Asa” da SMC feitas pelo Observatório de Raios-X Chandra – um telescópio espacial lançado pela NASA em 1999 – são o nosso primeiro vislumbre de emissões de raios-X de jovens estrelas semelhantes ao nosso sol do lado de fora da Via Láctea.

20. Cat’s Eye Nebula

melhores imagens hubble 20
Em 2004, o Hubble revisitou a bolha de gás psicodélica conhecida como Nebulosa Olho de Gato, revelando pelo menos 11 anéis e nós de gás brilhante concêntricos anteriormente desconhecidos soprados para o espaço pela morte de uma estrela semelhante ao sol. Esta imagem de alta resolução revelou para os astrônomos que os reservatórios de material estelar são expelidos em intervalos de 1.500 anos, criando uma estrutura cósmica semelhante a camadas de uma cebola.

19. Cygnus Loop Supernova

melhores imagens hubble 19

Esta imagem de 1991 revela uma pequena parte do remanescente da Supernova Cygnus Loop. A formação mostrada aqui marca a borda externa de uma onda de choque em expansão, resultante de uma explosão estelar colossal que ocorreu cerca de 15 mil anos atrás. A onda de explosão bate em nuvens de gás interestelar, fazendo-a brilhar e revelando informações sobre a composição do gás.

18. Extreme Deep Field View

melhores imagens hubble 18
Em setembro de 2012, os astrônomos montaram o Campo Extremamente Profundo (XDF, do inglês eXtreme Deep Field), um retrato melhorado da visão mais profunda que o ser humano já teve do universo. A foto foi montada pela combinação de dez anos de fotografias do Hubble de um pequeno pedaço de céu do sul. Ao coletar luz fraca durante muitas horas de observação, ele revelou milhares de galáxias, tanto próximas quanto muito distantes, tornando-se a imagem mais profunda do universo já registrada até o momento. O universo tem 13,7 bilhões de anos, e o XDF revela galáxias que chegam a ter 13,2 bilhões de anos.

17. Peerless Beauty

melhores imagens hubble 17
Esta imagem icônica que o Hubble fez da galáxia espiral NGC 1300 está impregnada com detalhes: estrelas jovens em azul luminoso, as faixas de poeira em espiral em torno do núcleo incandescente e galáxias distantes brilhando.

16. Omega Centauri Panorama

melhores imagens hubble 16
Esta vista panorâmica mostra cerca de 100 mil estrelas que residem no núcleo de Omega Centauri, um aglomerado globular maciço que possui cerca de dez milhões de estrelas. Aglomerados globulares são enxames antigos de estrelas unidas pela gravidade. Na foto, uma variedade de estrelas pode ser vista em fases cruciais do seu ciclo de vida.

15. Hats Off

melhores imagens hubble 15
Nesta imagem espetacular, a galáxia espiral Sombrero é vista quase que de perfil. Grossas faixas de poeira cercam o núcleo branco e brilhante da galáxia, que tem 50 mil anos-luz de diâmetro e está a 28 milhões de anos-luz da Terra.

14. Galactic Waltz

melhores imagens hubble 14
A interação de suas forças gravitacionais dobra duas galáxias espirais, conhecidas coletivamente como Arp 273, quando se aproximam e se preparam para fundirem-se, a 300 milhões de anos-luz de distância. Na maior das galáxias espirais, um disco é distorcido em uma forma parecida com a de uma rosa pela força da maré gravitacional da galáxia companheira abaixo, que mostra sinais de intensa formação de estrelas em seu núcleo.

13. Orion Nebula

melhores imagens hubble 13
Este verdadeiro mosaico de cores mostra uma pequena parte da nebulosa de Orion. Seus detalhes marcantes incluem objetos alongados próximos das estrelas mais brilhantes da região, plumas de material em rápida expansão em torno de estrelas jovens e discos protoplanetários.

12. Saturn’s Parade of Moons

melhores imagens hubble 12
Quatro luas de Saturno passam na frente de seu planeta-mãe nesta imagem Hubble de 2009. Titan, a lua gigante laranja, lança uma grande sombra sobre a calota polar norte de Saturno. Abaixo de Titan, perto do plano do anel e à esquerda, está a lua Mimas, projetando uma sombra muito menor no topo das nuvens equatoriais de Saturno. Mais para a esquerda e fora do disco de Saturno, estão a brilhante lua Dione e a lua Enceladus, não tão reluzente. Esses raros trânsitos lunares só acontecem quando há uma inclinação específica do plano dos anéis de Saturno em relação à Terra, o que ocorre a cada 14 ou 15 anos.

11. Stellar Nursery

melhores imagens hubble 11
A apenas 40 milhões de anos-luz de distância, na constelação Coma Berenices, a galáxia espiral barrada NGC 4314 é um dos exemplos mais próximos de uma galáxia com um anel de estrelas infantis perto do núcleo. O berçário estelar, cujos habitantes foram criados nos últimos cinco milhões de anos, é o único lugar em toda a galáxia onde novas estrelas estão nascendo.

10. Cosmic Eskimo

melhores imagens hubble 10
Usando um telescópio em Terra, o astrônomo e fabricante de telescópios William Herschel foi o primeiro a detectar esta nebulosa. Mesmo a partir da superfície da Terra, a chamado nebulosa Esquimó, que fica a cerca de 5 mil anos-luz de distância, recebeu esse nome por se assemelhar a um rosto humano usando um casaco peludo.

9. Galactic Magnifying Glass

melhores imagens hubble 9
Graças a um aglomerado de galáxias chamado Abell 383, os astrônomos foram capazes de encontrar uma galáxia que se formou quando o universo tinha apenas 950 milhões de anos. Nesta imagem de 2011 do Hubble, a galáxia anciã aparece como um ponto não muito luminoso logo acima da galáxia central brilhante. A galáxia distante foi detectada usando um fenômeno chamado de lente gravitacional, no qual a enorme gravidade do Abell 383 age como uma enorme lupa, flexionando e amplificando a luz de objetos atrás do aglomerado.

8. Cosmics Fireworks

melhores imagens hubble 8
Reluzindo de energia, um aglomerado de estrelas jovens ilumina uma cavidade no monte de poeira da Nebulosa da Tarântula. A nebulosa de muitas patas está localizada em um dos vizinhos galácticos mais próximos da Terra, a Grande Nuvem de Magalhães.

7. Helix Nebula

melhores imagens hubble 7
A Nebulosa Helix brilha em seu envelope gasoso expelido por uma estrela moribunda semelhante ao sol. Embora pareça uma simples rosquinha quando vista da Terra, evidências sugerem que a hélice consiste em dois discos gasosos quase perpendiculares entre si. Localizada a 690 anos-luz de distância, é uma das nebulosas planetárias mais próximas da Terra.

6. Cosmic Landscape

melhores imagens hubble 6
Esta imagem capta os “montes e vales” de gás e poeira no interior da região de formação de estrelas chamada de NGC 3324. Os tentáculos de gás e troncos escuros de poeira vistos contra fundo o azul brilhante alcançam anos-luz de altura.

5. Crab Nebula

melhores imagens hubble 5
Esta imagem é considerada a mais detalhada já feita da Nebulosa do Caranguejo, mostrando inúmeros filamentos de gás de hidrogênio parecidos com galhos em todo o remanescente de uma explosão de supernova. Astrônomos chineses antigos testemunharam a explosão que deu origem ao objeto em 1054; seus escritos registram a existência de uma estrela nova e brilhante visível no céu durante duas semanas.

4. Cassiopeia A

melhores imagens hubble 4
O Hubble tirou esta imagem em 2002, mostrando o que parece ser o Réveillon espacial, mas é, na verdade, os restos de uma explosão estelar titânica que se expandiu para o espaço – talvez a mais jovem supernova na galáxia inteira. Flâmulas gasosas em roxo, verde e amarelo iluminam Cassiopeia A a 10 mil anos-luz de distância.

3. Dark Matter Ring

melhores imagens hubble 3
Esta imagem composta mostra um “anel” espectral de matéria escura no aglomerado de galáxias Cl 0024+17. O anel é uma das provas mais fortes até à data para a existência de matéria escura, uma substância desconhecida que permeia o universo e acredita-se que componha a estrutura subjacente do cosmos. Embora os astrônomos não consigam ver a matéria escura, pode-se inferir a sua existência através do mapeamento das formas distorcidas de galáxias de fundo.

2. Supernova Blast Wave

melhores imagens hubble 2
Esta delicada fita de gás flutuando assustadoramente em nossa galáxia é uma seção muito fina de um remanescente de supernova causado por uma explosão estelar que ocorreu há mais de mil anos. Por volta de 1 de maio de 1006, observadores de diversos lugares, da África à Europa, chegando até o Extremo Oriente, testemunharam e registraram a chegada da luz daquela que hoje é nomeada SN 1006 – uma enorme explosão causada pelos espasmos finais de morte de uma estrela anã branca a quase 7 mil anos-luz de distância. A supernova foi, provavelmente, a estrela mais brilhante já vista por seres humanos e superaria Vênus como o objeto mais brilhante no céu noturno – exceto a lua.

1. A Breathtaking View of Our Galactic Neighbor

Sharpest ever view of the Andromeda Galaxy
Este panorama deslumbrante e abrangente mostra uma parte da galáxia de Andrômeda e é a imagem composta com mais alta definição já tirada de nossa vizinha galáctica. Há mais de uma centena de milhões de estrelas nesta visão panorâmica, uma imagem de mosaico montada utilizando 7.398 exposições diferentes. [National Geographic]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!