Fantástica imagem mostrando a imensa quantidade de estrelas no centro da galáxia

Por , em 10.03.2015

Clique com o botão direito na imagem e abra o link em uma nova aba para usá-la como papel de parede de alta resolução

Não conseguimos ver o centro da galáxia usando telescópios ou mesmo a olho nu por causa de nuvens de gás e poeira, mas isto só vale para imagens na faixa da luz visível. 

O Telescópio Espacial Spitzer tem câmeras de infravermelho que são capazes de penetrar estas nuvens de gás e poeira e registrar a multidão de estrelas que se aperta próximo ao centro da Via Láctea.

Na imagem acima, várias fotos menores foram coladas em uma imagem panorâmica que se estende por 900 anos-luz de ponta a ponta (o mesmo que 9,8 km seguido de 15 zeros), mostrando em cores falsas as estrelas do centro galáctico. A codificação das cores é azulado para estrelas mais frias e antigas, e avermelhado para estrelas jovens e quentes, em berçários estelares.

Recentemente, foi descoberto que o centro da galáxia também é capaz de gerar novas estrelas, mesmo com a presença de um buraco negro supermassivo e de fortíssimos ventos estelares. Ele se encontra a cerca de 26.000 anos-luz de distância de nós, na direção da constelação de Sagitário. [APOD]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Edson Aurélio Hudson:

    Se todo o universo fosse apenas nossa galáxia já nos pareceria absurdamente e incrivelmente grande.

Deixe seu comentário!