Hungria em estado de emergência – enorme vazamento químico desalojou 400 pessoas

Por , em 5.10.2010

As imagens que mostraremos a seguir são chocantes – hoje, dia 5 de outubro, a Hungria declarou estado de emergência após um enorme vazamento de uma refinaria de bauxita que invadiu a cidade de Kolontar. É o pior desastre ambiental registrado no país.

As refinarias de bauxita produzem uma substância conhecida como alumina que, depois, vira o alumínio que todos conhecemos e usamos. O fato é que houve um vazamento e uma verdadeira enchente de alumina (em forma de lama vermelha) assolou a vizinhança da fábrica. E essa substância é extremamente tóxica: por causa do contato com ela, 4 pessoas morreram e 120 foram feridas.

Segundo os donos da refinaria em questão, a Ajkai Timfoldgyar Zrt, não havia como prever o acidente já que não havia sinal nenhum de defeito, a alumina não é considerada tóxica pela União Européia e 98% da “gosma” que a fábrica produz nunca havia vazado.

Só que esses 2% foram o suficiente para cobrir uma enorme área, invadir e encher casas. Eles equivalem a 184,920,000 (700 mil metros cúbicos) galões de lama corrosiva.

Agora os esforços são para impedir que a lama tóxica vá para o Danúbio, um dos principais rios europeus. Se a lama encontrar o rio, o estrago ambiental que poderá causar é inimaginável já que os químicos da lama (metais pesados, a alumina, e uma boa quantidade de soda cáustica) são muito difíceis de se neutralizar. [Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • Arnaldo Lima:

    “Segundo os donos da refinaria não havia como prever o acidente já que não havia sinal nenhum de defeito.”

    Havia como prever sim bastava um gerenciamento de risco para evitar ou minimizar a tagédia.

  • Davidson Lima:

    Que merda, hein!
    Olha o que a ambição faz…

  • Gray:

    Triste… Espero que consigam evitar ainda mais danos

Deixe seu comentário!