Incrível estátua de 3 metros de imperador romano é descoberta sob uma fonte antiga na Turquia

Por , em 4.04.2019

Arqueólogos descobriram uma estátua monumental de Trajano, um famoso imperador romano, sob uma fonte na antiga cidade turca de Laodiceia.

Com 3 metros de altura e 1.906 anos de idade, a escultura foi reconstruída a partir de centenas de peças agrupadas e submergidas na antiga fonte d’água.

Ela apresenta Trajano em traje militar completo, incluindo armadura decorada, quíton (o equivalente romano de um kilt escocês) e tecido no ombro esquerdo. Um soldado inimigo preso pode ser visto encolhido nos pés do vitorioso imperador, que faz uma pose dominadora com o braço direito no ar.

A estátua foi concluída em 113 dC, apenas quatro anos antes da morte de Trajano.

Governante conquistador

Durante seu reinado de 19 anos, de 98 a 117 dC, o imperador-soldado Trajano expandiu o Império Romano para sua maior extensão histórica, uma região vasta que englobava grande parte da Europa, o norte da África e partes do Oriente Médio, incluindo a Mesopotâmia (hoje Iraque).

Trajano também contribuiu de outras maneiras, lançando grandes obras públicas como a construção de aquedutos, pontes e portos.

Em Laodiceia, o governante construiu um canal, gastando uma quantia substancial de dinheiro na cidade. A estátua foi feita para homenageá-lo por suas muitas contribuições.

Laodiceia

Laodiceia fazia parte da província da Frígia (o prisioneiro está usando um gorro frígio), localizada em uma importante rota comercial que lhe trouxe grande riqueza e prosperidade.

A cidade era tão rica que, quando um terremoto a destruiu em 60 dC, os moradores recusaram qualquer ajuda do império romano e a reconstruíram com seus próprios recursos, em grande estilo. Seus cidadãos mais proeminentes patrocinaram a construção de teatros, casas de banho, templos, um estádio e uma miríade de outros edifícios públicos e obras de arte.

Por conta desse desenvolvimento, Roma concebeu à Laodiceia o status de cidade livre, tornando-a autônoma e autogovernada. A região até cunhava suas próprias moedas.

Em algum momento, a estátua de Trajano se quebrou em 356 pedaços, que ficaram enterrados sob a fonte onde o monumento se erguia.

Detalhes

A imponente estátua foi descoberta por pesquisadores do Comitê de Escavação da Cidade Antiga de Laodiceia, um projeto liderado pelo arqueólogo Celal Şimşek, da Universidade de Pamukkale (Turquia).

De acordo com Şimşek, a escultura é de qualidade excepcionalmente boa. Provavelmente foi esculpida por um artista que viu Trajano pessoalmente.

Há ainda várias imagens na armadura. “Na parte superior da armadura, há o trovão de Júpiter, deus celestial. Medusa está localizada bem no meio do peito, o que é importante porque mostra o lado assustador do imperador”, explicou o pesquisador ao Hurriyet Daily News. “Há dois grifos recíprocos [grifo é uma criatura lendária com corpo, cauda e pernas traseiras de um leão], que são o símbolo do deus Apolo. Apolo era o deus que protegia as belas artes. Com isso, o que me vem à mente é que o imperador protegeu as belas artes em seu tempo”, complementou.

Os arqueólogos também encontraram uma inscrição da Lei Romana da Água no mesmo local, um documento que detalha várias regras e penalidades relativas ao uso e tratamento de água doce na época. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (42 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!