iPhone x Android mapeado pelo mundo todo

Por , em 23.06.2013

Este mapa mostra o uso geográfico de dois dispositivos hoje muito comuns em todo o mundo: iPhones e Andoids. Também apresenta o uso de Blackberry, que vem ganhando espaço considerado no mercado.

O mapa é interessante, já que aborda uma grande parte da nossa cultura atual, mas é preciso olhá-lo com certa cautela – este não é um mapa completo e científico com base em índices de que tipo de telefone as pessoas usam.

Em vez disso, Tom MacWright e Eric Fischer usaram dados geolocais de pessoas postando no Twitter e fizeram um mapa para visualização. O resultado é que você só vai ver neste gráfico usuários destes telefones que também têm conta e postam com eles na rede social Twitter – mas ainda é um número bastante representativo da amostra geral.

Mesmo depois de excluir cerca de 2,8 bilhões de dados sobrepostos, MacWright e Fischer ainda tinham 280 milhões de locais exclusivos para trabalhar no mapa. iPhones são os pontos vermelhos, Androids os verdes, Blackberries os roxos, e o resto é cor de rosa.

Você pode fazer um tour em profundidade por seu próprio país, mas, a nível global, certas coisas são bem fáceis de perceber. Por exemplo, geralmente, em qualquer capital, a área mais central tem uma densidade maior de iPhones, e as áreas periféricas de Androids.

A foto abaixo, por exemplo, mostra a Grande São Paulo. Aqui, como em outros grandes centros urbanos, é possível observar a tendência apontada acima: a área mais central tem uma concentração maior de iPhones e as áreas mais periféricas de Androids. Embora a causa disso não seja explícita, nem tenha sido estudada, algumas hipóteses podem ser formuladas. Por exemplo, a questão de poder aquisitivo. Dispositivos Android são encontrados por diversas faixas de preço, enquanto iPhones são possivelmente os smartphones mais caros no nosso país. Sendo assim, pode ser que a população que vive nas aéreas mais caras da cidade também possa comprar os aparelhos mais caros – se esse for o caso, a preferência das pessoas por qual dispositivo adquirir é menos relevante.

sp

O mapa global também mostra algumas curiosidades. Por exemplo, na Espanha, não há quase iPhones; Jacarta é um paraíso Blackberry (aliás, esse parece ser o dispositivo preferido dessa região da Ásia). No Brasil, a maior concentração de smartphones, no geral, é no sul e especialmente no sudeste, seguido por um bom número de aparelhos no nordeste.

brazil

As maiores concentrações de dispositivos, a nível global, estão nos Estados Unidos, em uma boa parte da Europa (sendo que Portugal e Espanha têm poucos iPhones, e Reino Unido tem poucos Androids), e em uma região da Ásia (Malásia e Indonésia com bastante Blackberries, Japão com mais iPhones e Coreia do Sul com muitos Androids).

Faça um tour pelo mapa e descubra os índices de qualquer região que desejar. Se encontrar alguma curiosidade interessante, compartilhe![Gizmodo]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

2 comentários

  • engvictorh_10:

    Não é muito justo esse mapeamento, porque apesar de mostrar maioridade do iPhone, ainda sim, não é muito conclusivo. Pois não se compara iPhone com Android. Pois são coisas completamente diferentes. E sim, compara o iPhone com Galaxy, Razr, Xperia..
    Ou iOS com android.

    Mas mesmo assim, demonstrou superioridade do iPhone.

  • Hugo:

    A China é o 2o maior mercado de Iphones (atrás apenas dos EUA)e também acredito ser um imenso mercado de Androids, mas no mapa a China é um grande vazio porque nem sabem o que é Twitter ^^

Deixe seu comentário!