Médica ou médico: qual é melhor?

Por , em 21.10.2013

Será que existe alguma diferença de gênero no atendimento que médicos dão a seus pacientes?

Em uma pesquisa conduzida pela Universidade de Montreal (Canadá), o cuidado no tratamento a diabéticos dispensado por médicos e médicas foi avaliado a partir de dados do sistema de saúde pública, e as conclusões foram de que as médicas costumam ser mais cuidadosas, enquanto os médicos são mais produtivos.

Os pacientes diabéticos foram escolhidos porque existem orientações claras sobre como devem ser tratados, baseadas em recomendações da Associação de Diabetes Canadense. Basicamente, todos os pacientes com 65 anos ou mais devem ser examinados por oftalmologistas ou optometristas a cada dois anos, devem receber três prescrições para drogas específicas, e devem receber a recomendação de fazer um exame completo por ano.

Analisando os dados do serviço público de saúde, foi encontrada uma significativa diferença entre homens e mulheres: 75% das médicas requeriam exames oftalmológicos contra 70% dos médicos, 71% delas prescreviam a medicação recomendada contra 67% deles, e 39% das médicas faziam a recomendação específica de exame completo anual, contra 33% dos médicos. Entretanto, na média, os médicos relataram cerca de 1.000 procedimentos a mais do que as médicas, por ano.

O estudo também separou os médicos e médicas por idade, e descobriu outra coisa interessante: estas diferenças estatísticas eram maiores com médicos e médicas mais velhos. Entre os mais novos, a diferença de gênero era menor.

Os resultados ainda carecem de mais análises: será que um atendimento mais demorado, de qualidade, evita retornos mais adiante? E
será que um médico mais produtivo também não resulta em um número maior de retornos por causa do atendimento muito rápido? O custo-benefício de cada uma das abordagens ainda precisa ser avaliado. O estudo prossegue, avaliando pacientes com outras doenças crônicas, como hipertensão, asma e doença pulmonar obstrutiva crônica. [Science Daily]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Krypthus:

    Alguns homens nao sabem levar a serio as coisas, mas sao minoria, por isso dava sempre um numero menor que os da medica, por exemplo 75% das medicas prescreviam a medicaçao recomendada, contra 70% dos medicos, esse 5% de diferença e pq 5% dos medicos nao levou a serio essa regra de prescrever a medicaçao recomendada, ele acha que e frescura nao precisa ser o remedinho do jeito que mandaram, mas isso pega mau, so 5% fizeram mas pego mau pra todos os medicos.

    • Cesar Grossmann:

      Pode ser que sim, pode ser que não, quem é que sabe? Não foi feita uma pesquisa para descobrir isto…

Deixe seu comentário!