Médicos recomendam que mulheres grávidas tomem vacina contra gripe

Por , em 23.09.2010

Segundo médicos, as mulheres grávidas são mais suscetíveis a doenças graves causadas pela gripe. Elas representam uma em cada 20 mortes por gripe H1N1 (gripe suína) em 2009. Uma das explicações é que as alterações no sistema imunológico que permitem que a gravidez se desenvolva podem também permitir que o vírus persista.

Agora, uma recomendação de médicos americanos pede que todas as mulheres grávidas tomem vacina contra a gripe. A declaração acrescenta evidências sobre a segurança e a eficácia da vacina, e reflete a preocupação de que nos EUA, não mais que um quarto das mulheres grávidas se vacina contra a gripe.

Essa recomendação deve encorajar as mulheres grávidas a obter vacinas contra a gripe. Uma pesquisa descobriu que somente uma em cada cinco mulheres na Geórgia foi vacinada contra a gripe sazonal, sendo que muitas das que não se vacinaram disseram que seus médicos nunca tinham abordado o tema.

Por outro lado, quase um terço das mulheres em Rhode Island se vacinou, graças ao incentivo de um profissional da saúde, o que pode aumentar as chances em mais de 50 vezes delas tomarem a vacina.

Segundo os médicos, a vacina não só protege a mulher, mas também o seu bebê. As vacinas não são aprovadas para crianças menores de seis meses de idade, mas os bebês podem obter os anticorpos protetores naturalmente, através do leite materno, se a mãe tiver tomado a vacina. Eles afirmam que não há relatos de efeitos colaterais em mulheres grávidas e seus bebês, mas mesmo assim elas só devem receber a vacina inativada.

E apesar da preocupação de que algumas vacinas da gripe que contêm o thimerosal preservativo com mercúrio aumentam o risco de autismo, um estudo recente provou que isso não ocorre. Ainda assim, a declaração não recomenda vacinas que contenham conservantes, e existem vacinas alternativas que não contêm thimerosal. [Reuters]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • john:

    eddy, faço minhas suas palavras.

  • Mazzucchetto:

    Pra variar são recomendações de médicos americanos…
    Enquanto isso:
    na Suíça o governo proibiu o uso da vacina em mulheres grávidas;
    e a Finlândia está pleiteando, junto a Agência Européia de Medicamentos, a proibição da vacina devido a forte incidência de narcolepsia em quem tomou a ‘vacina’.

  • Eddy:

    Também podemos dizer que farmacêuticos recomendam?
    O podemos dizer Donald Rumsfield recomenda?
    Ou bom, se quiser, médicos formados por universidades controladas por corporações farmacêuticas com acionistas como Donald Rumsfield recomendam vacinar a sua mulher, mais não a mulher deles viu? Só a sua.

Deixe seu comentário!