Novo dispositivo lê mentes com 80% de precisão

Por , em 11.02.2009

Pesquisadores canadenses afirmam que conseguem descobrir as preferências de uma pessoa. Como? Simples! Eles emitem uma luz infravermelha na cabeça da pessoa.

Os testes realizados tinham como objetivo descobrir qual era o drink preferido de alguém entre duas opções. O aparelho de luz mostrou uma porcentagem de 80% de acerto. As medições eram realizadas de acordo com a quantidade de luz absorvida pelo tecido cerebral.

De acordo com os pesquisadores da Universidade de Toronto, esse é o primeiro “esquema” capaz de decodificar pensamentos espontâneos, como a preferência por determinado drink.

O infravermelho tem um comprimento de onda maior do que a luz visível, por isso foi usada nas pesquisas. No início dos estudos nove adultos serviram como voluntários.

Usando uma faixa com cabos de fibra óptica,  foram mostrados os pares de drinks em um computador. O desafio era que os estímulos do cérebro, que mostram as preferências, fossem captados e depois traduzidos por um outro computador.

De acordo com os cientistas, quando seu cérebro está ativo, o nível de oxigênio no sangue aumenta. Dependendo da concentração, sua massa cinzenta absorve mais ou menos luz. Depois de “ensinar” um computador a ler esses padrões cerebrais, os cientistas puderam prever, com aproximadamente 80% de acerto, que drink os voluntários preferiam.

Outras pesquisas acusaram que as ondas cerebrais acontecem antes mesmo que a decisão esteja tomada. Ler essas ondas seria como prever o que os outros irão fazer, sem que as outras pessoas sequer pensem na ação.

O objetivo das pesquisas é poder facilitar a comunicação de pessoas, principalmente crianças, que se encontram incapazes de falar ou de se mover. [Live Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

  • chefe:

    vcs estao matando a minha vontade de ser juiz

  • Cláudia Bandeira:

    Se existe uma maneira de nos mantermos totalmente independentes é o sigilo do pensamento. Só os nossos pensamentos podem ser capazes de nos tornarmos livres para sempre, se vamos ganhar mais ou se vamos perder. Torço para que nunca ninguém consiga decifrar nossos pensamentos contra a nossa vontade. O mundo não teria graça se aqueles pensamentos maldosos fossem descobertos, assim a humanidade seria extinta em pouco tempo. Não que eu tenha tais pensamentos maldosos mas, Deus me livre eu tenho MEDO!!!!!!!

  • dlttorezan:

    Está chegando a época em que mentir a respeito de algo não está mais com nada…. Criminosos serão julgados pelos seus próprios crimes, sem julgar inocentes!
    Um dispositivo neurotransmissor como esse (assim que se aprimorar) será algo anti-ético, se apoderar dos pensamentos de outros sem mesmo solicitar a respectiva permissão. Claro que eu já estaria pensando em um dispositivo sem fio para mapeamento cerebral a distância.
    Boa notícia Hypescience.
    Att.

  • André:

    Bwahahahaha!!! O plano de dominação do mundo está pronto!!! Dispositivos que controlam o cérebro (da reportagem do besouro) + dispositivos que lêem a mente (desta reportagem) + Google = DOMINAÇÃO MUNDIAL!!!

    =)

Deixe seu comentário!