O campo magnético da Terra está se comportando erraticamente e não sabemos por quê

Por , em 11.01.2019

Algo estranho está acontecendo no topo do planeta: o polo magnético norte da Terra está se afastando do Canadá em direção à Sibéria, provavelmente impulsionado pelo fluxo de ferro líquido dentro do núcleo da Terra.

O campo magnético terrestre está constantemente em movimento, mas esse comportamento recente é totalmente errático.

Os especialistas não têm certeza do que está acontecendo. De acordo com um novo estudo, o movimento poderia ter algo a ver com as ondas hidromagnéticas das profundezas do núcleo do planeta, ou com um jato rápido de ferro líquido.

O que eles sabem é que o Modelo Mundial Magnético (MMM), uma representação do campo magnético global que suporta a navegação, precisa urgente de uma atualização.

Mudanças muito rápidas

São os pesquisadores da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA, na sigla em inglês) que mantêm o MMM, cujo papel na navegação moderna é essencial, desde sistemas que guiam navios no mar até o Google Maps nos smartphones.

Em 30 de janeiro, eles devem atualizá-lo. A versão mais recente do modelo saiu em 2015 e deveria durar até 2020.

O problema é que o campo magnético está mudando tão rapidamente que os cientistas precisam consertar o MMM agora.

“O erro está aumentando o tempo todo”, explica Arnaud Chulliat, geomagnetista da Universidade do Colorado em Boulder (EUA) e dos Centros Nacionais de Informações Ambientais da NOAA.

De quem é a culpa?

O problema vem parcialmente do movimento do polo, e parcialmente de outras mudanças no interior do planeta.

A agitação líquida no núcleo da Terra gera a maior parte do campo magnético, que varia com o tempo à medida que os fluxos mudam. Em 2016, por exemplo, parte do campo magnético acelerou temporariamente no norte da América do Sul e no leste do Oceano Pacífico. Satélites como a missão Swarm da Agência Espacial Europeia (ESA) acompanharam a mudança.

No início de 2018, pesquisadores da NOAA e do British Geological Survey (BGS) perceberam, durante sua verificação anual de quão bem o modelo estava capturando todas essas variações no campo magnético da Terra, que o MMM estava tão impreciso que em breve excederia o limite aceitável para erros de navegação.

A dificuldade de atualização

Devido à recente atividade errática do campo magnético da Terra, o grupo NOAA decidiu antecipar a próxima atualização.

Os pesquisadores alimentaram três anos de dados recentes para chegar a uma versão que, acredita-se, permanecerá correta até a atualização regular programada para 2020. Esses dados deveriam ser lançados em 15 de janeiro, mas foram adiados para o dia 30 devido ao desligamento do governo americano.

A atual paralisação de serviços do governo federal americano foi causada por um impasse na aprovação do financiamento para a construção do muro na fronteira com o México. A Casa Branca exige que o Congresso aprove US$ 5 bilhões para a construção de tal muro, mas os democratas consideram este um gasto supérfluo. A NOAA precisa que os serviços voltem a funcionar para realizar a modernização do MMM.

Um artigo sobre o comportamento errático do campo magnético foi publicado na revista científica Nature. [Futurism]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (26 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!