Raios gama podem te deixar superforte?

Por , em 13.06.2008
Revista HypeScience

Para descrever gentilmente, uma bomba de raios gama no mundo real não transformaria Bruce Banner no Incrível Hulk. Ao invés disso provavelmente o transformaria em um cadáver (como fez com este cientista enquanto pesquisava a bomba atômica) devido ao envenenamento por radiação, se não o incinerasse instantaneamente.

Mas os raios gama, mesmo assim, ainda têm aplicações médicas. Um aparelho conhecido como “a faca gama” pode destruir tumores ao atingir o cérebro com raios gama.

Quando Bruce Banner se transforma no Incrível Hulk seu corpo incha com músculos que aparecem, aparentemente, do nada. De maneira intrigante os raios gama podem ser tão poderosos que conseguem criar matéria. Isso ocorre porque, como explica a fórmula de Einstein “E = mc2“, energia pode ser convertida em matéria e vice versa. Extraordinariamente raios gama de alta energia, como os gerados por buracos negros, podem emitir pares de elétrons e seus correspondentes de antimatéria, conhecidos como pósitrons. (Se o Incrível Hulk usa os raios gama para violar a lei da conservação da matéria para ficar gigante isso é outro assunto.)

Os raios gama no espaço

Os raios gama são criados em alguns dos mais violentos eventos do universo, como na morte de uma estrela. O Gamma-Ray Large Area Space Telescope – GLAST (Telescópio Espacial de Raios Gama de Grande Área, em tradução livre) foi colocado no espaço na última quarta-feira (11). O seu nome irá mudar e o novo será escolhido dentre 12 mil sugestões enviadas pelo público de todo o mundo. ‘Hulk’ apareceu na lista. Descoberta a misteriosa ‘coluna vertebral’ do universo

O GLAST poderá nos ajudar a compreender melhor sobre as misteriosas explosões de raios gama, que podem liberar a mesma energia que nosso sol gerou em 10 bilhões de anos em um período de apenas milissegundos. Assim como o Incrível Hulk é “o mais forte que existe”, como ele mesmo diria, as explosões de raios gama também são as mais poderosas conhecidas.

Assim como o Incrível Hulk é forte o suficiente para destruir o planeta todo, as explosões de raios gama podem matar a vida neste planeta. Uma “estrela da morte” foi recentemente descoberta e podem explodir um dia enviando seus raios gama diretamente para nós, embora seja possível que erre. [Fonte]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,40 de 5)

2 comentários

  • Irmãos Brain e HypeScience Magazine^^ « Artur´s Blog:

    […] O Incrível Hulk e a Realidade dos Raios Gama […]

  • emerson:

    Bastante interessante a matéria sobre o Hulk (que eu gosto,especialmente da série meio brega, do final dos anos 70, que passa no canal TCM).
    Tenho bastante curiosidade em saber se existem ondas intermediárias entre um comprimento de onda e o próximo.
    Por exemplo,existe onda intermediaria – que fica “entre” a de microondas e as de radio? Ou entre os raios X e gama?
    E, o que existe “depois” dos raios gama e “depois” das ondas de radio do fim do espectro. Dizem que talvez possam existir ondas ainda não conhecidas.
    Se puderem escrever sobre estas 3 questões seria interessante.

Deixe seu comentário!