O chocante colapso do gigantesco Observatório de Arecibo foi filmado por um drone. Assista

Por , em 4.12.2020

Hoje, a Fundação Nacional de Ciência dos EUA (NSF) divulgou imagens chocantes do colapso do Observatório de Arecibo em Porto Rico. O vídeo, capturado em 1º de dezembro, mostra o momento em que os cabos de suporte arrebentaram, fazendo com que a enorme estrutura de 900 toneladas suspensa acima de Arecibo caísse sobre o icônico prato de mil metros de largura do observatório.

Os vídeos do desabamento foram capturados por uma câmera localizada no Centro de Controle de Operações de Arecibo, bem como por um drone localizado acima da plataforma no momento do desabamento. O operador do drone foi capaz de ajustar a câmera do drone assim que a plataforma começou a cair e capturar o momento do impacto. A NSF, que supervisiona Arecibo, vinha monitorando de hora em hora o observatório com drones, desde que os engenheiros avisaram que a estrutura estava prestes a entrar em colapso em novembro. “Acho que tivemos sorte e o operador de drones foi muito adepto para ver o que estava acontecendo e ser capaz de virar a câmera”, disse Ashley Zauderer, gerente de programas da NSF para o Observatório de Arecibo, durante uma coletiva de imprensa.

A filmagem destaca o momento em que vários cabos arrebentaram, fazendo com que a plataforma caísse e atingisse a lateral do prato. O colapso também derrubou os topos das três torres de apoio ao redor de Arecibo, onde os cabos foram conectados para manter a plataforma no ar. “Os cabos que vão do topo da Torre 4 para a plataforma – eles são muito fracos na visão da câmera, mas estão lá”, disse John Abruzzo, empreiteiro da empresa de consultoria de engenharia Thornton Tomasetti, contratada pela Universidade da Flórida Central. “E então foram os cabos que falham perto do topo da torre primeiro, e depois, uma vez que eles falham, a plataforma perde estabilidade e começa a descer”, disse Abruzzo, descrevendo o primeiro vídeo do centro de controle.

O colapso de Arecibo não foi uma surpresa. Após a falha de dois cabos de suporte em agosto e novembro, os engenheiros concluíram que não havia uma maneira segura de reparar Arecibo e que a plataforma poderia cair sobre o prato a qualquer momento. A NSF esperava fazer uma demolição controlada do telescópio, mas o equipamento tomou iniciativa antes dos humanos.

Agora a NSF está tentando descobrir o que fazer para limpar a bagunça de forma segura. Os engenheiros precisam fazer uma avaliação ambiental completa da área e descobrir quão estáveis são as estruturas restantes.

Substituir Arecibo seria um processo muito mais longo, envolvendo decisões dos legisladores. “No que diz respeito à substituição, a NSF tem um processo muito bem definido para financiar e construir infraestruturas em larga escala — incluindo telescópios”, disse Ralph Gaume, diretor da divisão de ciências astronômicas da NSF. “É um processo de vários anos que envolve dotações do Congresso, e a avaliação e as necessidades da comunidade científica. Então é muito cedo para comentarmos sobre a substituição.” [The Verge]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!