OMS: Parem de usar o termo “distanciamento social”

Por , em 23.03.2020

A Organização Mundial da Saúde (OMS) condenou oficialmente o uso do termo “distanciamento social”, recomendando em seu lugar “distanciamento físico”.

Segundo a agência de notícias Reuters, a ideia é deixar claro que a ordem de ficar em casa durante esse momento delicado de pandemia de coronavírus não significa cortar todo o contato social com família e amigos, mas sim manter uma distância física deles para garantir que a doença não se espalhe.

Especialistas concordam

Muitos especialistas e políticos concordam com a mudança de expressão, para o bem de nossas saúdes mentais.

“Eu diria que o que estamos fazendo agora é distanciamento físico, não social. Estamos criando uma distância física entre nós para limitar a propagação do vírus. Mas devemos fazer isso na mesma proporção em que mantemos nossas conexões sociais, senso de comunidade e senso comum de propósito”, disse a congressista Ayanna Pressley, de Massachusetts (EUA).

“Acho que deveríamos começar reformulando o que estamos fazendo agora. Deveríamos pensar neste momento como um ‘distanciamento físico’ para enfatizar que podemos permanecer socialmente conectados, mesmo estando separados”, disse o professor de psicologia da Universidade de Stanford (EUA) Jamil Zaki.

Zaki acrescentou que, enquanto esse distanciamento é vital para retardar a disseminação do COVID-19, também enfatiza a necessidade fundamental de conexão entre os seres humanos.

“Ironicamente, as mesmas tecnologias que frequentemente culpamos por destruir nosso tecido social podem ser nossa melhor chance, agora, de mantê-lo unido”, complementou, referindo-se à internet. [Futurism]

1 comentário

Deixe seu comentário!