Produtividade – por que você não deve conferir sua caixa de e-mails logo de manhã?

Por , em 23.01.2011

Todos nós conferimos nossos e-mails mais do que o necessário e a maior parte dos trabalhadores que usa um computador abre a caixa de entrada logo que chega no trabalho. O problema disso? É que você está acabando com sua produtividade.

Basicamente, você estaria deixando de se engajar em um projeto seu que é importante para se concentrar na necessidade de outras pessoas. Você não sabe o que está acontecendo em outros departamentos, não leu aquele e-mail da sua namorada e não ficou distraído pela corrente virtual que seu amigo chato lhe passou. Então você tem chance de trabalhar em coisas imediatamente necessárias, que você já estava planejando, sem se preocupar. Assim que você termina a sua tarefa, você pode fuçar a vontade no seu e-mail.

Não estamos dizendo para você ficar o dia inteiro sem olhar sua caixa de entrada, principalmente se ela é sua forma de comunicação com seu chefe, mas sim passar a primeira meia hora ou até a primeira hora do trabalho longe dela. Afinal, ela vai trazer outros problemas que vão te distrair, mesmo que sejam menos importantes do que sua tarefa atual.

Pelo menos, essas são as dicas do famoso blogueiro Sid Savara, que fala sobre auto-desenvolvimento e produtividade.

E você, leitor? Concorda com ele? É melhor se afastar do e-mail para se concentrar? Ou você acha que irá ficar ainda mais nervoso sem olhar a caixa de entrada? Deixe sua opinião nos comentários. [Lifehacker]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

23 comentários

  • israeles21:

    Concordo parcialmente.
    A capacidade de se distrair nas nuvens é muito grande, devido ao grande volume de informações, no meio do email aparece uma notícia interessante, aí tu já pesquisa e se distrai.

    Só que tudo vai da gestão do seu tempo, reservo todos os dias 30 minutos para checar meus emails e depois inicio meus trabalhos.

    A pessoa tem que saber se policiar na gestão de seu tempo.

  • DaCosta:

    E-mails tem um alto potencial de causar distracoes. Sao ferramentas de comunicacao e ate de catalogacao de trabalhos mas, tem mesmo a capacidade de tirar o foco das suas atividades principais. É claro que tem atividades que sao focadas no e-mail, assim, nao abri-lo logo pela manha acarretaria em problemas mas, na maioria das vezes, da pra sentar em frente a maquina e traçar os objetivos do dia primeiro, baseado nas tarefas pendentes do dia anterior e, so depois, ler os e-mails. Desta forma, ao ler os e-mails voce conseguira dar prioridades as novas solicitacoes vindas com os e-mails baseando-se em tarefas preexistentes. Caso contrario corre-se o risco de comecar a sanar novos problemas, deixando as anteriores pendentes.

  • Cezar:

    Produtividade depende de vários fatores, e um deles é a gestão do tempo.

    Você é um bom gestor do seu tempo? Qual é a sua facilidade pra se distrair? Isso interfere muito na sua decisão de olhar ou não seus e-mails seja a hora que for.

    O cérebro humano tem uma relação viciosa com o ato de “buscar”. Buscar é uma função que vicia porque quando você encontra o que procura, isso satisfaz muito momentaneamente sua necessidade, fazendo com que você continue buscando cada vez mais.

    Já reparou como muitas vezes o primeiro link do Google já responde a sua dúvida, e mesmo assim você clica no segundo, no terceiro, ou até vai pra próxima página?

    Isso acontece por causa do efeito automático de um neurotransmissor chamado noradrenalina, que nos torna viciosamente insatisfeitos com os resultados e nos impulsiona a buscar cada vez mais. É um elemento importantíssimo para o nosso corpo, mas que tem esse efeito automatizador quando se trata de buscar informações.

    Veja como você lida com seus e-mails. Você clica na caixa, vê que não tem nada. Dá 5, 10 minutos, abre automaticamente o programa e checa de novo. Quando entra uma nova mensagem, você fica até feliz. Mas ao lê-la e respondê-la ou apagá-la, seu desejo de busca não é satisfeito: você começa a esperar e checar novamente.

    Por isso é difícil domar o cérebro ao lidar com o excesso de informações.

    Agora, do ponto de vista das relações interpessoais, sejam elas profissionais ou não: cada canal de comunicação tem sua função. Se você tem uma urgência médica em casa, você manda um e-mail pro hospital?

    Pese o que é realmente urgente. Analise se aquilo que foi urgente ontem teria causado alguma catástrofe se não tivesse sido atendido. Admita que “agradar o outro” pode acabar sendo simplesmente “entrar na neurose do outro”. Lembre que se o outro é desorganizado e gere mal o tempo dele, você não pode – e não deve – entrar no efeito dominó. Se for algo realmente urgente, alguém vai usar outro canal (telefone, conversa pessoal) pra falar com você.

  • Luciana:

    Felipe, rsssss. E uma suposição. Ja passei por isso e meu rendimento foi zero naquele dia.

  • Josiane Camargo:

    Quanto mais cedo abro meus e-mail, mais eu ganho… faz parte do meu trabalho, acredito que não atrapalhe o desempenho desde que o usuário saiba usar corretamente o correio eletrônico, abrir e-mail logo de manhã para ler piadas ou ver ‘fotos’ ai sim é perda de tempo mesmo.

  • Jardel:

    Depende do que a sua pessoa considera prioridade logo pela manhã.

    Eu mesmo só dou uma olhada no “hoje” quando entro no messenger, se for algo interessante faço login no e-mail e ja dou uma finalizada em 5 min.

    ;D

  • Deep:

    Poutz… Essa eu deveria comentar anônimo, mas vamos lá! Anônimo ficará o nome do chefe!! Certa vez, quando eu ainda era um mero estagiário, tive um chefe que assim que chegava dizia: “Dê-me 1/2 hora!”.

    Essa 1/2 hora sempre levava o dobro, nesse tempo o sujeito ficava incomunicável, acordando – eu acho – e olhando lá pra tela dele… De sua máquina era possível acessar orkut, youtube e demais funcionalidas – ÚTEIS, que fique bem claro, num ambiente de trabalho, desde que usadas com critério – enquanto da minha máquina só era possível ter acesso ao restrito e-mail institucional; era uma máquina de escrever sofisticada…

    Naquela época comecei a desconfiar da verdade dessa informação! Eu não era um adolescente arrogante, MEU CHEFE ERA MESMO UM BABACA! Foi bom saber disso!

  • Paula Di Paula:

    Concordo com o Sid Savara!
    Qdo, quero produzir mais, mantenho o meu pc desligado…se
    estou esperando alguma resposta, tenho o “trabalho” de liga-lo
    qtas vezes for!
    Ele ligado, fico sem concentração e a minha produção cai.
    Grata
    Paula Di Paula

  • Josiane Camargo:

    Concordo com Luiz, se não abrirmos a caixa de email para responder as mensagens deixamos as pessoa insatisfeitas, pode até causar insatisfação ou desconfiança (a pessoa pode achar que não estamos interessados em ajudar por exemplo) assim acredito que devemos abrir os email, conferir e responder, se deixaria baixa a produtividade se perdessemos tempo olhando “baboseiras”.

  • Hugo:

    Eu concordo. Embora não trabalhe nem estude por causa das férias, o hábito de não olhar a caixa de e-mail, Twitter, Orkut e derivados logo pela manhã viria à calhar porque me distraiu facilmente. Agora para quem tem foco e sabe ser objetivo, não vejo problemas.

  • Gray:

    Bom, como não tenho esse hábito, não sei dizer exatamente

    Mas sou mais produtivo quando estou trabalhando sozinho em um código (sou programador), e não preciso verificar alterações que outras pessoas fizeram no mesmo trecho de código. Com isso, vou direto ao que preciso.

  • Emmanuel Martins:

    Vejo uma preocupação com as metas e com a produtividade da organização. O empregado/funcionário/colaborador, segundo o texto, deve se adequar para não arranhar os interesses de seu empregador.

    Eu não percebo nenhum empregador se adaptando para não arranhar os interesses dos colaboradores.

  • Nikki Thompson:

    Concordo com Luiz. Tenho que resolver tudo antes das funções importantes porque me concentrarei melhor. Fico sempre na expectativa quando chego ao trabalho. Se eu não vir, vou ficar com a cabeça lá, mesmo.

  • Erico:

    E-mail de trabalho é e-mail de trabalho,
    E e-mail pessoal é e-mail pessoal.

    Não dou meu e-mail de trabalho para familiares, colegas ou amigos (pelo menos sem antes avisá-los de que é de trabalho e que só deve ser usado em caso de extrema urgência). Dou sempre o meu e-mail pessoal. Uso também o e-mail pessoal para fazer cadastros em sites e etc.

    Sempre chego 15 min mais cedo no trabalho, assim consulto rapidamente meu e-mail pessoal e respondo todas as pendências, (evitando as malditas correntes e piadinhas que roubam um bom tempo). Começando o expediente, fecho o pessoal e abro o do trabalho, e assim como disse o Luiz, dedico os primeiros 30 min para responder as pequenas pendencias do trabalho e dopois me dedico ao trabalho.

    Só vou olhar o meu pessoal novamente nos primeiros 10 min do horário do almoço e novamente depois do expediente. Durante o trabalho só em caso de urgência.

  • Felipe2:

    Luciana, se vc finaliza seus namoros por email, nem venha pedir pra namorar comigo.

    Mas se quiser dar uns amassos tudo bem 😀

    BJOS!!!

  • JoseRenan:

    Umas das primeiras coisas que eu faço quando estou no computador é olhar os e-mails, mas porque talvez haja algo importante lá. Não acho que isso vá me atrapalhar em alguma coisa.

  • Fênix:

    É pela newsletter do Hyppe na minha caixa de entrada que chego aqui nas matérias todas as manhãs.[2]

  • Magda:

    Nem 8 nem 80.

    Isso varia muito do tipo de empresa e atividade.
    No meu caso, abro os e-mails no primeiro instante que chego na empresa, pois tenho que conferir se os clientes receberam orçamentos, se irão fechar negócio e se querem marcar horário para reunião.
    Se eu tiver que participar de uma reunião logo na primeira hora, abro os e-mails após a reunião.

    Quanto ao meu namorado, familiares e amigos, todos estão avisados de que só entro no webmail quando volto do almoço ou leio em casa,à noite, quando volto da faculdade.
    Se tiverem algo urgente, basta telefonar. Não permito que usem o endereço de e-mail da empresa para se comunicarem comigo.
    Assim funciona cada coisa no seu lugar.

  • vinicius:

    É pela newsletter do Hyppe na minha caixa de entrada que chego aqui nas matérias todas as manhãs.

  • Luiz:

    Discordo. Quando matamos as pequenas pendências logo de manhã, desde que não ultrapasse 30 minutos, deixamos satisfeitas as pessoas que estão aguardando uma resposta desde o dia anterior e podemos concentrar nos projetos sem maiores interrupções.

  • Laércio:

    Acho que não só comigo, mas muito da comunicação profissional vem por troca de emails e se vc usa a mesma caixa postal, não tem como separar assuntos. Acredito que comunicadores instantâneos são muito mais nefastos, pois requerem atenção e respostas imediatas.

  • Luciana:

    Eu concordo. Até porque se o seu namoro estiver finalizado por um email, é melhor nem saber disso antes do trabalho, rsss

  • Dihoni:

    Nada a ver ¬¬

Deixe seu comentário!