Você acha que seu cão é melhor que a média?

Por , em 14.04.2015
Sasha Thomas

Sasha Thomas

Você conhece o fenômeno social chamado de “Efeito Melhor do que a Média” (BTAE, na sigla em inglês)?

Sasha Thomas, estudante da Universidade Estadual da Pensilvânia (EUA), focou sua pesquisa nesse fenômeno, analisando o efeito em proprietários de cães e gatos.

O fenômeno bizarro

O professor de psicologia de Sasha, Michael Bernstein, explica que as pessoas tendem a pensar que são melhores do que as outras em uma variedade de áreas, como fazer amigos ou ser um líder, o que é estatisticamente impossível, porque todos não podem ser melhores do que a média.

“As pessoas tendem a apresentar este efeito para si e para os outros. Nós pensamos não só que estamos acima da média, mas que os nossos parceiros e nossos amigos também estão acima da média”, diz. “Isso ocorre porque as pessoas não têm informações suficientes para comparar com os outros e por causa do egocentrismo. Psicologicamente, acreditar que você é melhor do que a média é benéfico para a saúde mental, elevando a autoestima”.

A pesquisa

Sasha ficou intrigada com o BTAE depois de descobrir que os americanos gastam quase US$ 100 milhões por ano (no câmbio atual, cerca de R$ 311 milhões) com seus animais de estimação, então decidiu analisar se o efeito também se aplica a como as pessoas se sentem em relação aos seus amigos peludos.

Ela desenvolveu um teste perguntando aos participantes para fornecer informações sobre seus cães e gatos, incluindo nome, razão para a posse e tamanho.

As pessoas ainda avaliaram seus bichinhos de estimação em quesitos como comportamento, mansidão, obediência e inteligência. Em seguida, repetiram essa etapa avaliando os cães e gatos de outras pessoas.

O resultado

Segundo Sasha, suas descobertas demonstram que os donos de cães tendem a mostrar o “Efeito Melhor do que a Média”, mas os donos de gatos não.

“Achamos isso interessante, considerando que ambos os proprietários de cães e gatos mostram a mesma quantidade de amor e interesse em seus animais de estimação”, argumentou. “Nossa hipótese é que isso tenha a ver com o fato de que cães precisam de muito mais tempo, energia e dinheiro para cuidar deles em oposição aos gatos. A dissonância cognitiva sugere que, devido a isso, os donos de cães acreditam psicologicamente que têm um cão único ou melhor do que a média”. [Phys]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!