Ranking de países mais ignorantes: adivinhe a colocação do Brasil

Por , em 15.03.2016
Foto: Christophe Simon

Foto: Christophe Simon

Uma pesquisa feita pelo Ipsos MORI, um instituto de pesquisa da Inglaterra, entrevistou 1500 pessoas de 28 países para analisar a percepção da população desses locais sobre suas próprias características. As dez perguntas básicas envolviam economia, saúde, igualdade de gênero, entre outros temas.

Quase todos os países participantes subestimam o problema da obesidade, acreditando que esse problema atinge muito menos gente do que acontece na realidade. Apenas a China, Japão e Índia veem sua população como mais obesa do que é de verdade.

Outro ponto importante é a imigração: a população de todos os países envolvidos na pesquisa acredita que há muito mais imigrantes em seus países. A resposta mais selecionada em todos esses locais foi de cerca de 23%, enquanto a média entre os países é de 10%.

Percepção x realidade

O resultado revelou que os brasileiros não têm muita noção do que acontece em seu próprio país. A visão geral sobre a maioria dos brasileiros é que somos um povo com grande acesso à internet (72%, quando a realidade é de 53%), com meia-idade (56 anos, quando a idade média do país é de 31 anos), rural (34%, mas apenas 15% da população não vive em cidades) e que – pasmem – 25% da população brasileira não nasceu no Brasil (apenas 0.3% da população é de imigrantes).

Esse resultado nos colocou em terceiro lugar no “índice de ignorância” entre os países participantes. Confira abaixo o ranking completo.

índice de ignorância

Países com pior percepção da sua realidade:
1. México
2. Índia
3. Brasil
4. Peru
5. Nova Zelândia
6. Colômbia
7. Bélgica
8. África do Sul
9. Argentina
10. Itália
11. Rússia
12. Chile
13. Grã Bretanha
14. Israel
15. Austrália
16. Japão
17. Canadá
18. Alemanha
19. Holanda
20. Espanha
21. Noruega
22. França
23. Suécia
24. Estados Unidos
25. China
26. Polônia
27. Irlanda
28. Coreia do Sul

Por que erramos tanto?

Bobby Duffy, diretor da Ipsos MORI, explica o resultado: “há várias razões para esses erros – elas vão da nossa dificuldade com matemática básica e proporção à cobertura dos problemas pela mídia, passando por explicações psicológicas para os atalhos que nosso cérebro pega. Fica claro pelo ‘índice de ignorância’ que os países com pior resultado têm penetração relativa da internet pequena”.

Já que o teste foi feito de forma online, ele tende a avaliar mais a população conectada e a classe média, que generalizam suas experiências ao invés de considerar as circunstâncias maiores da população geral de seu país.

Faça o teste

Você sabe quantas mulheres em idade produtiva no Brasil trabalham? Ou qual proporção de brasileiros não tem religião? Faça o teste e veja se sua percepção da nossa população corresponde à realidade. Clique aqui.

[IFLScience, Ipsos MORI, Mail Online]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 5,00 de 5)

13 comentários

  • Marcella Vicente Ferreira da Rosa:

    Infelizmente é pouco; é assustador e preocupante!

  • Thiago Augusto:

    Entre os 10 mais ignorantes, 5 são países latino-americanos.

  • Guilherme Sousa:

    Segunto o teste, eu sei tanto quanto um alemão, canadense, japones e austriaco.

  • Cesar Grossmann:

    Igualdade de gêneros? Com a quantidade de fãs do Bolsonaro? Não é de espantar o ranking brasileiro…

    • Jonathan:

      Sério isso? ^
      O senhor justifica a “ignorância” brasileira por um movimento político atual? Faz sentido…

    • Cesar Grossmann:

      Fanzocas de Bolsonaro não é um movomento político.

    • Jeferson Aleksandro:

      Um país ter uma percepção muito próxima da realidade, mas relutante na questão alienativa da ideologia de gênero, faria o país ignorante?

    • Cesar Grossmann:

      Países não são pessoas, não tem percepção, nem nada.

    • Dinho01:

      O Bolsonaro é um político que merece sérias críticas mas não podemos negar que representa uma parcela da população.Esse é o X da questão.

    • Cesar Grossmann:

      Infelizmente. Infelizmente, em pleno século 21 ainda tem gente achando que as ideias do Bolsonaro fazem sentido…

    • Andrew Piolli:

      Estudantes tiram péssimas notas, violência e saúde precária, mas o problema é o cara que ficou em foco a alguns anos contra a esquerda

    • david santiago:

      olha Cesar
      o bolsonaro não teria como manipular todos, temos que vê que isso é culpa do povo e não jogar a responsabilidade num politico.

    • Cesar Grossmann:

      O Bolsonaro representa uma fração da população que tem ideias absurdas, como a de que matar bandido é aumentar a segurança pública.

Deixe seu comentário!