Rezar pode aliviar a mente, de acordo com estudo

Por , em 14.12.2010

Segundo uma nova pesquisa, ficar de joelhos e cumprir todo o protocolo de uma oração realmente pode trazer conforto durante tempos difíceis.

Os resultados sugerem que as orações podem servir como distração.

O estudo, feito na Universidade de Wisconsin – Madison analisou 62 vítimas de relações violentas com seus parceiros. A idade dos pacientes era variada (desde 19 a 72 anos). Foi descoberto que a crença em Deus ou qualquer entidade divina funcionava como um sistema de apoio para as pessoas.

As entidades geralmente eram descritas como compreensivas e, diferente de pessoas de carne e osso, estavam disponíveis para “conversar” a qualquer hora do dia.

Para aqueles participantes do estudo que não eram religiosos, o apoio de outra entidade “virtual”, como inspirar-se em uma pessoa famosa, funcionavam da mesma forma.

A pesquisa pode indicar maneiras de pessoas não-religiosas se sentirem apoiadas da mesma forma que pessoas religiosas para psicólogos, que podem criar tratamentos mais eficientes. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

27 comentários

  • Jorginho:

    Não discordo ao menos em boa perte do que comentou.
    Talvez no final, cada qual se arrumará para cultuar sua crença ou descrença…
    Quem sabe, ” cada um na sua” e de sua maneira e ponto.

    Quando me sobrar um tempinho, farei um breve resumo da minha opinião. Mesmo para que eu possa encerrar meus comentários que brevemente fará aniversário aqui no HS.

    Atm

  • Jorginho:

    Oiced, apenas pedir para que confirmasse se tu é um maçon e não um ex-pastor/padre!

    Gostaria de ler suas idéias a respeito do plano da salvação, mesmo que não acredite haver planos.
    Pelo que vejo vc deva ter algo referente…

    Gostaria de ter sua opinião.

  • Jorginho:

    Oiced, por gentileza conclua seu pensamento à sua última postagem.

    • Paullin-007:

      Jorginho, na verdade o nome dele é Décio, e ele é maçom. Leia todo o nome dele a contrário que você vai ver, eheheheh…

    • Jorginho:

      Paullin-007 Tem sentido sim o que vc disse.
      Agora vamos ver se ele confirma.
      Aê Oiced, confirma?
      hehehehe

  • Everton Carlos da Costa Cardoso:

    GLÓRIA A DEUS NAS ALTURAS E PAZ NA TERRA AOS HOMENS DE BOA VONTADE!

  • Everton Carlos da Costa Cardoso:

    A frustação dos que se dizem ateus é que não conseguem ser mais do que Deus. O mesmo aconteceu com Lucifer que queria para si as homenagens e a glorificação que pertencem apenas a Deus-Pai Todo-Poderoso.

  • Maria Eduarda:

    Adoro ver posts sobre religião, pois amo Deus acima de qualquer coisa! O pproblema é essa “gentinha” que fica debochando das outras pessoas… ah, fala sério, galera: amadureçam, respeite-se uns aos outros e cuidem da vida de vcs! Sobre o post… a oração o coloca mais perto de Deus, pois esse é o maior psicólogo que pode existir.

  • Mister_X:

    Oiced Mocam, primeiro respoda algumas perguntas, se você conseguir responder de forma convicente, proseguiremos.

    1° Se Deus não existe, não há moral objetiva, logo o bem e o mal, não passam de invenções humanas, atráves de pressões evolutivas sociobiológicas, então não há diferença objetiva entre torturar um bebê e quebrar um copo. Logo, como você pode definir o mal, partindo desses conceitos, que o ateísmo nos leva inescapavelmente?

    2° Como o problema do mal, mostra que Deus não existe?

    3° Você ainda usa esse argumento meia boca do Deus das lacunas?

  • Celso Machado:

    Pessoal!! O estudo só diz que rezar acalma as pessoas não diz que faz desaparecer os problemas. No meu caso pessoal eu prefiro acalmar ouvindo música, lendo um livro… É bom pensar que não preciso de rezar quando tenho um problema, ou estou passando por um, mas sim meditar e encontrar alternativas que me possam fazer sair dele. Ah! E rezar pode ser perigoso também… Confiar a nossa vida a um ser que não existe senão na nossa cabeça pode ser dramático.

  • Rodrigo Paim:

    De fato, compartilhar suas responsabilidade com um ser imaginário alivia as pessoas …

    Mas prefiro a realidade, obrigado.

  • Jorginho:

    Só vai dar ateus rezando!!! kkkkk
    (Brincadeira pessoal!)

  • criancinha:

    “O ATO DE REZAR VEIO MUITO ANTES DA PSICOLOGIA SE ENTENDER COMO CIÊNCIA”

    Isso é lógico. Assim como qualquer ato rudimentar existiu antes do que qualquer atividade mais complexa e desenvolvida.

  • odemir josé:

    Rezo todos os dias e em diferentes momentos, isso me deixa mais calmo e bem mais perto de Deus, pra sentir seu abraço.

  • JOSÉ LUIZ Jr.:

    REZAR É LEGAL !! E SÓ LEMBRANDO QUE CRONOLOGICAMENTE O ATO DE REZAR VEIO MUITO ANTES DA PSICOLOGIA SE ENTENDER COMO CIÊNCIA. ATÉ MAIS PESSOAL !!

  • Mats:

    “Rezar” e meditar são coisas diferentes. Orar é falar com Uma Pessoa. Meditar pode não envolver uma conversa com Deus.

    Este tipo de evidências científicas em suporte da espiritualidade é o que seria de esperar se Deus (o Deus da Bíblia) realmente existisse.

  • eduardo:

    Orar, rezar…. não é muito diferente de meditar…. independente de crença religiosa, a mente precisar relaxar pra contrabalançar o stress do dia-a-dia…. eu mesmo q não tenho religião, nem acredito em divindade alguma, acredito no poder da meditação…. ajuda muito pra kem ker ter auto-controle…

  • clarice:

    resumo: a Oração é um refúgio pra alma.

  • Pri Nascimento:

    Q bonitinho Vinicius, me surpreendeu!

  • Arlon Cossetin:

    Claro, a psicologia ja sabia disso a tempos, rezar/orar (em sua essência) é na verdade um desejo profundo de bons acontecimentos na própria vida ou na do próximo(nem sempre!). Mas por outro lado poderiamos PENSAR e RACIOCINAR mais para resolver nossos próprios problemas. Sem contar que alguns ainda se aproveitam das situações para tirar vantagens do próximo. Fazendo-o pagar dízimos, aceitar dogmas ultrapassados e o mais perigoso que é impedir a doação e receptação de órgãos, sangue ou vacinas importantes…!! mesmo militarizar seus seguidores utilizando esse poder de massa controlando a política, as leis e definições de caráter.

    “Os resultados sugerem que as orações podem servir como distração”

    -Isso pode não ser tão sadio assim e até mesmo perigoso.
    Cuidado com o rumo que toma seu diálogo com si mesmo!

  • vinicius:

    Ter a sensação de que pode contar com a ajuda de alguem (Deus) torna as coisas menos difíceis e mais tranquilas, consequentemente vc fica confiante e as chances de se dar bem aumentam.

    Eu rezo.

  • Gabriel:

    Morri de rir com o “Os resultados sugerem que as orações podem servir como distração”…Assim deve ter magoado os religiosos…rsrsrsr

  • Pri Nascimento:

    É, cada uma acredita em algo ou alguém, pode ser Jesus ou justin bieber, como a própria reportagem diz no 5º parágrafo, o lance é mais psicológico!
    e preconseito não rola!!!

  • ShadowsAV:

    Eu por ser ateu não acredito que alguém do nada vai fazer alguma coisa pra me ajuda só pq eu fiquei ajoelhado, mas pra quem acredita concerteza vai sai mais tranquila da igreja (não que isso vá fazer ela arranjar emprego ou algo assim, mas deixa ela mais calma pra continuar e não desistir da luta)

  • Rafael Rodrigues:

    É só pra mim que isso me parecia óbvio?

  • criancinha:

    Espero que nao começe outra discussão inútil por aqui…

    Orar é entrar em contato com o SER: o Deus, a Natureza, o Universo….

  • vilma:

    SÓ ATRAVES DA ORACAO E GENEROSIDADE CHEGAREMOS ATÉ DEUS.
    NAO O PROCURES DENTROS DAS IGREJAS E TEMPLOS, MAS NA SUA
    CONSCIENCIA.
    TU ÉS MEDICO DIVINO.TU DÁS A VIDA E A VIDA
    EM PLENITUDE AQUELES QUE TE BUSCAM.

Deixe seu comentário!