Seu casamento está te deixando doente?

Por , em 13.06.2010

Você come direito, se exercita regularmente e sempre faz exames preventivos. E de repente você está doente! Talvez haja uma coisa que você ainda não tenha se habituado a fazer: manter um relacionamento saudável e conversar com seu marido ou com sua esposa.

Um novo estudo da Universidade de Ohio mostrou o quanto pode ser fisicamente desgastante discutir com seu cônjuge. Os pesquisadores analisaram 37 casais – primeiramente eles os observaram conversando normalmente e fizeram pequenos cortes nos braços deles. Depois de 12 dias os casais voltaram.

Os cientistas perceberam que as feridas curavam-se mais rapidamente naqueles casais que tinham melhores habilidades de comunicação entre si.

Mas porque isso acontece? Os pesquisadores acreditam que tenha algo a ver com a oxitocina – um hormônio protetor. E nos casais com melhor comunicação os níveis de oxitocina no sangue eram realmente maiores.

Especialistas acham que o stress matrimonial pode ser ainda mais
negativo para a sua saúde do que o stress por motivos profissionais.

Mas ter um casamento feliz e saudável pode não ser tão simples. Selecionamos algumas dicas de especialistas que podem ajudar a manter seu relacionamento e sua saúde em perfeito estado:

1. Argumente bem:

Nas brigas, o que realmente importa não é a briga em si, mas a qualidade dos argumentos usados. Por exemplo, se você, moça, quer ajuda na cozinha não deve dizer “odeio o quanto você é preguiçoso e nunca me ajuda”, mas sim “acho que poderíamos aprender a trabalhar juntos na cozinha”. A mesma coisa serve para os rapazes em outras situações.

2. Sua esposa ou seu marido é irritante – agüente a parada:

Segundo especialistas que observaram relacionamentos duradouros, as pessoas com vida amorosa bem-sucedida não tentam mudar hábitos irritantes do parceiro, mas aprendem a tolerá-los. Então se você está irritado porque seu companheiro (a) enfia revistas e livros em todos os cantos da casa, em vez de achar isso um hábito ridículo pode pensar que isso indica que ele/ela é uma pessoa curiosa e culta.

3. Não grite com quem grita com você:

Ok, você se casou com uma pessoa que grita durante as brigas. A grande solução é não gritar de volta. Se a pessoa também não baixar o tom, responda em uma voz calma que só irá conversar se for em um tom normal.

4. Limite as fofocas:

Estudos mostram que, quando você conta para seus amigos de uma briga que teve com o parceiro, a resposta tende a ser, claro, favorável para você e extremamente desfavorável para o outro (comentários do tipo “mas ele é um irresponsável” ou “ela é muito carente” são comuns). Só que eles o deixam ainda com mais raiva do outro e não ajudam a resolver a briga. Então evite comentar sobre suas brigas conjugais com seus amigos.

5. Lembre-se dos bons momentos:

Mesmo em casamentos estressantes há bons momentos – ou então você não estaria casado, certo? Como esses momentos ocorreram? O que você fez para criar a situação? Essas lembranças podem fornecer dicas preciosas para superar alguma desavença. [CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

8 comentários

  • mary:

    Planejei ter uma pessoa ao meu lado desde que me conheço por gente. Jurei que quando a encontrasse nada me faria desistir, encontrei essa pessoa a amo muito e desde que me casei venho tentando viver esse sonho. Gasto muito tempo tentando resolver problemas, repenso atitudes, procuro mudá-las. E tem sido cada vez mais inútil.Sei que não existe a pessoa certa, mas tinha que ser tão errada, não consigo me perdoar por amar tanto alguém que me ama tão pouco. O casamento já é difícil quando o casal se ama e sonham juntos, mas quando um quer mais que o outro chega ser constrangedor.

  • Toty:

    “Todos nós precisamos casar, pra aprender a valorizar a vida de solteiro.”

    Muitas vezes acontece as partes ou uma das partes achar que esta pagando um preço muito alto para ter uma vida a dois e ai a “vaca vai pro brejo”

    Acho que não me casaria de novo se pudesse retornar o tempo!!!

  • Viviane:

    Olá! Nei, dei muita risada com o que você postou, hehe

    “Todos nós precisamos casar, pra aprender a valorizar a vida de solteiro.”

    Na verdade a minha opinião digamos que é oposta, mas adoro senso de humor.
    (Independente da situação de cada um, todos queremos e preisamos de um amor pra vida toda, porque fomos feitos pra isso), digamos que mesmo sem querer estamos sempre procurando.. Mesmo que seja o amor de um filho! É um amor.. Diria que as mulheres demonstram mais querer viver “pra sempre” com alguém, mas não significa que os homens fiquem pra trás.
    E sim, é verdade quanto ao fato de casamentos duradouros terem durado nada mais nada menos que a tolerência.
    Quando vemos dois velhinhos de mãos dadas na rua, com o maior amor no olhar, pensamos que isso até hoje não existe mais. Mas deixo aqui uma piadinha, que se bem interpretada pode ajudar muitos relacionamentos.
    * Uma mulher estava em seu leito de morte, e seu marido perguntou sobre uma caixa que ficava guardada em cima do guarda-roupa, que foi combinado que ele nunca mexeria a não ser que ela estivesse em seu leito de morte. Ela permitiu que ele pegasse a caixa, e explicou que dentro ela guardava bonequinhas de pano que tecia toda vez que ficasse com raiva por algo que ele tenha feito!
    Então o marido se emocionou pelo fato de só ter uma boneca, e disse: – Nossa, não acredito que depois de 65 anos casados você só ficou com raiva de mim uma única vez! – E olhando mais no fundo da caixa viu um pacote com muito dinheiro… Enquanto contava, quis saber do que se tratava. Então ela respondeu:
    – Esses 95mil reais foi o que eu arrecadei vendendo as outras bonequinhas!

    FICADICA

  • alexandra:

    A dificil arte de conviver a dois….temos que aprender todos os dias como lidar com as diferenças…
    Aline e Roberto sou mais uma na lista de assinaturas…rsrs
    concordo plenamente…e olha que minha mãe sempre me disse isso….

  • Roberto:

    Aline, gostei do seu comentário. Em especial a última frase: “A mulher é o esteio, da casa e da cama”. Assino embaixo.

    Seu marido é um homem de sorte. Que o casamento de vocês dure para sempre, com amor e felicidade mútuos.

  • Nei:

    Todos nós precisamos casar, pra aprender a valorizar a vida de solteiro.

  • Aline:

    Tem certos assuntos que são difíceis de questionamentos, sei que vale o ditado: “Briga de marido e mulher, ninguém mete a colher. É feio quem entra no meio.”
    Sei que beleza, jovialidade, química da paixão valem, porém se o sexo vai mal, tudo vai mal. Mas…falta de cumplicidade, companheirismo, fidelidade, gostos afins e disciplina no lar, não há relacionamento que perdure.
    P/ mim o casamento tem q ser 80% de sexo satisfatório, tanto p/ mim e p/ o meu amado, dificilmente um homem sábio ‘chuta o balde’. A mulher é o esteio, da casa e da cama.

  • Wesley:

    O “casamento” humano tem cerca de 5 ou 6 fases, e com o tempo o parceiro (a) que na fase 01, era maravilhoso, em alguma outra fase pode ser péssimo, mudar, perde o interesse, achar que estaria pagando um preço muito alto ou mesmo virar um adversário a ser vencido…

    Sendo que apenas 10% dos casais vão trocando de fase e cada vez ficando mais amigos…
    È isso mesmo, o namoro que começa como paixão e desejo com o tempo viram amizade, companheirismo ou tédio.

    Embora na música “Foi Assim”, o Lupicínio Rodrigues lamente que “Quem aparece no meu caminho tem sempre os defeitos iguais”…
    Não se trataria de “destino”, “azar” ou “alguma coisa mais”, como o poeta questiona, e sim que, os específicos tipos de individuo têm os mesmos “defeitos” e qualidades.

    Os comentários em tela são um determinismo biológico, que eu só explico em particular, pois a maioria não estaria preparada para entender que o sexo é uma “irresistível armadilha da natureza” em prol da sobrevivência.

    E é fato que na última década a “carne jovem e fresca” ficou muito mais atraente, além disso, os homens podem ser divididos MAIS em os que inconscientemente desejam espalhar o seu DNA pelo mundo, e os que só desejam ter filhos com específicos tipos de parceiras,
    Já as mulheres podem ser divididas MAIS em as que precisam amar e as que precisam ser amadas.

Deixe seu comentário!