Sua última chance de ver Vênus em trânsito

Por , em 8.04.2012

Anote na agenda: do dia 5 de junho para o dia 6 do mesmo mês, vai acontecer um evento celestial raro, chamado de trânsito de Vênus, que muito provavelmente não vai se repetir dentro do seu período de vida. A não ser que você viva mais de 120 anos.

O fenômeno consiste no alinhamento de Vênus com o sol, causando uma espécie de “eclipse”. Mas não se trata de um eclipse verdadeiro, já que Vênus é 30 vezes menor que a maior estrela de hélio de nossa galáxia. Tanto que apenas 0,1% do brilho solar será afetado. Por isso, tal fenômeno é intitulado “trânsito” pelos físicos.

O evento durará cerca de 7 horas e, no Brasil, só será visível no extremo oeste, de acordo com o Centro de Divulgação da Astronomia, da Universidade de São Paulo (USP).

E, segundo especialistas, os trânsitos de Vênus têm um período variável, porém previsível. Ele acontece em um intervalo de 8 anos, sempre seguido de outro intervalo de aproximadamente 121 anos, que, por sua vez, é seguido por outro intervalo de cerca de 105 anos.

A última vez que o evento aconteceu foi em junho de 2004 e, depois deste ano, o próximo só ocorrerá no ano 2117. As melhores localizações para observar o raro fenômeno estão no leste asiático, no leste da Austrália, na Nova Zelândia e no oeste do oceano Pacífico, bem como no Alasca, no norte do Canadá e em quase toda a Groelândia.

Aqui na América do Sul e Central, contudo, o trânsito só será visível durante seu início. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

20 comentários

  • Miguel:

    Onde do Brasil eu tenho que estar para ver isso? Alguém sabe?

    • Elias:

      “O evento durará cerca de 7 horas e, no Brasil, só será visível no extremo oeste, de acordo com o Centro de Divulgação da Astronomia, da Universidade de São Paulo (USP).”

    • W.Neves:

      Na Groelândia ou no norte do Canadá. Não precisa levar roupas de clima frio… É verão lá.

  • telmo flores:

    bah, eu vi o passado deste fenômeno, vou ver este e o próximo com certeza, já estou com 50 anos e como vou até os 247, tô tranquilo…rsrsrs

  • ísis:

    Quando alguém diz “a maior estrela de hélio da nossa galáxia”, é natural supor que esteja falando de Canis Majoris, que tem mais de 2,8 bilhões de km de diâmetro.A Terra é mais insignificante que um grão de areia ao lado dessa estrela, é Vênus é ainda menor que nosso planeta. O próprio Sol é um nada perto dessa hipergigante vermelha, e exatamente por ser vermelha, ela é uma estrela queimando hélio. Não tem como alguém dizer que Vênus é somente trinta vezes menor que um corpo como esse. No mínimo esse equívoco trata-se de um erro de digitação.

    • Elias:

      Também acho!!
      Provavelmente ele queria dizer “já que Vênus é 30 vezes menor que a menor estrela de hélio de nossa galáxia.”

      O pessoal da astrofísica aí dá um help?? rsrs

  • Roberto:

    Gente, Venus está há mais de 100 milhões de km de distância da Sol. Calculo que Todos os planetas juntos, sim, daria essa proporção vista de Venus, caso estivessem consolidados mum só corpo e postos na superfície da estrela. Os planestas são “poeiras” ao redor da estrela.

    • Jonatas:

      Não tão poeira assim, Júpiter por exemplo já tem um décimo do diâmetro Solar, se o Sol fosse uma bola de basquete, Júpiter seria mais ou menos uma bola de gude, e a Terra uma semente de uva. Na mesma escala, a estrela Alfa Centauro C ou Próxima-Centauro, seria mais ou menos uma bola de pingue-pongue. Uma estrela Anão Marrom é do tamanho de Júpiter e uma Estrela Anã Branca é do tamanho da Terra.
      Existem estrelas, as Estrelas de Nêutrons, que são pequenas que uma delas caberia na Baía de Guanabara, e sua massa chega a ser 3 vezes maior que a do Sol, acredite se quiser.
      Alguns Planetas já foram encontrados ao redor de Estrelas de Nêutrons, e drasticamente, eles são muito maiores que seu sol, mas obviamente muito inferiores em massa.

  • José Senem Alencar:

    Errar é humano.

  • Rui Moio:

    A frase “já que Vênus é 30 vezes menor que a maior estrela de hélio de nossa galáxia.” está errada.
    O Sol não é a maior estrela da galáxia e Vénus não é apenas 30 vezes mais pequeno que o Sol. Vénus deverá ser dezenas de milhar ou mesmo milhões de vezes mais pequeno que o Sol!… Quem é capaz de nos dar valores correctos?

    • Jonatas:

      Vênus é um pouco menor do que a Terra, que em diâmetro é 1/110 do diâmetro solar, e em volume é 1.300.000 vezes menor que o Sol. O diâmetro da Terra é 12.756 km, o de Vênus 12.104 km, e o do Sol 1,4 milhão de km. As 30 vezes da reportagem deve se referir ao diâmetro aparente de Vênus, que por estar muito mais perto da Terra que o Sol aparece um pouco maior do que seria, reduzindo a diferença visual de tamanho.

  • Heitor:

    qual e´ a maior estrela da nossa galaxia???????????????

    • Jonatas:

      Até então a maior estrela conhecida é a hiper-gigante-vermelha VY Canis Majoris, com diâmetro estimado entre 2.000 e 3.000 vezes o do Sol. Certamente ela tem muito hélio e outros elementos mais pesados, já que as estrelas gigantes atuam como fábricas de elementos universais.

  • Geovane:

    Esse evento ocorrera nesse ano ainda ?

  • André Luis:

    Incrível o tamanho de Vênus comparado ao Sol!

  • Rafael Andrette:

    “…já que Vênus é 30 vezes menor que a maior estrela de hélio de nossa galáxia.” Essa frase não tem sentido nenhum! se for referencia ao nosso Sol, nem de longe ele é a “maior estrela de hélio da nossa galáxia”, se for referente a qualquer outra estrela no céu, o tamanho aparente de Vênus é muito superior a qualquer estrela. Por favor, corrijam para dar algum sentido a essa informação.

    • MaisOutroCara:

      Também achei meio estranha essa informação… por favor, elucidam-me.

    • Jonatas:

      Realmente sem sentido. Possivelmente um engano de tradução, deveriam pelo menos trocar “nossa galáxia” por nosso “sistema solar”, é tirar hélio, o Sol tem pouco hélio e muito hidrogênio.

    • Egon:

      (Acrescentando ao comentário do Jonatas)

      Mesmo porque o Sol é uma estrela de Hidrogênio e graças a isso é que o sistema sobreviverá por muito tempo até que todas as explosões, “bombas de hidrogenio” não tiverem mais combustível pois as violentas explosões são exatamente que resultam na tranformação do Hidrogênio em Hélio que é um gaz neutro e estável, e dai sim, o “nosso” Sol será uma estrela de Hélio e toda vida já terá se extinguido na Terra.

    • Alan Wilson:

      Acho que está falando do nosso ponto de vista aqui da terra, no nosso campo visual Vênus vai ter 30% do tamanho do sol durante o evento!

      Assim como a lua aparenta ter, mais ou menos, o mesmo tamanho do sol durante eclipses.

Deixe seu comentário!